Jeová sabia, ou não sabia? : Religiões, Crenças & Teologia - Page 4
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Jeová sabia, ou não sabia?

Espaço ideal para discussões sobre qualquer religião, crença e teologia.

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Herege Aprisionado em 09 Mai 2015 11:28

Victini escreveu:
Herege Aprisionado escreveu:Você não seria considerado uma pessoa rebelde por sair, uma pessoa que não aguentou o "tranco", mas sairia como um inteligente que começou a perceber coisas erradas lá dentro.


Só agora li o seu post.

Olhe, Herege, essas palavras do quote acima parecem-me um sonho da sua parte. Isso jamais irá acontecer, porque o objetivo da Watchtower é o Reino e o controle mental do maior número de adeptos possível. Eles podem até facilitar a saída de alguém que não sirva tanto aos interesses do Reino, mas jamais será uma saída honrosa.
Penso que vc conhece a velha expressão da dissidência: "não há saída honrosa da organização".

Se vc pondera sair um dia, conte com esse custo. O benefício nunca será de nada lá de dentro, mas sim de cá de fora.



Poxa Victini, é verdade o que vc disse! A Natureza humana é complicada, nós sempre procuramos um jeitinho de parecermos menos monstruosos para aqueles que amamos.
Parei pra pensar no que vc disse, e lembrei de uma caso antigo da minha congregação. Um irmão servo ministerial muito habilidoso e exemplar, fez um curso superior e antes de se formar abandonou a organização. Acho que virou dissidente também, ele era muito inteligente. Pois bem, com todos aqueles que eu conversei sobre esse irmão, nenhum mencionou algo que pudesse se relacionar a saída dele com algo honroso. A impressão que passaram quando falávamos dele, era a de que ele foi um fraco e não resistiu as mulheres e o modo de vida mundano da faculdade.

Até hoje ele não voltou, bom pra ele. Mas olhando as fotos no facebook dele, percebo que hoje ele está muito mais feliz que antes! Ele não sorria e sempre parecia triste... :cry:
A Fé não dá respostas , só impede perguntas.
Avatar de usuário
Herege Aprisionado
Forista
Forista
 
Mensagens: 759
Data de registro: 02 Abr 2015 09:47
Localidade: São Paulo

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Victini em 09 Mai 2015 12:11

Herege Aprisionado escreveu:Um irmão servo ministerial muito habilidoso e exemplar, fez um curso superior e antes de se formar abandonou a organização. Acho que virou dissidente também, ele era muito inteligente. Pois bem, com todos aqueles que eu conversei sobre esse irmão, nenhum mencionou algo que pudesse se relacionar a saída dele com algo honroso. A impressão que passaram quando falávamos dele, era a de que ele foi um fraco e não resistiu as mulheres e o modo de vida mundano da faculdade.


Na verdade todos eles devem recordar-se dele da mesma forma que vc: como alguém intelectualmente bem capacitado. Mas isso é razão ainda maior para ele ser alvo de críticas injustas. Se não há criticas justas a fazer, partem para as injustas.
Na verdade isso deve ter acontecido comigo também, depois que saí, porque a minha saída foi meramente ligada à apostasia, mas quando entreguei a carta isso não ficou evidente, porque eu enrolei com uma desculpa que era por causa do meu filho, pois o pai dele era opositor.
E como eu, nessa época, parecia ser um pouco "metida" para alguns (mas era só aparência), deve ter havido gente que aproveitou essa ocasião para me fazer as criticas que antes não podiam.
Aos meus olhos a minha saída foi totalmente honrosa, mas aos olhos deles "não há saída honrosa da Organização", porque eles são "o povo de Deus", a "verdade", a "luz do mundo", os "escolhidos"... vc sabe.

Tem muita gente boa lá dentro, mas...

Imagem
Entrevista a Snowden tendo como alvo a conscientização pública para proteger a liberdade e privacidade dos cidadãos e da internet, com interessantes alusões ao "Orwellianismo" - 1984

Clique para: Ver
phpBB [video]
Avatar de usuário
Victini
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 758
Data de registro: 25 Nov 2008 20:00
Localidade: Espírito Santo

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Aprendiz de Cristo em 14 Mai 2015 22:17

Mentalista escreveu:AdC, você mesmo deve pensar que a razão que o Homem tem não chega nem perto da que seu Deus tem. Até que ponto a forma de agir do Homem independe da forma como ele foi feito/criado, se é que isso realmente ocorre?


Olá Mentalista,

Precisamente, até o ponto em que a alma do homem foi corrompida pelo pecado. :(
E isso nada tem a ver com o fato da razão de Deus ser infiniiitamente superior a do homem, aliás, esta superioridade é bíblica.

Um abraço,
Aprendiz de Cristo
Se Jeová que é Bom, destrói a família. O que é que fica pro diabo? :roll:
Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Contudo, ainda que ela se esquecesse, Eu jamais me esquecerei de ti! (Is 49:15)
Avatar de usuário
Aprendiz de Cristo
Forista
Forista
 
Mensagens: 1018
Data de registro: 08 Ago 2009 16:55
Localidade: Não quero responder

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Aprendiz de Cristo em 15 Mai 2015 16:52

Aprendiz de Cristo escreveu:
Mentalista escreveu:AdC, você mesmo deve pensar que a razão que o Homem tem não chega nem perto da que seu Deus tem. Até que ponto a forma de agir do Homem independe da forma como ele foi feito/criado, se é que isso realmente ocorre?


Olá Mentalista,

Precisamente, até o ponto em que a alma do homem foi corrompida pelo pecado. :(
E isso nada tem a ver com o fato da razão de Deus ser infiniiitamente superior a do homem, aliás, esta superioridade é bíblica.

Um abraço,
Aprendiz de Cristo


Então, para que se tenha uma pequena noção do dano sofrido -
O homem possui um espirito (que a meu ver, é onde estão as impressões do Espirito de Deus - o sopro de Deus), entretanto, a mente do homem ignora completamente sua existência... Ou seja, o homem tem dentro de si o sopro de jeová, mas a sua alma não tem esta informação, desconhece completamente o fato, justamente por ter perdido o link com Ele.

È como um sistema que ao ser corrompido... tem uma DLL X infectada... então, a DLL está lá, mass já não funciona a contento. Uma "maquina" nessas condições pode já ter estado em "rede" um dia, e hoje funcionar, apesar de não ter uma visão real de si mesma.. e em função disso não reconhecer mais o "Servidor"... mass Ele continua lá. :4
Se Jeová que é Bom, destrói a família. O que é que fica pro diabo? :roll:
Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Contudo, ainda que ela se esquecesse, Eu jamais me esquecerei de ti! (Is 49:15)
Avatar de usuário
Aprendiz de Cristo
Forista
Forista
 
Mensagens: 1018
Data de registro: 08 Ago 2009 16:55
Localidade: Não quero responder

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Mentalista em 16 Mai 2015 12:08

Desculpe por ter falado "você mesmo", seria "você mesma".

O que quero dizer nos meus posts é que: Não acredito em Deus, mas estou argumentando que se ele existisse e fosse o Criador de toda as coisas, a mente humana estaria limitada à forma que ela teria sido criada. Por exemplo, uma das premissas religiosas é que as pessoas gostam de coisas boas porque foram feitas à imagem de Deus. Logo, o que elas gostam ou deixam de gostar depende do que Deus teria programado em sua mente. Se o ser humano tivesse o livre arbítrio que acha que tem, ele seria como Deus, porque deveria poder conhecer todas as possibilidades de escolha antes de fazer algo. As opções que ele conhece estão limitadas ao que ele já vivenciou. Uma pessoa que não tivesse todos os sentidos (visão, audição, olfato, paladar, tato e outros possíveis) não absorveria nada do ambiente e provavelmente não poderia pensar. Assim sendo, sua forma de pensar depende de suas interações com o ambiente, além de toda uma genética (dizem que sou muito parecido com meu pai na forma de pensar, e que faço coisas muito semelhantes às que ele fazia, muito mesmo, mesmo não o tendo conhecido). E quem é que teria programado a reação que temos ao estímulos do ambiente? Então, até que ponto teria o homem independência de Deus ao "tomar suas decisões"?

Eu não acredito em livre arbítrio. Acho que é uma ilusão da nossa consciência. Imagino que muitos se perguntariam: "Então por que você fica tentando argumentar com as outras pessoas? Qual é o sentido disso?" Mesmo não achando que tenho controle sobre meu destino (ao mesmo tempo não acho que o destino esteja definido, devido a uma aleatoriedade), sinto uma boa sensação ao debater com as pessoas e, agora que, provavelmente, sei da minha condição, não preciso perder tempo pensando no passado nem me magoando com as pessoas. Na verdade, é mais fácil perdoar as pessoas assim. O que importa é o futuro. Tendo ou não liberdade de escolha, vivenciar isso é algo muito bom.
Avatar de usuário
Mentalista
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 3641
Data de registro: 08 Ago 2014 17:25
Localização: Campinas
Localidade: São Paulo

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor israel em 19 Jan 2016 10:05

Meu ponto de vista cômico:
Olha na verdade, a serpente estava de bobeira na árvore do conhecimento, de repente ela comeu do fruto e começou a falar blá, blá, blá... e teve conhecimento do bem e do mal e usou o do mal para fazer o mal (desculpe a redundância) e Jeová tem o poder de saber tudo, mas preferiu não querer saber, pois seria um Spoiler né? Não teria graça! Fim
Avatar de usuário
israel
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 40
Data de registro: 17 Jun 2012 01:20

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Mentalista em 19 Jan 2016 16:36

israel escreveu:Meu ponto de vista cômico:
Olha na verdade, a serpente estava de bobeira na árvore do conhecimento, de repente ela comeu do fruto e começou a falar blá, blá, blá... e teve conhecimento do bem e do mal e usou o do mal para fazer o mal (desculpe a redundância) e Jeová tem o poder de saber tudo, mas preferiu não querer saber, pois seria um Spoiler né? Não teria graça! Fim


Seu comentário me lembrou de algumas pesquisas que eu tinha feito há alguns anos, para ver se os argumentos da Torre sobre Deus eram parecidos com os demais:

Se Deus conhece ou não o futuro é algo muito controvertido. Alguns dizem que o que Deus conhece sobre o futuro é aquilo que Ele mesmo fará, mas que Ele desconhece aqueles eventos futuros que estão condicionados a decisão humana. Pois não existe ainda um amanhã para ser conhecido por Deus. Dizem também que o futuro deve estar em aberto para que o homem seja livre e para que os diálogos entre Deus e os profetas envolvendo promessas e juízos condicionais de Deus possam ser levados a sério. Ainda afirmam que aqueles textos bíblicos que relatam Deus como estando incerto em relação a alguns eventos futuros precisam ser levados a sério, não devendo ser interpretados atropomorficamente (como por exemplo: Am 5.15; Ex 32.30; Ez 12.1-3 e Jr 26.2-3), bem como, aqueles textos que falam que o povo não agiu como Deus pensava que ira agir, como Jr 3.7: “E, depois de ela ter feito tudo isso, eu pensei que ela voltaria para mim, mas não voltou...” (ver também Jr 3.19-20).21 Deus precisa estar no tempo para entendermos como pode sua ira durar apenas um instante. Deve, portanto, existir um momento em que Deus está irado e outro em que não mais está irado. Segundo este ponto de vista, as ações de Deus não estariam predeterminadas, dependeriam, em parte, das ações dos homens, assim, as ações humanas contribuiriam significativamente para a construção do futuro. Como um grande mestre de xadrez, a despeito dos lances do adversário, Deus conduz o jogo para sua vitória.
[...]
Já falamos que os teólogos do processo encaram a realidade como um processo temporal. Onde o mundo é feito de eventos e processos e que, o aumento do envolvimento do homem na natureza e na história tem elevado sua percepção do tempo e do caráter dinâmico da realidade. Para o homem do século XX, o mundo, claramente, não é estático. Movimento e novidade fazem intimamente parte de sua experiência para serem ignorados ou tratados superficialmente. Onde o tempo não é uma ilusão, mas uma realidade. Mudar não envolve apenas um eterno retorno a um preestabelecido padrão, mas à emergência de uma novidade genuína. Deus não é atemporal, Ele está sujeito ao tempo, Ele está em processo de desenvolvimento.

Segundo a teologia do processo, o conhecimento de Deus também é relativo. O conhecimento de Deus se processa a medida que os eventos se desenrolam. Cada nova decisão e ação resulta em experiência e aprendizado para Deus.. Deus sabe tudo o que se pode saber, mas não conhece o futuro, porque o futuro não é algo já exista para ser algo que se possa ser conhecido. De modo que o mundo enriquece a experiência divina.

Fonte: http://escatologiacrista.blogspot.com.b ... poral.html

Este contraria o argumento da Torre de que "Jeová pode saber o futuro, mas prefere não usar essa habilidade muitas vezes".

Quando eu ainda acreditava na existência de Deus, estava começando a concordar com o argumento daquele site. Faria mais sentido que o argumento da Torre.
Avatar de usuário
Mentalista
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 3641
Data de registro: 08 Ago 2014 17:25
Localização: Campinas
Localidade: São Paulo

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Freud em 27 Abr 2017 10:01

Freud escreveu:Pegando um pouco de cada comentário aqui. Imaginemos duas situações:

1) Obama acorda de mau humor e resolve q quer anexar o Brasil a seu território, declarando, assim, guerra contra nós brasileiros. O Governo tem 2 opções: Ou entrega o país aos americanos passivamente ou insufla o espírito patriótico na população e convoca a todos a lutar pelo seu país e pela sua liberdade. “Ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil.” Nessa situação, alguém diria que a Dilma é louca, demente, suicida, se optasse por lutar até a morte pra se defender, mesmo seu inimigo sendo infinitamente mais poderoso? Dificilmente, a população em peso apoiaria a presidente

2) A Dilma acorda de mau humor e resolve q quer anexar os EUA a seu território, declarando, assim, guerra contra os americanos. Nessa situação, alguém diria que a Dilma é louca, demente, suicida, se optasse por entrar nessa guerra, mesmo seu inimigo sendo infinitamente mais poderoso? Absolutamente sim, 99% da população seria contra ela.

Pois bem. Supondo que Satanás não é um doido varrido demente fumador de tóxico e que tem um mínimo de juízo e noção de força, pra q ele iria de livre e espontânea vontade acorda um belo dia e pensar: “Ah, to fazendo nada, vou desafiar Deus q é putaqueparivelmente superior a mim prum duelo. Vai q hoje é meu dia de sorte e eu ganho!” Acho difícil né?

Mas, e se Satanás estava descontente com o que ele via lá no céu, percebeu q a forma de Deus manobrar as coisas não eram tão perfeitas como Ele pregava, começou a questionar certas coisas, foi investigar uns podres e quando Deus descobriu tal apostasia da parte dele, desce a lenha no apóstata, veio com força total contra seu até então filho espiritual? Nessa hipótese, qual era a opção de Satanás, se não se defender deste ataque? Igual o Brasil num ataque americano. Vai perder? Com certeza, mas derrota maior seria não lutar.

Prova q a coisa no céu não é tão maravilhosa assim é que não só Satanás, mas tbm um porrilhão de anjos se rebelaram, apoiando a causa levantada por ele. Se existisse harmonia e perfeição, o que justificaria tantos anjos descontentes?

Nem Freud explica kkkkk



Conversa na roda de amigos (de evangélicos da quadrangular a ateus) sobre a malignidade de satanás, usei o exemplo desse tópico, q se o céu fosse tão maravilhoso ninguém iria querer sair, q dirá 1/3 dos anjos. Uma dúzia a gente até aceita, mas um terço? Parece suspeito. Aí um religioso falou q problema não era o céu, é q a argumentação de satanás é muito boa, que aos poucos ele foi induzindo os anjos a querer mais, como no caso das mulheres nos dias de Noé. Como se tivesse feito uma lavagem cerebral nos anjos q lhe davam ouvidos. Q a ambição os levou a ruína. Contra-argumentei q não importa a oferta, se vc tá no melhor lugar q pode existir no universo, alguém te propõe seja lá o que for e, pior ainda, vc sabe q no final será destruído; pq diabos vc trocaria a melhor coisa pela morte??? Falei: “A menos q lá seja tão enfadonho q até morrer pareça mais atrativo”. Quase fui exorcizado ali mesmo kkkkk

Não chegamos a um consenso. Será que o céu não é essa maravilha toda q a maioria acredita? Será q Deus tbm tem suas falhas? Ou Satanás é o ser mais persuasivo do universo? Eu, como advogado, sinto imensa inveja desse poder de persuasão kkkkkk
“Quando todos pensam da mesma forma, é porque ninguém está pensando.”
Walter Lippmann (adaptado)
Avatar de usuário
Freud
Forista
Forista
 
Mensagens: 324
Data de registro: 16 Dez 2013 09:50
Localidade: Não quero responder

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Eduardo Siqueira em 27 Abr 2017 10:29

A torre alega no livro estudo perspicaz que Jeová embora tenha o poder de saber o que ocorrerá no futuro, ele só usa esse poder quando quer e não automaticamente. Essa é uma forma que eles acharam de isentá-lo da culpa de ter permitido todas as desgraças no mundo. Sobre a rebelião dos anjos e do primeiro casal:na verdade a própria ideia de uma pessoa perfeita fazendo algo errado não é lógica: sendo perfeito você só poderia tomar decisões perfeitas mesmo tendo o livre arbítrio. Mas no final das contas esse argumento de que Jeová só usa o poder quando quer acaba não justificando a omissão irresponsável dele.
Avatar de usuário
Eduardo Siqueira
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 10
Data de registro: 24 Abr 2017 01:43
Localidade: Santa Catarina

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Agnostico Reverente em 27 Abr 2017 11:10

Esse argumento de que Deus é onisciente, mas pode desligar e ligar a onisciência dele quando quer, como se fosse um botaozinho, é um dos argumentos mais falaciosos que já vi. Muito melhor admitir que não sabe, que não entende, ou como no meu caso, admitir que essa parte da Biblia é muito fantasiosa
Avatar de usuário
Agnostico Reverente
Forista
Forista
 
Mensagens: 312
Data de registro: 19 Ago 2016 17:08
Localidade: São Paulo

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Ronildo Araujo em 27 Abr 2017 17:08

Leitora compulsiva escreveu:Uma vez perguntei algo ao ancião
Eu disse que o texto de Tiago 1:13 diz: "Quando posto à prova, ninguém diga: “Estou sendo provado por Deus.” Pois, por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém."

Então se Deus não pode provar alguém, por que ele colocou a árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau? Ele não me respondeu. Disse que se eu pesquisasse na watchtower library, encontraria a resposta. Não achei.

Além disso nós aprendemos no bíblia ensina que Satanás desafiou a soberania de Deus e logo depois questionou nossa integridade a servir a Deus. O fato de permitir Satanás nos provar, não seria praticamente o mesmo de ele estar nos provando? Porque a partir do momento que Satanás "percebe" que ele não pode ser soberano sobre a terra, ele além de provar a si mesmo que é falho, ele prova também que Deus está certo. De certo modo então, Deus provou sim quando permitiu que Satanás falasse com Eva, quando pôs aquela árvore no jardim do éden e quando permitiu as provações contra Jó.

Se pensam diferente, me falam por favor :)
Estou aqui para aprender também!


Desculpe a franqueza Leitora compulsiva, mas acredito que você está equivocada na compreenção de Tiago 1:13. Este é um de meus textos favoritos e eu sempre enfatizava em meus estudos, porque pra mim, este texto revela muito sobre Deus. Ali não diz que Deus não pode ser provado nem prova Ele a alguém. O que diz é: "POR COISAS MÁS, Deus não pode ser provado, nem prova Ele a alguém".

Nós não temos nenhuma possibilidade de causar algum dano à Deus, portanto a única maneira de pô-lo à prova é praticando o bem, tipo, vou ser uma boa pessoa, vamos ver se tem uma recompensa mesmo nem que seja depois da morte. (Não estou dizendo que as pessoas devem ser boas só por causa duma recompensa, há muitos motivos para se escolher o caminho do bem). Então Deus, sabedor dessa nossa condição, até por uma questão de justiça, se determinou a nos provar somente pelo bem, e nunca pelo mal, o que seria muito facinho pra Ele. Por isso mesmo, aquela conversa que Deus teve com Moisés em Êxodo 32:10 que muitos dizem que parece ser um Deus descontrolado, pedindo conselho pra Moisés, é na verdade uma ocasião em que ele prova Moisés ofertando uma glória muito grande para ele. Penso isso mesmo com o que está escrito em Êxodo 32:14, "começou a deplorar o mal que falou que ia fazer ao seu povo". Esse negocio de deplorar è de difícil entendimento, jamais posso conceber que Deus se arrependeu de ter feito a humanidade na Terra, ou que algum humano possa dar um conselho à Deus. Ora se Deus é tão criterioso assim com seus tratos com os humanos, muito menos Ele usaria terceiros para provar à outros pelo mal.
A base do Cristianismo verdadeiro, aprovado por Cristo, é o amor de Deus.
A vida e a morte de Jesus Cristo é a confirmação deste amor.
Avatar de usuário
Ronildo Araujo
Forista
Forista
 
Mensagens: 410
Data de registro: 17 Abr 2017 20:52
Localidade: Santa Catarina

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Ronildo Araujo em 27 Abr 2017 17:15

Leitora compulsiva escreveu:Uma vez perguntei algo ao ancião
Eu disse que o texto de Tiago 1:13 diz: "Quando posto à prova, ninguém diga: “Estou sendo provado por Deus.” Pois, por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém."

Então se Deus não pode provar alguém, por que ele colocou a árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau? Ele não me respondeu. Disse que se eu pesquisasse na watchtower library, encontraria a resposta. Não achei.

Além disso nós aprendemos no bíblia ensina que Satanás desafiou a soberania de Deus e logo depois questionou nossa integridade a servir a Deus. O fato de permitir Satanás nos provar, não seria praticamente o mesmo de ele estar nos provando? Porque a partir do momento que Satanás "percebe" que ele não pode ser soberano sobre a terra, ele além de provar a si mesmo que é falho, ele prova também que Deus está certo. De certo modo então, Deus provou sim quando permitiu que Satanás falasse com Eva, quando pôs aquela árvore no jardim do éden e quando permitiu as provações contra Jó.

Se pensam diferente, me falam por favor :)
Estou aqui para aprender também!


Desculpe a franqueza Leitora compulsiva, mas acredito que você está equivocada na compreenção de Tiago 1:13. Este é um de meus textos favoritos e eu sempre enfatizava em meus estudos, porque pra mim, este texto revela muito sobre Deus. Ali não diz que Deus não pode ser provado nem prova Ele a alguém. O que diz é: "POR COISAS MÁS, Deus não pode ser provado, nem prova Ele a alguém".

Nós não temos nenhuma possibilidade de causar algum dano à Deus, portanto a única maneira de pô-lo à prova é praticando o bem, tipo, vou ser uma boa pessoa, vamos ver se tem uma recompensa mesmo nem que seja depois da morte. (Não estou dizendo que as pessoas devem ser boas só por causa duma recompensa, há muitos motivos para se escolher o caminho do bem). Então Deus, sabedor dessa nossa condição, até por uma questão de justiça, se determinou a nos provar somente pelo bem, e nunca pelo mal, o que seria muito facinho pra Ele. Por isso mesmo, aquela conversa que Deus teve com Moisés em Êxodo 32:10 que muitos dizem que parece ser um Deus descontrolado, pedindo conselho pra Moisés, é na verdade uma ocasião em que ele prova Moisés ofertando uma glória muito grande para ele. Penso isso mesmo com o que está escrito em Êxodo 32:14, "começou a deplorar o mal que falou que ia fazer ao seu povo". Esse negocio de deplorar è de difícil entendimento, jamais posso conceber que Deus se arrependeu de ter feito a humanidade na Terra, ou que algum humano possa dar um conselho à Deus. Ora se Deus é tão criterioso assim com seus tratos com os humanos, muito menos Ele usaria terceiros para provar à outros pelo mal.
A base do Cristianismo verdadeiro, aprovado por Cristo, é o amor de Deus.
A vida e a morte de Jesus Cristo é a confirmação deste amor.
Avatar de usuário
Ronildo Araujo
Forista
Forista
 
Mensagens: 410
Data de registro: 17 Abr 2017 20:52
Localidade: Santa Catarina

Re: Jeová sabia, ou não sabia?

Nova mensagempor Ronildo Araujo em 27 Abr 2017 17:49

Desculpem pela mensagem repetida :D1
A base do Cristianismo verdadeiro, aprovado por Cristo, é o amor de Deus.
A vida e a morte de Jesus Cristo é a confirmação deste amor.
Avatar de usuário
Ronildo Araujo
Forista
Forista
 
Mensagens: 410
Data de registro: 17 Abr 2017 20:52
Localidade: Santa Catarina

Anterior

Retornar para Religiões, Crenças & Teologia

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 11 visitantes