Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia : Religiões, Crenças & Teologia
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Espaço ideal para discussões sobre qualquer religião, crença e teologia.

Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Jerry em 15 Nov 2008 12:46

Discurso muito lúcido, proferido dentro de uma igreja evangélica. Não por acaso tem sido chamado por muitos fanáticos de "anti-cristo".

Obama parece ser um humanista, na acepção original do termo, como há muito não aparecia no cenário político estadunidense.

Vejam o vídeo, vale muito a pena:

"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Jerry em 15 Nov 2008 12:47

Para os que não consigam abrir o vídeo, fica pelo menos a oportunidade de ler as sábias palavras de Obama. A tradução não é nossa, mas de quem postou o vídeo. De qualquer forma, o texto ficou bom em português.

Eis o discurso de Obama [transcrição minha e do Pascoal]:

Dada a crescente diversidade das populações dos Estados Unidos, os riscos de sectarismo estão maiores do que nunca. O que quer que nós já tenhamos sido, nós não somos mais uma nação cristã. Pelo menos não somente. Nós somos também uma nação judaica, uma nação mulçumana e uma nação budista, e uma nação hindu e uma nação de descrentes.

E mesmo se nós tivéssemos apenas cristãos entre nós, se expulsássemos todos os não-cristãos dos Estados Unidos da América, o cristianismo de quem nós ensinaríamos nas escolas? Seria o de James Dobson ou o de Al Sharpton? Que passagens das Escrituras deveriam instruir nossas políticas públicas?

Deveríamos escolher o Levítico, que sugere que a escravidão é aceitável? E que comer frutos do mar é uma abominação? Ou poderíamos escolher Deuteronômio, que sugere apedrejar seu filho se ele se desviar da fé? Ou deveríamos apenas ficar com o Sermão da Montanha? Uma passagem que é tão radical que é de se duvidar que o nosso próprio Departamento de Defesa sobreviveria à sua aplicação.

Nós...

[Discurso interrompido por barulho na igreja. Não dá para discernir se são vaias ou aplausos]

Então, antes de nos empolgarmos, vamos ler as nossas Bíblias agora. As pessoas não têm lido a Bíblia.

O que me trás ao meu segundo ponto: que a democracia exige que aqueles motivados pela religião traduzam suas preocupações em valores universais, ao invés de específicos de uma religião. O que eu quero dizer com isso?

Ela [a democracia] requer que as propostas dela estejam sujeitas a discussão e sejam influenciáveis pela razão. Eu posso ser contrário ao aborto por razões religiosas, para tomar um exemplo, mas se eu pretendo aprovar uma lei abolindo a prática, eu não posso simplesmente recorrer aos ensinamentos da minha igreja, ou invocar a vontade divina; eu tenho que explicar por que o aborto viola algum princípio que é acessível a pessoas de todas as fés, incluindo aqueles sem fé alguma.

Agora, isto vai ser difícil para aqueles que acreditam na inerrância da Bíblia, como muitos evangélicos acreditam, mas em uma sociedade pluralista nós não temos escolha. A política depende das nossas habilidades de persuadir uns aos outros de objetivos comuns com base em uma realidade comum. Ela envolve negociação, a arte do que é possível.

E, em algum nível fundamental, a religião não permite negociar; é a arte do impossível. Se Deus falou, então espera-se que os seguidores vivam de acordo com os éditos de Deus, a despeito das conseqüências. Agora, basear a vida de uma pessoa em compromissos tão inegociáveis pode ser sublime, mas basear nossas decisões políticas em tais compromissos seria algo perigoso.

E se você duvida disso, deixe-me dar um exemplo. Nós todos conhecemos a história de Abraão e Isaac. Abraão foi ordenado por Deus a sacrificar seu único filho. Sem discutir ele leva Isaac montanha acima, até o topo, e o amarra ao altar. Levanta a sua faca. Prepara-se para agir... como Deus ordenara. Agora, nós sabemos que as coisas deram certo; Deus envia um anjo para interceder bem no último minuto. Abraão passa no teste de devoção de Deus.

Mas é justo dizer que se qualquer um de nós, ao sair dessa igreja, visse Abraão no telhado de um prédio levantando sua faca, nós iríamos, no mínimo, chamar a polícia. E esperaríamos que o Departamento de Serviço às Crianças e à Família tirasse a guarda de Isaac de Abraão.

[Risos]

Nós faríamos isso porque nós não ouvimos o que Abraão ouve, nós não vemos o que Abraão vê. Então, o melhor que podemos fazer é agir de acordo com aquela coisa que todos nós vemos, e que todos nós ouvimos. A jurisprudência é bom senso básico.

Então, nós temos algum trabalho para fazer aqui, mas eu tenho esperanças que nós podemos transpor o hiato que existe e superar os preconceitos que todos nós, em maior ou menor grau, trazemos a este debate. E eu tenho fé que milhões de americanos crentes querem que isso aconteça. Não importa o quão religiosos eles possam ser, ou não ser, as pessoas estão cansadas de ver a fé ser utilizada como ferramenta de ataque.

[Aplausos]

Elas não querem que a fé seja usada para diminuir ou para dividir porque no fim não é dessa forma que elas vêem a fé nas suas próprias vidas.
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor RX em 15 Nov 2008 13:27

O futuro dirá se o governo de Obama será diferente e/ou melhor do que foi visto até hoje. Mas, pelo menos por enquanto, dá para dizer que a eleição dele é refresco.
Avatar de usuário
RX
Forista
Forista
 
Mensagens: 1193
Data de registro: 01 Nov 2008 12:19

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Jerry em 15 Nov 2008 13:39

RX,

O que mais me espanta é que esse discurso foi proferido antes das eleições, numa igreja evangélica!

Sob essa perspectiva, se ele de fato não pensasse assim, seria um tiro no pé contrariar os cristãos. Se ele o fez, é porque, aparentemente, queria ser coerente para consigo mesmo e para com seus irmãos de fé. Queria deixar claro, desde o princípio, o que poderiam esperar do irmão Obama e do presidente Obama.
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor pascoalnaib em 15 Nov 2008 14:01

Gostaria de comentar de novo visto que vi o vídeo agora e reli a transcrição. Não estou dizendo que Obama é o novo messias que vai mudar o mundo e acredito que lendo o que ele disse nem Obama tem essa pretensão.

Apenas elogio uma pessoa que finalmente sai desse viés que perdurou na era Bush dos fundamentalistas cristãos terem vez e voz para fazer as suas cruzadas que os colocaram mais uma vez com as mãos cheias de sangue em vez de usá-las para oração ou algo mais construtivo.

E mesmo se nós tivéssemos apenas cristãos entre nós, se expulsássemos todos os não-cristãos dos Estados Unidos da América, o cristianismo de quem nós ensinaríamos nas escolas?


O mundo e os religiosos devem sempre meditar nessa questão. O que faz de um ser humano diferente do outro a ponto de eu querer matá-lo ou discriminá-lo? Com certeza o fanatismo e por mais que as vezes a Bíblia tenha passagens que possam levar a essas conclusões outras tantas anulam isso e por isso precisamos que essas últimas sempre estejam nos corações da pessoas...amor ao próximo.

Eu posso ser contrário ao aborto por razões religiosas, para tomar um exemplo, mas se eu pretendo aprovar uma lei abolindo a prática, eu não posso simplesmente recorrer aos ensinamentos da minha igreja, ou invocar a vontade divina; eu tenho que explicar por que o aborto viola algum princípio que é acessível a pessoas de todas as fés, incluindo aqueles sem fé alguma.


A sociedade não pertence a uma casta, a uma parcela ou a uma religião. Cada um deve arcar com suas escolhas e desde que essas escolhas não façam mal a outro ser humano. As leis devem ser justas e laicas e totalmente isentas do fundo religioso, pois aí estaremos incentivando emoções desfocadas a tomarem decisões que envolvem vidas.

E, em algum nível fundamental, a religião não permite negociar; é a arte do impossível. Se Deus falou, então espera-se que os seguidores vivam de acordo com os éditos de Deus, a despeito das conseqüências. Agora, basear a vida de uma pessoa em compromissos tão inegociáveis pode ser sublime, mas basear nossas decisões políticas em tais compromissos seria algo perigoso.

Assino embaixo! :7
Avatar de usuário
pascoalnaib
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 7548
Data de registro: 31 Out 2008 15:34
Localização: Fortaleza-CE
Localidade: Ceará

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Inu-Yasha em 15 Nov 2008 14:01

Simplesmente sóbrio, Obama disse simplesmente o óbvio, mas que muitossssssss deixam de lado: os ideais religiosos devem estar abaixo dos ideais da sociedade. A sociedade é pluralista e a política deve ser dirigida para o bem comum, não para um nicho, para uma determinada parcela da religião A, B ou C. Dentro desse espírito, cada qual deve saber respeitar as diferenças, tolerá-las e viver concordemente. Muito diferente do fundamentalismo americano da doutrina Bush. Tomara que essas palavras sejam o espírito por detrás da atuação do futuro governo americano. O tempo dirá.
Imagem "Paz e amor entre os povos"
Avatar de usuário
Inu-Yasha
Forista
Forista
 
Mensagens: 1220
Data de registro: 01 Nov 2008 15:21
Localização: Taboão da Serra - SP

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Seqüelado Pela Torre em 15 Nov 2008 16:50

Jerry escreveu:RX,

O que mais me espanta é que esse discurso foi proferido antes das eleições, numa igreja evangélica!

Sob essa perspectiva, se ele de fato não pensasse assim, seria um tiro no pé contrariar os cristãos. Se ele o fez, é porque, aparentemente, queria ser coerente para consigo mesmo e para com seus irmãos de fé. Queria deixar claro, desde o princípio, o que poderiam esperar do irmão Obama e do presidente Obama.



Concordo sem tirar uma vírgula.
Não poderia jogar contra o patrimônio sem ter conseguido a escritura definitiva antes. :4
Seqüelado Pela Torre
Perfil Desativado
Perfil Desativado
 
Mensagens: 412
Data de registro: 01 Nov 2008 02:31

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor sidhiresus em 14 Dez 2008 16:10

Excelente texto.
Avatar de usuário
sidhiresus
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 8247
Data de registro: 01 Nov 2008 09:15
Localidade: São Paulo

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Kali em 14 Dez 2008 19:00

Eu vi este Video, discurso perfeito!...Só o tempo p dizer o que trará seu governo, mas como um homem religioso ele tem uma visão bastante inteligente. Grande parte das pessoas que tentam mostrar alguma lucidez em sentindo religioso, é taxada de Anti-Cristo, pq será hein???
Já me disseram que os animais são bichos bastante sensitivos...Principalmente os gatos. Será que o cara é mesmo o 666?
Vejam:
Imagem
:1 :1 :1
Avatar de usuário
Kali
Forista
Forista
 
Mensagens: 998
Data de registro: 01 Nov 2008 20:06

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor pascoalnaib em 15 Out 2009 09:50

Acho esse discurso de Obama lúcido e uma tentativa para que religiosos e não religiosos se unam em torno de algo maior que é o entendimento.
Avatar de usuário
pascoalnaib
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 7548
Data de registro: 31 Out 2008 15:34
Localização: Fortaleza-CE
Localidade: Ceará

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Poltergeist em 28 Jan 2010 10:43

Este tópico foi para o ÍNDICE!
viewtopic.php?f=2&t=3230
A mentira teme a verdade. Afinal, você já viu "apóstatas" desassociando uma Testemunha de Jeová?

Procurando um assunto específico? Visite o Índice do Fórum: viewtopic.php?f=2&t=3230
Avatar de usuário
Poltergeist
Forista
Forista
 
Mensagens: 7764
Data de registro: 26 Fev 2009 16:57
Localidade: São Paulo

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor Parai de Julgar em 15 Mar 2010 17:36

Muito bom!`Fiz praticamente esse discurso há dois anos! Muito bom!
Agora quanto a essa montagem do gato em cima da televisão, tem até peixe voando nessa imagem.
Abraço!
Parai de Julgar
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 9
Data de registro: 28 Jan 2010 21:51

Re: Barack Obama> Os limites do cristianismo numa democracia

Nova mensagempor kooboo em 17 Mar 2010 15:18

Obama coloca todas as pessoas na mesma linha, deixa de caracteriza-las por segmentos religiosos.
O estado laico coloca a todos debaixo da lei, não há protecionismos por conta de ideologias religiosas.
Ele não se mostra a-religioso nem desrespeitoso... mostra apenas que fé é uma opção espiritual, ser cidadão é estar dentro dos limites do estado.
Coisas diferenciadas... ainda bem!
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11879
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais


Retornar para Religiões, Crenças & Teologia

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 12 visitantes