"Mamãe, eles são como eu!" : Sociedade, Ciência & Política - Page 2
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


"Mamãe, eles são como eu!"

Fatos da atualidade e do passado que contam as conquistas sociais, tecnológicas e as lutas constantes para uma sociedade mais justa e solidária.

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor lila em 26 Abr 2012 18:55

Tenho pena por quem sofre discriminação de qualquer tipo, tenho nojo de quem humilha ou bate em outros.
Viva o amor seja ele qual for e por quem for, se eu fosse homossexual não sei se tereia coragem de assumir, o mundo é cruel com essas pessoas
Não esperes que cheguem as circunstâncias ideais nem a melhor ocasião para atuar, porque talvez não cheguem nunca.
Avatar de usuário
lila
Forista
Forista
 
Mensagens: 735
Data de registro: 06 Mar 2012 15:53
Localização: SP

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor Bombeiro em 25 Nov 2012 08:47

Essa noticia, por exemplo, me pegou em cheio....por que eu conhecia pelo menos um dos envolvidos na historia, ele trabalhava comigo, fazia parte da brigada, fazia a todos rir com o fato de ser resolvido em sua homossexualidade....

http://www.ndonline.com.br/joinville/no ... -dois.html

Ai ouvi comentários assim:
Só aconteceu por que eles eram gays....
Mas quando ha crime passional entre heteros, ninguem ousa falar nada.... :cry:
Servir a uma causa é uma honra - Bombeiros Voluntarios de Santa Catarina
Avatar de usuário
Bombeiro
Forista
Forista
 
Mensagens: 117
Data de registro: 20 Mar 2009 21:20
Localização: Santa Catarina

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor Lu_84 em 04 Abr 2013 03:39

Eu me revelei gay em casa depois que me afastei da Congregação, mas minha família não é TJ.

Enquanto estive lá, acho que já comentei essa história em algum post do forum, comentei com um ancião que tinha desejos homossexuais (aquela armadilha que o terrorismo psicológico faz com a gente). Ele foi gentil e tal, era muito amigo meu, mas percebi que o filho dele - que era meu melhor amigo de todos os tempos - começou a se afastar de mim por influência do pai: já não faziam campo no mesmo horário que eu, arranjou uma amiga para fazer estudos e revisitas para o filho etc...

Enfim, percebendo isso, fiquei na minha. Claro que o máximo que fazia era me masturbar... só fui realmente ter relações quando comecei a me afastar... ainda ia uns meses, mas foi na mesma época em que entrei na graduação e me afastei de vez.

Em casa, quando contei: vocês não imaginam a tristeza que é ver a pessoa que mais você ama na vida, sua mãe, parar de falar com você por algo que você não controla, que faz parte de você. Para todos compreenderem: pense na sua cor favorita. Você gosta dela e pronto. Não para pensar o porquê. Faz parte do seu estatuto de individualidade, ninguém consegue te obrigar a gostar de outra... É mais ou menos isso: nasce gay e pronto. Nada maquinado. E a gente só quer ser feliz sendo como é.

Ver a decepção e ela não querer falar com você é de cortar o coração: pelo menos ela não era TJ. Mas depois a coisa se normalizou e o amor de mãe superou tudo (aí... lembrei que o amor supera todas as coisas, persevera em todas as coisas, hahahahaha. Não lembro o texto exato).

Achei linda a história... vou até postar um vídeo com legenda para vocês!

Avatar de usuário
Lu_84
Forista
Forista
 
Mensagens: 59
Data de registro: 17 Mar 2013 03:05
Localização: São Paulo
Localidade: São Paulo

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor shurelambers em 04 Abr 2013 06:57

Foda-se quem gostar ou não do meu comentário. Eu não aceitaria que minhas filhas fossem gays porque as amo. Aceitaria simplesmente porque não vejo nada de "anormal" nisso. Esse papinho de "aceito porque amo a pessoa do jeito que ela é", me soa hipócrita. Dá o tom que a pessoa tem uma doença terminal.
Tenho em minha família duas lésbicas assumidas, ambas casadas e um gay, também casado. Eu não os "aceito". Por os "aceitaria"? Eles fizeram algo "errado"? Eles são meus amigos, meus parentes. Simplesmente são pessoas que tem relacionamento com outra pessoa do mesmo sexo. Pra mim isso é indiferente. Se transam com outra pessoa do mesmo sexo, ou com um marciano ou com um pé de jaca, nada muda. Eu os amo por que gosto deles de verdade. Eu não os aceito por que os amo.. não há condicionantes. A gente bebe junto, ri junto, se diverte, todo mundo como família. Uma família "liberal"? "Moderna"? Não. A gente simplesmente não vê "anormalidade" nisso.

"Eu aceito pq amo...." PQP!!!! Quer dizer que se for uma pessoa que você não ama..... fogueira nele.... a hipocrisia rola solta.

Como sempre digo, quanto mais eu conheço as pessoas, mais eu gosto dos cachorros.
Avatar de usuário
shurelambers
Forista
Forista
 
Mensagens: 1717
Data de registro: 03 Nov 2008 09:18
Localização: São Paulo - Capital

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor LOST em 04 Abr 2013 08:41

À medida que o tempo passa, vejo que ganho mais e mais razões para não ser pai. Me recuso a trazer mais uma pessoa, mais um sofredor para esse mundo louco.
" Just because you feel good, it doesn't mean you're right."
Avatar de usuário
LOST
Forista
Forista
 
Mensagens: 459
Data de registro: 30 Jan 2011 17:01
Localização: Lucinda Falls
Localidade: Não quero responder

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor Opss, caí da torre! em 05 Abr 2013 01:30

Shure, tu falou igual um colega meu (gay). Ele até ironiza: Aceitar o quê, eu tô pedindo pra entrar em sua casa por acaso?
Imagem
Avatar de usuário
Opss, caí da torre!
Forista
Forista
 
Mensagens: 1705
Data de registro: 27 Ago 2011 04:03

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor Nandinho em 30 Abr 2013 09:20

shurelambers escreveu:Foda-se quem gostar ou não do meu comentário. Eu não aceitaria que minhas filhas fossem gays porque as amo. Aceitaria simplesmente porque não vejo nada de "anormal" nisso. Esse papinho de "aceito porque amo a pessoa do jeito que ela é", me soa hipócrita. Dá o tom que a pessoa tem uma doença terminal.
Tenho em minha família duas lésbicas assumidas, ambas casadas e um gay, também casado. Eu não os "aceito". Por os "aceitaria"? Eles fizeram algo "errado"? Eles são meus amigos, meus parentes. Simplesmente são pessoas que tem relacionamento com outra pessoa do mesmo sexo. Pra mim isso é indiferente. Se transam com outra pessoa do mesmo sexo, ou com um marciano ou com um pé de jaca, nada muda. Eu os amo por que gosto deles de verdade. Eu não os aceito por que os amo.. não há condicionantes. A gente bebe junto, ri junto, se diverte, todo mundo como família. Uma família "liberal"? "Moderna"? Não. A gente simplesmente não vê "anormalidade" nisso.

"Eu aceito pq amo...." PQP!!!! Quer dizer que se for uma pessoa que você não ama..... fogueira nele.... a hipocrisia rola solta.

Como sempre digo, quanto mais eu conheço as pessoas, mais eu gosto dos cachorros.


Shure

Perfeito o comentário!

Ninguem precisa aceitar nada, cada um é cada um e o mundo gira do mesmo jeito! As pessoas precisam aprender a conviver com as diferenças e deixar a vida dos outros de lado! A preferência sexual é um detalhe que só diz respeito a própria pessoa e a mais ninguém.
"Algumas pessoas demonstram tanto respeito por seus superiores que não sobra nenhum para elas mesmas."
Avatar de usuário
Nandinho
Forista
Forista
 
Mensagens: 604
Data de registro: 14 Dez 2012 11:51
Localidade: Não quero responder

Re: "Mamãe, eles são como eu!"

Nova mensagempor SilvaRV em 30 Abr 2013 09:40

wlifeson escreveu:
Sherazade escreveu:Confesso com minha sinceridade que claro que como mãe, amaria que meu filho se casasse com uma mulher e minha filha com um homem, mas com o amor que sinto por eles, se eles se revelarem homossexuais, claro que ficarei do lado deles.Não vou ser hipócrita de falar que não ficarei triste, porque é isso que sinto, mas tudo se resume com amor.
O amor´faz isso.


Sabe Shera que penso o mesmo? Não podemos "matar" nossos filhos pelas escolhas deles, eu tb amaria que meu filho se casasse com uma mulher, mas.... se ele decidir outra coisa, estarei sempre do lado dele, sempre, sempre, sempre!

Amo demais meu filho, morreria por ele, faço qualquer coisa para ver o sorriso estampado em seu lindo rostinho!


Se vc diz que ficaria triste se seu filho fosse gay, mesmo que não seja hipócrita, já é indício de preconceito, os filhos são amados como indivíduos, independentemente de gênero, orientação sexual etc, mas achei corajosa sua posição e quem sou eu pra falar, ainda não tenho filhos.
"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." Platão
Avatar de usuário
SilvaRV
Forista
Forista
 
Mensagens: 1303
Data de registro: 11 Abr 2013 18:39

Anterior

  • Tópicos Similares
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Retornar para Sociedade, Ciência & Política

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 6 visitantes