Deus e o escravismo : Religiões, Crenças & Teologia
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Deus e o escravismo

Espaço ideal para discussões sobre qualquer religião, crença e teologia.

Deus e o escravismo

Nova mensagempor The Pilgrim em 05 Set 2010 02:25

ESCRAVIDÃO: Regime social de sujeição do homem e utilização de sua força, explorada para fins econômicos, como propriedade privada; escravatura.
— Dicionário Aurélio.

A escravidão é uma cicatriz na história da humanidade. É uma violência ao mais fundamental direito de uma criatura, a liberdade. É uma ignorância desmedida, que até hoje em vários lugares ainda é praticada.

Por ser algo tão desnatural, a escravidão deveria ser considerada por Deus como algo a não ser nem mesmo mencionado. Mas qual era a posição do Deus judaico-cristão lá no passado, quando ainda existia o regime escravista?

Atentem para o texto de Levítico 25:44-46:

Quanto a teu escravo ou tua escrava que se tornam teus dentre as nações que há em volta de vós, delas podeis comprar um escravo ou uma escrava. E também dos filhos dos colonos que residem convosco como forasteiros podeis comprar deles e das suas famílias que estão convosco, que lhes nasceram na vossa terra; e eles têm de tornar-se vossa propriedade.


Como se há de perceber, Deus apoiava a escravidão. Ele corroborava com a idéia de que um homem pode ser dono de outro homem, privando-o de sua liberdade. Ou estou errado? Deus defendia o regime escravista.

Ao considerar essa inquestionável verdade eu me pego a pensar: Como um Deus todo justo apoiaria algo tão irracional? Por que ele permitiu que sua nação tivesse escravos? Por que ele não instituiu o trabalho assalariado, demonstrando assim sua sabedoria? Não, ele não fez isso.

Será que Deus pensava que aquelas pessoas eram animais que não mereciam liberdade só porque não tiveram a sorte de nascer na “nação pactuada com Deus”? Será que ele não sentia nada ao ver aquele filho ser levado dos braços da mãe por mercadores viajantes? Pense nisso. Pense na dor, na saudade, nas inúmeras horas de nostalgia que viam à mente de um escravo. Pense em ter que trabalhar horas por dia, anos a fio, sem receber salário, sem ter a dignidade de ter uma casa sua, tendo como pagamento somente o alimento de cada dia. E isso acontecendo enquanto seu amo judeu, um sortudo, vivia uma vida tranquila e livre. Isso é justiça? Isso é justiça divina? Essa é a forma que Deus age?

Hoje em dia a escravidão é crime. Quem disse isso não foi Deus, foram os homens mesmo, homens que pararam e pensaram que todos têm o direito da igualdade e da liberdade. Homens que pensaram.

P.s: É engraçado que a Torre ao comentar a questão da escravidão em Israel fala de “escravidão abusiva”. Para quem lê parece que a escravidão até é algo aceitável dentro dos limites, mas que limites? Ser um pertence de outrem não é um atitude abusiva?

Mais uma vez repito: Não desejo desenvolver nenhum tipo de ódio aos que creem em Deus. Lanço questões que são fundamentais para qualquer um que deseje crer em tal.

The Pilgrim
Muito além da Torre de Vigia e das religiões há uma verdadeira Matrix na qual a humanidade jaz.
Avatar de usuário
The Pilgrim
Forista
Forista
 
Mensagens: 1379
Data de registro: 27 Jan 2010 16:32
Localização: Fora da Matrix, no mundo real.

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor sidhiresus em 05 Set 2010 08:52

Pois é, coisas assim me fizeram descrer na bíblia como livro divino.
Espero que muitos não venham aqui e veja isso como ataque a sua fé, ou ataque a Deus, afinal, tá escrito, então é para se debatido. Claro que vão justificar isso sob todas as formas, assim como justificam o apedrejamento, muitos vão dizer que essas interpretações só cabem a Deus, pois mais uma vez somos medíocres demais para entender os padrões elevados de Deus.

Pra mim não passa de um costume atrasado de um povo atrasado e que de designações divinas nunca teve nada.
Avatar de usuário
sidhiresus
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 8247
Data de registro: 01 Nov 2008 09:15
Localidade: São Paulo

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor CAIO em 05 Set 2010 09:18

Quem crê vai dizer que era costume da época (portanto aceitável) e que deus deu limites e ordenou que não deviam abusar dos escravos.
:6
O que é uma grande Lorota porque o trabalho escravo existe até hoje em alguns lugares e isso não o torna aceitável pra ninguem.
Todos que são contra a escravidão, a guerra e a matança de crianças, tem mais Moral que o deus bíblico/islâmico.

Isso só mostra que a Bíblia não tem nada de divina. Só reflete os costumes da época e o modo de pensar de homens do passado - alguns deles ignorantes e dominadores.


Pessoal que crê na Bíblia, não vão chamar o rapaz de revoltado porque criou esse topico, hein!
Vamos argumentar ou simplesmente se omitir! Sem apelações, por favor! :4
Jesus veio para nos salvar do pecado e ainda existe pecado.
Thor veio para nos salvar dos gigantes de gelo....... E acho que está sendo eficaz.
Avatar de usuário
CAIO
Forista
Forista
 
Mensagens: 1476
Data de registro: 07 Jan 2010 08:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor ELLIPSIS em 05 Set 2010 09:20

Como crente em Deus, mas não no VT e lendo o texto do meu amigo Pilgrim eu lanço algumas questões.

Se o homem foi feito a imagem de DEUS. - Gênesis 1:26 - Aí ele disse: —Agora vamos fazer os seres humanos, que serão como nós, que se parecerão conosco. Eles terão poder sobre os peixes, sobre as aves, sobre os animais domésticos e selvagens e sobre os animais que se arrastam pelo chão.

Se Deus é amor- 1 João 4:8 - Quem não ama não o conhece, pois Deus é amor.

Será que os escravos não eram seres feitos à imagem de Deus?

Como pode um Deus que declara na sua palavra que é Amor Permitir a escravidão?
Imagem
MEU BLOG


Aquele que busca a verdade deve, tanto quanto possível, duvidar de tudo. **DESCARTES**
Avatar de usuário
ELLIPSIS
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 2732
Data de registro: 24 Ago 2009 16:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor CAIO em 05 Set 2010 09:38

Como pode um Deus que declara na sua palavra que é Amor Permitir a escravidão?


Alguns defendem que Deus no velho testamento era JUSTIÇA - e novo testamento Ele é AMOR
Mas não vejo com sendo justo permitir a escravidão.
Jesus veio para nos salvar do pecado e ainda existe pecado.
Thor veio para nos salvar dos gigantes de gelo....... E acho que está sendo eficaz.
Avatar de usuário
CAIO
Forista
Forista
 
Mensagens: 1476
Data de registro: 07 Jan 2010 08:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor ELLIPSIS em 05 Set 2010 10:46

CAIO escreveu:
Como pode um Deus que declara na sua palavra que é Amor Permitir a escravidão?


Alguns defendem que Deus no velho testamento era JUSTIÇA - e novo testamento Ele é AMOR
Mas não vejo com sendo justo permitir a escravidão.


Será que a permissão da escravidão era senso de justiça? Não, pelo contrário. A permissão para mim era demonstração de um Deus injusto.

NÃO... para mim não existe um Deus justo no VT, mas sim um Deus nacionalista e sanguinário.
Imagem
MEU BLOG


Aquele que busca a verdade deve, tanto quanto possível, duvidar de tudo. **DESCARTES**
Avatar de usuário
ELLIPSIS
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 2732
Data de registro: 24 Ago 2009 16:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor CAIO em 05 Set 2010 11:15

Bom, supondo que exista um deus inteligente, mas que o velho testamento esteja errado....
Mesmo assim esse Deus tem permitido a escravidão (e outras barbaridades) há muito tempo!
Isso seria justiça? Também não.
Jesus veio para nos salvar do pecado e ainda existe pecado.
Thor veio para nos salvar dos gigantes de gelo....... E acho que está sendo eficaz.
Avatar de usuário
CAIO
Forista
Forista
 
Mensagens: 1476
Data de registro: 07 Jan 2010 08:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor ELLIPSIS em 05 Set 2010 11:38

Bem sendo que Deus permitia a escravatura daí se percebe o porquê da expressão " O ESCRAVO fiel e verdadeiro.

:1 :1 :1
Imagem
MEU BLOG


Aquele que busca a verdade deve, tanto quanto possível, duvidar de tudo. **DESCARTES**
Avatar de usuário
ELLIPSIS
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 2732
Data de registro: 24 Ago 2009 16:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor Jerry em 05 Set 2010 12:40

Vou reproduzir o que já escrevi sobre essa questão em outro tópico (O Deus do Velho Testamento é diferente do Novo Testamento?!!):

Será que dá para se pensar mesmo numa escravidão que não desumanize? Segundo estudiosos da antropologia da escravidão, não, independentemente da cultura que escraviza.

A relação entre senhor e escravo é baseada na violência. Desde a origem. Desde o momento em que se desnuda quem vai ser escravo de sua identidade social. Desde o instante em que ele se torna "socialmente morto". Como regra, é arrancado do meio em que nasceu e transferido para outro lugar, longe, com outros costumes, outra fé e outro idioma. Onde, também como regra, é humilhado e sujeito à peia e ao chicote.

O escravo está à mercê do dono, que usa de seu trabalho como quer. A própria sexualidade não lhe pertence por direito, sendo o livre acesso sexual ao escravo, segundo Moses I. Finley, da essência da escravidão. Dela é também o controle pelo senhor da reprodução física do escravo, pois seus filhos não lhe pertencem, embora continuem, em geral, estrangeiros e desenraizados como ele, herdando, em princípio, a sua condição. Assim como se pode definir a domesticação de um animal como o adiamento de seu abate pelo caçador, a escravização de uma mulher ou de um homem traduz-se na troca da morte física por uma vida da qual se retira o controle sobre o próprio corpo.

Fonte: SILVA, Alberto da Costa e. A manilha e o libambo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira: Fundação Biblioteca Nacional, 2002, página 87.


O autor acima, embora trate nesta obra especificamente da escravidão entre os africanos, faz um apanhado de vários teóricos da escravidão, como Claude Meillassoux.

De mais a mais, o fato de a lei mosaica determinar que o escravo não deveria trabalhar no sábado não deve ser entendido como "folga" concedida pelo senhor ao seu escravo. Primeiro porque escravo não era considerado gente. Segundo porque se o dono estava debaixo da lei mosaica, toda a sua propriedade (incluindo aí mulher, filhos e escravos) também estavam, e deveriam obedecer o descanso sabático. Assim sendo, em vez de ser entendido como um "direito" do escravo, o não trabalhar no sábado era mais uma obrigação a que o mesmo estava sujeito.

Complementando: não trabalhar no sábado era um preceito religioso hebraico. O escravo era proibido de praticar sua religião original, e via-se obrigado a guardar um preceito religioso do seu dono. Onde está o poder de escolha? Onde está o respeito pela religião do escravo?

Em suma: era obrigado a não praticar sua religião, e obrigado a praticar um preceito da religião do seu "amável" dono, e de seu "amável" deus...

Alguns textos bíblicos que mostram que os escravos eram obrigados a participar dos preceitos religiosos dos hebreus:

(Êxodo 12:43-45) 43 E Jeová prosseguiu, dizendo a Moisés e a Arão: “Este é o estatuto da páscoa: Nenhum estrangeiro pode comer dela. 44 Mas onde houver um escravo comprado por dinheiro, terás de circuncidá-lo. Só então pode participar em comer dela. 45 O colono, e o trabalhador contratado, não pode comer dela. . .

(Êxodo 20:8-10) 8 “Lembrando o dia de sábado para o manteres sagrado, 9 deves prestar serviço e tens de fazer toda a tua obra por seis dias. 10 Mas o sétimo dia é um sábado para Jeová, teu Deus. Não deves fazer nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu animal doméstico, nem teu residente forasteiro que está dentro dos teus portões.

(Deuteronômio 16:11) 11 E tens de alegrar-te perante Jeová, teu Deus, tu e teu filho, e tua filha, e teu escravo, e tua escrava, e o levita que está dentro dos teus portões, e o residente forasteiro, e o menino órfão de pai, e a viúva, que estão no teu meio, no lugar que Jeová, teu Deus, escolher para ali fazer residir seu nome.. . .

(Deuteronômio 16:13-14) 13 “Deves celebrar para ti a festividade das barracas por sete dias, quando fizeres o recolhimento da tua eira e do teu lagar de azeite e vinho. 14 E tens de alegrar-te durante a tua festividade, tu e teu filho, e tua filha, e teu escravo, e tua escrava, e o levita, e o residente forasteiro, e o menino órfão de pai, e a viúva, que estão dentro dos teus portões.


Assim, o escravo era obrigado a ser circuncidado para participar da páscoa. Será que se perguntava se ele queria? Não, pois ele não tinha vontade. A vontade era a do seu dono. No mesmo patamar está o fato de não trabalhar no dia de sábado. É mais um preceito religioso que ele é obrigado a seguir. Assim como participar da "festividade das barracas". E ainda era obrigado a mostrar-se alegre.

E a mesma lei mosaica diz que era proibido escravizar hebreus. Por quê? Porque só pode ser escravizado o outro, o não-hebreu, o não humano, especialmente os cananeus:

(Levítico 25:39-44) 39 “‘E caso teu irmão fique pobre ao teu lado e tenha de vender-se a ti, não o deves usar como trabalhador em serviço de escravo. 40 Deve vir a estar contigo como trabalhador contratado, como colono. Deve servir contigo até o ano do jubileu. 41 E ele tem de sair de ti [livre], ele e seus filhos com ele, e tem de retornar à sua família e deve retornar à propriedade dos seus antepassados. 42 Pois, são os meus escravos que fiz sair da terra do Egito. Não se devem vender assim como se vende um escravo. 43 Não deves espezinhá-lo com tirania e tens de ter temor de teu Deus. 44 Quanto a teu escravo ou tua escrava que se tornam teus dentre as nações que há em volta de vós, delas podeis comprar um escravo ou uma escrava.


Quem é que não deveria ser espezinhado com tirania? Outro hebreu, que nunca deveria ser escravizado. Já os escravizados dentre as nações vizinhas... Esses poderiam - na verdade deveriam - ser espezinhados com tirania. A tirania de tirar deles o direito sobre seus corpos e suas idéias, inclusive religiosas...
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor Jerry em 05 Set 2010 15:53

Socializando um texto que trata das justificativas de cristãos (católicos e protestantes) para a escravidão:

O pensamento europeu da época [Idade Moderna] alimentava-se na Bíblia, na doutrina da Igreja e na antiguidade greco-romana. Nos Antigo e Novo Testamentos, a escravidão aparece como um fato natural: não é justificada nem condenada. São Paulo, demais de aceitá-la (embora ressalvasse que diante de Cristo não se distingue o escravo do homem livre[1]), conformou-se, ao devolver um cativo fugido a seu dono, com o fato de que cristãos pudessem possuir escravos da mesma fé.[2] Para os seus correligionários dos primeiros séculos, era irrelevante o ser-se escravo ou livre. A questão não os preocupava, a não ser quanto à forma como cada qual manejava, na alma, a sua condição: quem vivesse a experiência do cativeiro para a glória de Deus, Dele ganharia a verdadeira liberdade.

Doutores da Igreja, e dos mais ilustres, procuraram explicar e justificar a escravidão. Santo Agostinho tinha-a como consequência do pecado - não havia escravo que não merecesse ser escravo - e a inscrevia no grande esquema ordenado do mundo. Santo Isidoro de Sevilha iria mais longe: a escravidão tinha origem divina e se destinava a resgatar o cativo de sua perversidade genética.[3] Já para Santo Tomás de Aquino, que teorizou demoradamente sobre a escravidão, ela, embora dolorosa, era útil e necessária ao cumprimento dos propósitos da natureza.

Não me esqueço de que a Igreja, sobretudo durante o Império Romano e a Idade Média, estimulou a manumissão dos cativos - as paróquias arrecadavam dinheiro para comprar a liberdade dos escravos, e os proprietários que os alforriavam eram apresentados como exemplos de virtude -, mas ela própria não libertava os que possuía, por considerá-los como patrimônio divino. Se um escravo se fizesse cristão, tinha, contudo, os mesmos direitos de um homem livre e podia até ser ordenado sacerdote, depois de liberto. Um deles chegou a papa, Calixto I.

(...)

Por tudo isso, quando nos situamos intelectualmente no século XVI, não nos devemos surpreender com a postura de Lutero, ao considerar que o reino deste mundo não se sustentaria sem homens livres e escravos, nem estranhar que Thomas Morus mantivesse a escravidão como necessária à sua Utopia, nem que Erasmo silenciasse sobre o assunto, nem ainda que, já no Seiscentos, Descartes, Pascal ou Spinoza não emitissem uma só palavra contra ela. John Locke qualificou-a de vil e miserável, mas não só a teve por útil à ordem social, como também foi acionista da Royal African Company, que se dedicava a comércio de negros. É verdade que os protestantes holandeses condenaram, inicialmente, a escravatura, mas, tão logo se defrontaram com a necessidade de abastecer de mão-de-obra as plantações de açúcar do Brasil, encontraram autores como Godfridus Cornelisz Udeman e o pai do direito internacional, Hugo Grotius, que, com argumentos elaboradíssimos, a justificaram.[4]

Notas:

[1]: Epístola aos Colossenses, 3, 11 e 22-3.
[2]: Epístola a Filemón.
[3]: Conforme Pierre Bonassie, From Slavery to Feudalism in South-West Europe, Cambridge: Cambridge University Press, 1991, p. 26-7.
[4]: Sobre o pensamento europeu a respeito da escravidão, desde os gregos antigos até o final do século XVII, David Brion Daviers, The Problem of Slavery in Western Culture, Hamondsworth: Penguin Books, 1970, p. 79-141.


Fonte: SILVA, Alberto da Costa e. A manilha e o libambo: a África e a escravidão, de 1500 a 1700. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Fundação Biblioteca Nacional, 2002, p. 855-856.

Todos os grifos são meus.
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor ELZA ARROIO em 05 Set 2010 16:56

THE PILGRIM
Bíblia é a palavra de Deus escrita em linguagem humana. Ela possui muitas metáforas e estilos literários variados ,poesia, linguagem jurídica, linguagem apocalíptica, parábolas.

Muita semelhança tem algumas leis hebraicas com o código Hamurabi, e DEUS deu a terra para nós humanos e não existe vida em nenhum outro planeta, e não pode ter inspirado o homem subjugar outro homem, pois a natureza divina é democrática...

Abs
Acredito que a crença em DEUS é mais que uma válvula de escape, é a CRIATURA PROCURANDO SEU CRIADOR....




Visitem meu blog:

http://www.anaelzaarroio.blogspot.com
ELZA ARROIO
Perfil Desativado
Perfil Desativado
 
Mensagens: 3652
Data de registro: 04 Jan 2009 20:24

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor KrrishTJ em 05 Set 2010 21:01

Elza Marossi escreveu:THE PILGRIM
Bíblia é a palavra de Deus escrita em linguagem humana. Ela possui muitas metáforas e estilos literários variados ,poesia, linguagem jurídica, linguagem apocalíptica, parábolas.

Muita semelhança tem algumas leis hebraicas com o código Hamurabi, e DEUS deu a terra para nós humanos e não existe vida em nenhum outro planeta, e não pode ter inspirado o homem subjugar outro homem, pois a natureza divina é democrática...

Abs


Olá Elza, permita-me comentar...
Vc diz que a Bíblia possui metáforas... acha que a escravidão presente na Biblia é metáforica?
Também, você diz que Deus não pode ter inspirado a subjugação de um homem a outro, eu concordo contigo, mas o fato de que "a palavra de Deus" mostra que o Deus dos hebreus permitia tal subjugação humana te leva a pensar oque?
"Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa" (Tiririca)
Avatar de usuário
KrrishTJ
Forista
Forista
 
Mensagens: 595
Data de registro: 06 Out 2009 01:29
Localização: Natal

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor luke em 05 Set 2010 21:24

Elza Marossi escreveu:
a natureza divina é democrática


Não é não. É teocrática.
“Se Deus tomasse ácido, ele veria pessoas?” Steven Wright
.
Avatar de usuário
luke
Forista
Forista
 
Mensagens: 129
Data de registro: 07 Dez 2008 23:53
Localização: Ribeirão Preto

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor Jerry em 05 Set 2010 21:50

luke escreveu:Elza Marossi escreveu:
a natureza divina é democrática


Não é não. É teocrática.


Exatamente. Até porque Deus não ouviu Adão e Eva, o total da humanidade existente segundo o mito, antes de fazer suas leis. Não os consultou. Apenas determinou que seria assim. O mesmo aconteceu quando da entrega das leis a Moisés. O povo ficou lá embaixo enquanto as leis eram ditadas. Por quê? Porque ele é Deus. Ou um ditador.

Uma teocracia tirânica, eu acrescentaria, luke.
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Deus e o escravismo

Nova mensagempor ELZA ARROIO em 05 Set 2010 22:30

Jerry escreveu:
luke escreveu:Elza Marossi escreveu:
a natureza divina é democrática


Não é não. É teocrática.


Exatamente. Até porque Deus não ouviu Adão e Eva, o total da humanidade existente segundo o mito, antes de fazer suas leis. Não os consultou. Apenas determinou que seria assim. O mesmo aconteceu quando da entrega das leis a Moisés. O povo ficou lá embaixo enquanto as leis eram ditadas. Por quê? Porque ele é Deus. Ou um ditador.

Uma teocracia tirânica, eu acrescentaria, luke.



JERRY somos suas criaturas e não parceiros da criação, ( JESUS foi este parceiro) e jamais ELE vai atravessar seu caminho se vc não permitir...
ABS
Acredito que a crença em DEUS é mais que uma válvula de escape, é a CRIATURA PROCURANDO SEU CRIADOR....




Visitem meu blog:

http://www.anaelzaarroio.blogspot.com
ELZA ARROIO
Perfil Desativado
Perfil Desativado
 
Mensagens: 3652
Data de registro: 04 Jan 2009 20:24

Próximo

  • Tópicos Similares
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Retornar para Religiões, Crenças & Teologia

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 18 visitantes