Carta de um ex-crente para um crente. : Religiões, Crenças & Teologia
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Carta de um ex-crente para um crente.

Espaço ideal para discussões sobre qualquer religião, crença e teologia.

Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor André Felix em 10 Jun 2009 20:52

Fonte: http://agnosticismos.blogspot.com/2008/ ... rente.html

Bem kra! Eu não queria 'discutir' isso contigo, porque sei como vc pensa a respeito! Só te digo uma coisa. Eu mudei bastante desde aquela época! Algumas coisas ficaram outras foram embora e outras se modificaram.

A vida me moldou assim! Sei em que vc crê e no que pensa que é certo, mas conceitos existem muitos, o seu certo pode não ser o certo pra alguém (embora vc possa dizer q é o ‘certo geral’ e tal, do único deus, isso vai longe se eu for falar!), mas vc tem q ter argumentos para mostrar q está certo! Não estou duvidando de deus (?), apenas de uma forma de deus, criada para manter a mente das pessoas bem pequenas.

Eu tenho ‘deus’ dentro de mim. Embora eu esteja fazendo algo que ñ seja 'certo', posso até mudar minhas atitudes, mas não minha personalidade e quem eu sou por dentro, isso ñ pode ser mudado! Não venha me dizer q Jesus faz isso. Senão ele teria feito na época em que eu o servia firmemente! Pelo contrário... acho q ele até me ajudou a me tornar o q sou! kra, desculpa, eu ñ queria falar sobre isso...

Nós temos idéias diferentes! Respeito sua opinião e agradeço sua preocupação.
Mas quero q saiba que eu estou feliz e bem comigo mesmo.

O q nos resta é respeitarmos a opinião um do outro e o tempo é o 'grande mestre' da sabedoria. Espero que vc esteja bem, isso é tudo o q mais desejo! Todos bem com seus pensamentos e escolhas.

'A vida é feita de escolhas. E toda ação tem uma reação!'

Bahhh... kra, isso é muito complexo... Eu nem tenho mais neurônios pra queimar... hehehe

Mas o mais importante é q estejamos bem e agradando a deus, ou a si mesmo, cada um de sua forma! Mesmo assim ore por mim... Se eu estiver errado, quem sabe, ele ñ se lembre da época em q eu o servia 'cegamente' e me tome novamente como servo... E ainda mude meus pensamentos ne, já q ele é contra! Sei q ele tem poder pra isso... ;)
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor Alessandra em 10 Jun 2009 21:03

Acho interessante a forma com que ele deixa claro que não está sendo categórico. Isso é importante, pelo simples fato de vc não excluir nenhuma teoria e se autoafirmar (não sei se essa porra tem ou não hífen) dono da verdade.
Eu sempre tive um pouco de cuidado ao afirmar que não acreditava em Deus. Sempre deixei margem pra que a "metamorfose ambulante" agisse.
E ela agiu... :oops:
"Ame a Deus de todo o coração. Ame ao próximo como a si mesmo. Ame os seus inimigos e ore pelos que o perseguem." Todo o resto, é conversa fiada.
Avatar de usuário
Alessandra
Forista
Forista
 
Mensagens: 776
Data de registro: 01 Nov 2008 13:03
Localização: Sana, Macaé - RJ

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor André Felix em 10 Jun 2009 22:20

Alessandra escreveu: Acho interessante a forma com que ele deixa claro que não está sendo categórico. Isso é importante, pelo simples fato de vc não excluir nenhuma teoria e se autoafirmar (não sei se essa porra tem ou não hífen) dono da verdade.
Eu sempre tive um pouco de cuidado ao afirmar que não acreditava em Deus. Sempre deixei margem pra que a "metamorfose ambulante" agisse.
E ela agiu... :oops:



Eu acho interessante a parte que ele diz:
posso até mudar minhas atitudes, mas não minha personalidade e quem eu sou por dentro, isso ñ pode ser mudado! Não venha me dizer q Jesus faz isso. Senão ele teria feito na época em que eu o servia firmemente! Pelo contrário... acho q ele até me ajudou a me tornar o q sou! kra, desculpa, eu ñ queria falar sobre isso...


Ele afirma que mudou suas atitudes, não a sua personalidade, "quem eu sou por dentro" permanece, conclui.
Meu irmão que continua TeJota disse recentemento ao meu respeito:
O André nunca muda. É sempre o mesmo.
Eu deixei de ser testemunha de Jeová. Passei por uma fase muito difícil, de desesperança, de abuso de bebidas alcoólicas, chorei e fiquei muito chateado com o suícidio do meu irmão (aliás, hoje está completando um ano que ele foi encontrado morto num quarto de um hotel), mas nunca deixei de ser "eu mesmo". As atitudes mudam mas a personalidade permanece? Ou será que a personalidade, "o que somos por dentro", às vezes perde o controle sobre as atitudes exteriores? Será uma questão de comando? "O que somos por dentro" deve estar no comando das nossas atitudes?
Gostei também do seu comentário:
Alessandra escreveu: Isso é importante, pelo simples fato de vc não excluir nenhuma teoria e se auto-afirmar dono da verdade.


Acho que deve ter hífen ...
Como foi comentado pelo ex-crente o conceito de Deus pode mudar, a palavra "deus" é carregada de conceitos culturais, temporais, mas eu também acho ser arriscado descartar totalmente a possibilidade de existir algum tipo de inteligência. Nós conceituamos a realidade, criamos rótulos, teorias, explicações e acabamos confundindo essas representações com a realidade. E as representações conceituais, o nosso mundo simbólico, não são suficientemente amplos para descrever toda a realidade. Simplesmente não abarcam tudo.
Eu conversei com meu irmão muitas e muitas vezes sobre essa idéia fixa que ele tinha de se matar. Nada parecia funcionar. Ele não parecia sequer escutar. Ele abraçou uma idéia e continuou com ela até as últimas consequencias. O "dono da verdade" se apega a ela, a abraça, afunda com o peso dela e mantem os seus braços imobilizados, segurando o objeto do seu apego?
Mas e se eu tivesse uma verdade, se eu posasse como dono de uma "verdade"... Eu teria sido mais convincente? Ele se matou por ter seguido atitudes exteriores, falsas e preciptadas? Tudo isso criou uma crosta que afastou ele dele mesmo?
Não sei.
Mas e seu eu tivesse posado com ares de quem sabe?
Editado pela última vez por André Felix em 11 Jun 2009 08:59, num total de 1 vezes
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor Pássaro em 10 Jun 2009 22:33

As coisas que nos afligem em determinados momentos nós fazem crescer! Não no sentido cristão da coisa, mas como pessoas, como entender situações, depois que superamos qualquer adversidade!
O barco da torre tá afundando?
Avatar de usuário
Pássaro
Forista
Forista
 
Mensagens: 10600
Data de registro: 01 Nov 2008 07:45
Localização: bahia

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor pascoalnaib em 11 Jun 2009 00:58

Mas quero q saiba que eu estou feliz e bem comigo mesmo.

Acho essa frase um resumo de uma vida saudável! Aquele mandamento de amar o seu irmão como a si mesmo era para ser o primeiro...o amar a Deus seria uma consequência desse.
Avatar de usuário
pascoalnaib
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 7554
Data de registro: 31 Out 2008 15:34
Localização: Fortaleza-CE
Localidade: Ceará

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor pascoalnaib em 11 Jun 2009 01:04

André cita:
Eu conversei com meu irmão muitas e muitas vezes sobre essa idéia fixa que ele tinha de se matar. Nada parecia funcionar. Ele não parecia sequer escutar. Ele abraçou uma idéia e continuou com ela até as últimas consequencias. O "dono da verdade" se apega a ela, a abraça, afunda com o peso dela e mantem os seus braços imobilizados, segurando o objeto do seu apego?
Mas e se eu tivesse uma verdade, se eu posasse como dono de uma "verdade"... Eu teria sido mais convincente?

André...um dono da verdade contra outro dono da verdade em que resulta?
Acredito que você agiu da forma mais adequada e na minha opinião (diante de todos os depoimentos desde quando ocorreu o suicídio) você tenha conseguido até adiar várias vezes o intento dele. Minha opinião é que se você posasse como um outro dono da verdade talvez tivesse ocorrido esse trágico acontecimento até mais cedo. :|
Avatar de usuário
pascoalnaib
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 7554
Data de registro: 31 Out 2008 15:34
Localização: Fortaleza-CE
Localidade: Ceará

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor André Felix em 11 Jun 2009 10:14

Pássaro escreveu:As coisas que nos afligem em determinados momentos nós fazem crescer! Não no sentido cristão da coisa, mas como pessoas, como entender situações, depois que superamos qualquer adversidade!


Tem razão.
O sentido extritamente cristão envolve em boa parte das vezes a culpa, o medo e interesses pessoais, principalmente os de salvar a própria pele. A pessoa deixa de fazer algo para não "desagradar a Deus", para não "perder o seu direito de vida eterna", para não ser alvo da desaprovação e do desagrado dos outros crentes, para não ser desassociado, expulsa, excluída, esculachada, esculhambada. Ela não cresce pois apenas passa a imitar o que parece ser uma atitude madura, correta, adequada. Não que o cristianismo necesariamente seja assim ou exija isso das pessoas. Mas as lideranças cristãs acabam levando muitas pessas à esse tipo de comportamento. Pessoas maduras, que crescem por si, superando adversidades, aprendendo mediante as próprias situações, alegadamente colocam em risco a existência das igrejas, dos seus ministros, das suas gráficas, produtoras, do seu comércio. Existe a necessidade de se manter sempre um vínculo de dependência por isso não interessa às igrejas que os seus seguidores 'avancem à madureza', mas que continuem apenas no 'alicerce', conforme Hebreus 6:1 na TNM.
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor André Felix em 11 Jun 2009 10:20

pascoalnaib escreveu:André...um dono da verdade contra outro dono da verdade em que resulta?
Acredito que você agiu da forma mais adequada e na minha opinião (diante de todos os depoimentos desde quando ocorreu o suicídio) você tenha conseguido até adiar várias vezes o intento dele. Minha opinião é que se você posasse como um outro dono da verdade talvez tivesse ocorrido esse trágico acontecimento até mais cedo. :|


Pode ser.
A coisa foi se encaminhando para uma direção em que as ações dele se tornavam cada vez mais fora de controle. Mas, embora possa parecer o contrário, eu não me martirizo pelo ocorrido. Apenas lamento. Acho que é do ser humano ficar especulando "e se"...
Mas passa.
Obrigado pelas palavras.
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor shurelambers em 11 Jun 2009 10:29

André Felix escreveu:Tem razão.
O sentido extritamente cristão envolve em boa parte das vezes a culpa, o medo e interesses pessoais, principalmente os de salvar a própria pele. A pessoa deixa de fazer algo para não "desagradar a Deus", para não "perder o seu direito de vida eterna", para não ser alvo da desaprovação e do desagrado dos outros crentes, para não ser desassociado, expulsa, excluída, esculachada, esculhambada. Ela não cresce pois apenas passa a imitar o que parece ser uma atitude madura, correta, adequada. Não que o cristianismo necesariamente seja assim ou exija isso das pessoas. Mas as lideranças cristãs acabam levando muitas pessas à esse tipo de comportamento. Pessoas maduras, que crescem por si, superando adversidades, aprendendo mediante as próprias situações, alegadamente colocam em risco a existência das igrejas, dos seus ministros, das suas gráficas, produtoras, do seu comércio. Existe a necessidade de se manter sempre um vínculo de dependência por isso não interessa às igrejas que os seus seguidores 'avancem à madureza', mas que continuem apenas no 'alicerce', conforme Hebreus 6:1 na TNM.


Verdade.
É triste ver que algumas pessoas precisam de uma muleta, precisam de algo ou alguém que diga a elas o que deve ser feito. Me lembra muito a brochura "O Que Deus Requer". Poxa, Deus precisa de uma gráfica no Brooklin pra dizer pra mim o que ele quer? Oras!!! Algumas atitudes já são implícitas no ser humando. A vontade de ajudar o próximo, o amor entre amigos, a sacralidade da vida! A honestidade. Não é um livro ou uma religião que tem que dizer pra mim o que eu tenho que fazer. Mas é mais cômodo, é mais fácil, abrir um livro e dizer: "Olha... Deus tá falando.. é o que ele quer que façamos!". Assim a gente não precisa pensar, não precisa arcar com o peso das nossas decisões. Tá tudo ali.. bonitinho, escritinho.
Hoje eu sou exatamente o mesmo que eu era quando estava na Torre. Não é participando ou não de uma religião que a gente deixa de ser quem é no íntimo.
Lembro bem de um amado irmão que dizia: Filho... a bíblia pode até ajudar a personalidade.. mas não muda o nosso "gênio". Por gênio entenda-se a essência do ser humano, ou alma, afinal antes de ser tj ele tinha sido espírita e ainda carregava alguns conceitos com ele.

É lamentável ver que muitos acham que quando deixamos um grupo religioso, vamos passar a ser bandidos, desonestos, promíscuos, etc. Somos o que somos. Devemos nos aceitar, independente de estarmos ou não numa religião.
É mais triste ainda a imposição que muitos fazem dizendo que "temos que ter Jesus no coração", precisamos "aceitar a Deus", como se pra isso fosse necessário se reunir semanalmente, "cantar louvores", etc..

Gosto muito das obras do tão criticado José Maria Escrivá, fundador do Opus Dei. Ele diz que uma das melhores maneiras de se louvar a Deus não é "orando incessantemente", nem "cantando louvores", ou se reunindo com outros crentes. É sim, trabalhando, dando o melhor de si no dia a dia. Trabalhando muito. Dando duro. Afinal cabeça vazia é oficina do Diabo. O trabalho duro (quando falo isso não falo de quebrar pedras) enche a mente, produz riquezas, distribui dividendos, traz reconforto.
Os beneditinos a muito tempo já dizem isso : Ora et Labora. Sendo que o "labora" mais que o "ora".

Quando será que veremos a necessidade de "avançar a madureza" sem a necessidade de muletas religiosas?
Avatar de usuário
shurelambers
Forista
Forista
 
Mensagens: 1717
Data de registro: 03 Nov 2008 09:18
Localização: São Paulo - Capital

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor AGNOSTICO em 11 Jun 2009 10:31

André,

Seu irmão era tj?

Desculpe mas não conheço a sua Historia!
"O pensamento sobrenatural no adulto é o resíduo dos erros conceituais da infancia que não foram devidamente eliminados".
Avatar de usuário
AGNOSTICO
Forista
Forista
 
Mensagens: 350
Data de registro: 17 Nov 2008 17:08
Localização: fortaleza

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor André Felix em 11 Jun 2009 11:21

AGNOSTICO escreveu:André,

Seu irmão era tj?

Desculpe mas não conheço a sua Historia!


Meu irmão estava inativo acho que há mais ou menos 8 anos. Ele era do tipo que continua, mesmo afastado, a encarar a "organização de Jeová" como ao menos a que mais se aproxima da "verdade". Ele me achava radical por ter pedido dissociação e, pior, por passar horas postanto mensagens críticas por aqui. Uma pessoa assim passa a ser uma vítima da Torre de Vigia, que atua, mesmo sem ter evidentemente essa intenção, assim como Jesus acusou os fariseus e escribas dos seus dias:

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois, vós mesmos não entrais, nem deixais entrar os que estão em caminho para entrar."

Algumas pessoa se afastam fisicamente da "organização de Jeová" mas continuam guardando os seus conceitos. Isso acaba as segurando, impedindo que cresçam, que busquem conforto, respostas em outros lugares.
Ele nunca foi desassociado. Se afastou por desentendimentos, diferenças pessoais. Ainda mantinha contatos com "irmãos", amigos de longa data. A vida dele foi sempre complicada. Casou com 17 por ter engravidado um moça. Tinha problemas sérios de relacionamento com ela, que também é testemunha de Jeová, atualmente inativa. Depois veio as drogas, a dependência química, a depressão, o desespero. É um longa história ....
Ele morreu com 43 anos de idade.
E hoje minha mãe está impossível. Quer ir no cemitério, quer ir na delegacia, quer brigar com a espoda dele.
O "opóstata" sou eu mas sempre acabo me transformando no "conselheiro" de plantão ....
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor AGNOSTICO em 11 Jun 2009 12:34

André Felix escreveu:
AGNOSTICO escreveu:André,

Seu irmão era tj?

Desculpe mas não conheço a sua Historia!


Meu irmão estava inativo acho que há mais ou menos 8 anos. Ele era do tipo que continua, mesmo afastado, a encarar a "organização de Jeová" como ao menos a que mais se aproxima da "verdade". Ele me achava radical por ter pedido dissociação e, pior, por passar horas postanto mensagens críticas por aqui. Uma pessoa assim passa a ser uma vítima da Torre de Vigia, que atua, mesmo sem ter evidentemente essa intenção, assim como Jesus acusou os fariseus e escribas dos seus dias:

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois, vós mesmos não entrais, nem deixais entrar os que estão em caminho para entrar."

....



Sei bem do que se trata isso de sair da torre mas continuar achando que ela é a verdade e que quem esta errada e a pessoa por que saio e ela que não é digna da aprovação de jeova por que sua vida não esta condizendo com os princípios da torre, meu pai diferente do seu irmão foi expulso mas minimiza ou não quer ver os erros da associação e se culpa , assim como manda o figurino da torre , eu costumo em nossas convenças apontar isso como hipocrisia , é aquela historio de que o pior cego é aquele que não quer enxergar .
"O pensamento sobrenatural no adulto é o resíduo dos erros conceituais da infancia que não foram devidamente eliminados".
Avatar de usuário
AGNOSTICO
Forista
Forista
 
Mensagens: 350
Data de registro: 17 Nov 2008 17:08
Localização: fortaleza

Re: Carta de um ex-crente para um crente.

Nova mensagempor Gustavo em 15 Jun 2009 14:00

Gostei da carta, e acho um ótimo ponto de vista. Tenho alguns amigos que pensam assim...

André Felix escreveu:E hoje minha mãe está impossível. Quer ir no cemitério, quer ir na delegacia, quer brigar com a espoda dele.
O "opóstata" sou eu mas sempre acabo me transformando no "conselheiro" de plantão ....

Te desejo forças para continuar sendo conselheiro... Não é fácil, eu sei.
Meu site sobre religião: http://www.e-cristianismo.com.br
Meu blog de eletrônica e games: http://eletronicaegames.blogspot.com/
Gustavo
Forista
Forista
 
Mensagens: 962
Data de registro: 05 Nov 2008 17:05


Retornar para Religiões, Crenças & Teologia

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Yahoo [Bot] e 32 visitantes