Marido TJ manda matar esposa TJ para receber seguro : Notícias
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Marido TJ manda matar esposa TJ para receber seguro

Tudo que se fala na mídia nacional e internacional sobre as Testemunhas de Jeová.

Marido TJ manda matar esposa TJ para receber seguro

Nova mensagempor sidhiresus em 21 Dez 2010 10:20

Seguem matérias sobre um crime chocante envolvendo um casal de Testemunhas de Jeová.

Crueldade contra dona de pousada de Boiçucanga durou quase duas horas
Esta foi análise do crime de Bora Bora, após uma segunda reconstituição realizada ontem e que tem o marido da vítima como principal acusado


Mara Cirino - Imprensa Livre
São Sebastião - Tortura psicológica e crueldade que duraram quase duas horas. Esse foi o drama vivido por Maria da Penha, dona de uma pousada em Boiçucanga, na Costa Sul, e assassinada em maio passado. Ontem, foi feita uma segunda reconstituição do crime, desta vez, com a versão de um dos acusados de participar do crime de Bora Bora, como ficou conhecido e que chocou a população. O marido da vítima, o comerciante Luiz Carlos Teixeira Rodrigues foi apontado como mandante do crime e segundo o acusado O.J., 20 anos, e as investigações policiais, teria participado de todo o momento da trama.

Imagem
Luiz Carlos Teixeira Rodrigues, apontado como mandante do crime


Embora preso, o marido se recusou a dar qualquer depoimento ou participar do trabalho de investigação. A reconstituição foi realizada pela equipe do delegado do 4º DP, Fábio Luis Vergili Machado, com apoio de policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), Delegacia Seccional e 2º DP e a Perícia Criminal. A advogada de O.J., Ana Cláudia Bronzatti acompanhou todo o processo.

Conforme relato de O.J., ele e o executor, identificado como Ninja, saíram de Boracéia, no lado de Bertioga, para a prática do crime, então encomendado pelo marido. Os dois eram vizinhos. Em depoimento e durante a reconstituição, o rapaz disse que teria sido chamado por Ninja para “darem o golpe do seguro”, onde levariam o carro do casal para eles receberem o dinheiro.

No dia do crime, ainda conforme O.J., Ninja teria confessado que o plano era matar a hoteleira e que se ele não continuasse com o plano seria morto, assim como sua mãe. A motivação do crime teria sido seguro, mas vários feitos por Maria da Penha, cujo beneficiário era o marido, que totalizavam mais de R$ 800 mil. Dessa forma, no dia 24 de maio de 2010, O.J. e Ninja foram de ônibus da cidade vizinha até o ponto próximo à entrada da Estrada do Sertão do Cacau, em Cambury. Nesse momento, Ninja teria usado o celular do rapaz para falar com Rodrigues, quando foi informado que ele se encontrava com a mulher no médico.

Os dois, então, teriam entrado a pé pela estrada do sertão e nova ligação foi feita quando chegaram ao segundo ponto de ônibus. Ninja teria andado alguns metros e retornado minutos depois em um carro onde estava o casal. O.J. teria subido no veículo e todos seguiram para Juquehy, entrando pela avenida Mãe Bernarda, passando por Barra do Una. Segundo os relatos, nesse momento a vítima já estava com as mãos atadas e dominada por Ninja. O veiculo seria conduzido pelo marido enquanto ele se encontrava no banco do passageiro. Teria sido no trajeto que o marido pagou o valor combinado com o executor do homicídio. O grupo seguiu para a Praia da Juréia e em determinado momento entrado na Estrada de Bora Bora, onde o crime teria sido concretizado. Conforme relato do acusado que ajudou na reconstituição, Ninja teria passado a fita adesiva no rosto de Maria da Penha e chegou a perguntar se ela estava respirando. Como disse que sim, ele teria passado mais fita e desferido a ‘gravata’, golpe fatal que levou a comerciante à morte. Alguns metros depois, o marido teria parado o carro próximo a uma passagem de servidão e junto com Ninja teria carregado o corpo da esposa e desovado no meio do matagal, onde foi localizado posteriormente por populares. A partir daí, o trio seguiu para a Praia de Guaratuba, em Bertioga, sendo que Luiz Rodrigues foi colocado no porta-malas do carro como forma de simular o sequestro. Em determinado ponto, Ninja teria estacionado o veículo e ele e O.J. saíram e foram embora caminhando pela rodovia Rio-Santos (SP-55).

Segundo as investigações da polícia, Rodrigues teria saído do porta-malas, que estava aberto e ido para o posto onde foi localizado depois de ligar para amigos. O que chamou a atenção nessa história, conforme o delegado seccional do Litoral Norte, Múcio Alvarenga, é que nesse ínterim, viaturas da polícia passaram pelo local e em nenhum momento o comerciante tentou fazer contato, o que teria ocorrido só após a ligação para os amigos.

Denúncia
Após a reconstituição do crime, o delegado Fábio Machado espera concluir o inquérito policial até a próxima semana, com acusação dos três envolvidos. O inquérito será encaminhado para o Ministério Público que pode ou não acatar a denúncia.

Conforme o delegado, o trabalho foi feito com provas materiais e depoimentos de forma a mostrar a participação de todos os envolvidos. O.J. e Luiz Rodrigues estão presos na cadeia de Caraguatatuba, com prisão temporária decretada. Ninja permanece foragido. Contra ele, há outros casos de homicídio

FONTE: http://linortsp.blogspot.com/2010/11/sa ... ontra.html

_________________________

Polícia reconstitui morte de empresária em S. Sebastião
Reconstituição ocorrida ontem encerrou a investigação que tem o marido da vítima como suspeito de ser o mandante do crime


LUARA LEIMIG
CARAGUATATUBA

A Polícia Civil de São Sebastião realizou na manhã de ontem a reconstituição da morte da empresaria Maria da Penha Rodrigues, 48 anos, assassinada em maio deste ano.
O crime teria sido cometido a mando de Luiz Carlos Teixeira Rodrigues, marido de Maria, para ficar com o seguro de vida da vítima, de mais de R$ 800 mil.

De acordo com o delegado seccional de São Sebastião, Múcio de Alvarenga, com a reconstituição de ontem o trabalho de investigação da polícia está encerrado e o inquérito deve ser relatado ao Ministério Público na próxima semana, pedindo a prisão preventiva de Rodrigues e de outros dois homens, que teriam sido contratados pelo marido da vítima para executar o crime.

Rodrigues e outro homem já estão presos temporariamente. "Para nós o caso está esclarecido. Não temos dúvidas da autoria do crime e vamos pedir a preventiva para que eles permaneçam presos até o julgamento", afirmou.

A polícia pede para quem tiver alguma informação sobre o Aluisio Fonseca, 28 anos, que continua foragido entre em contato pelo 12-38921400.

FONTE: http://www.ovale.com.br/cmlink/o-vale/r ... 5/7.129362

_________________________

Apólices de seguro de quase R$ 1 milhão podem ter motivado crime de Bora Bora
Marido, apontado como mentor e executor do assassinato da mulher, dona de pousada em Boiçucanga, tem prisão temporária decretada
Mara Cirino


São Sebastião – O empresário Luiz Carlos Teixeira Rodrigues foi preso na madrugada de ontem, em Fernandópolis, interior de São Paulo, após ter sua prisão temporária decretada pela Justiça. Ele é apontado como o mandante e executor da morte da esposa, a comerciante Maria da Penha, ocorrida no dia 24 de maio passado.

O casal era dono de uma pousada localizada em Boiçucanga, na Costa Sul do município, e a vítima foi encontrada morta na praia de Bora Bora, próximo à Boracéia. A motivação teria sido apólices de seguros de quase R$ 1 milhão da qual o acusado era o beneficiado. O caso corre em segredo de Justiça.
O crime chocou a comunidade devido à brutalidade com o qual foi cometido. Maria da Penha foi achada em um matagal junto a uma estrada de acesso à praia de Bora Bora. Ela tinha marcas de socos, hematomas e sinais de asfixia por estrangulamento e morreu após ter o pescoço quebrado. Seu rosto e suas mãos estavam enrolados com fita adesiva quando o corpo foi localizado.

Um trabalho minucioso de investigação. Foi assim que o delegado seccional do Litoral Norte, Múcio Alvarenga definiu o que foi feito pelas equipes do 4º DP, em Juquehy, chefiadas pelo delegado Fábio Luis Vergili Machado, e Delegacia de Investigações Gerais (DIG), sob o comando do delegado André Luiz Costilhas, e o Serviço de Inteligência da própria delegacia para chegar aos responsáveis pelo crime. Desde o início as investigações apontavam para o marido. Na ocasião, ele teria dito que foram sequestrados depois de saírem de um banco onde sacaram R$ 4,5 mil e ido até o Sertão de Cambury onde, na rua Tijuca, foram abordados por dois assaltantes armados que passaram a conduzir o veículo. O grupo teria seguido em direção à Boracéia e parado no antigo lixão da Praia da Baleia, onde um segundo veículo já aguardava e onde o casal teria sido separado. Os assaltantes teriam então seguido para Bertioga e obrigado Luiz Carlos a cheirar algo que o deixou inconsciente.

De acordo com o delegado Fábio Vergili, que preside as investigações, hoje sabe-se que não havia dois veículos. “As investigações apontam que o marido estava no mesmo carro e teria seguido com os assassinos”.
Cruzamentos e rastreamentos de ligações levaram a polícia à cidade de Pedro de Toledo, no Vale do Ribeira, onde o celular da família foi encontrado. “O que nos chamou a atenção foram ligações feitas antes e após o crime para alguns números investigados”, disse o delegado seccional. Com base nas provas materiais e investigações, foi possível solicitar a decretação da prisão temporária dos suspeitos, inclusive a do marido. Luiz Carlos e outro acusado, identificado como Juninho, 20 anos, seriam ouvidos ontem mesmo na Delegacia Seccional e na sequência iriam para a Cadeia Pública de Caraguatatuba. O terceiro envolvido no crime também está com a temporária decretada, mas se encontra foragido.

Conforme o delegado Fábio Vergili, o inquérito policial deve ser encerrado dentro de 15 dias. Ele cogita ainda fazer uma segunda reconstituição do crime, agora com base nas investigações. A pousada até então arrendada pelo casal foi devolvida após o crime.

FONTE: http://www.imprensalivre.com/busca/top_ ... 3&id=36190

Reportagem com vídeo: http://www.vnews.com.br/noticia.php?id=72841 (Luiz Carlos aparece aos 15 segundos do vídeo)

Outro vídeo: http://www.vnews.com.br/noticia.php?id=72610

_________________________

Polícia Civil conclui o inquérito sobre a morte de empresária
12/11/2010 13:21:52


O marido Luiz Carlos de Moraes foi apontado como mandante do crime. A empresária Maria da Penha Rodrigues, de 47 anos, foi assassinada durante um possível sequestro relãmpago. Ela era proprietária de uma pousada, na praia de Boiçucanga, e tinha como sócio o marido.

Segundo depoimento prestado pelo marido na época, o casal teria sido abordado no dia 24 de maio, em uma rua, no Sertão do Camburí, por três homens armados. Ao chegar no Bairro da Baleia, um quarto integrante que estava de carro obrigou maria a permanecer com ele no local.

Ela foi encontrada morta no dia seguinte, na Praia de Boiçucanga. A empresária teve fratura vertebral e estava com o corpo envolto por fitas de papelão. O marido será apresentado esta tarde pela polícia civil.

FONTE: http://www.tvbandvale.com.br/v2/det-noticia.php?id=7647

_________________________

Suspeito de mandar matar esposa em São Sebastião é preso no noroeste do Estado
12/11/2010


Empresária de 48 anos, foi encontrada morta por estrangulamento, em maio. Autor do crime já havia sido preso no mês passado
Foi preso nesta sexta-feira (12) em Fernandópolis, no noroeste do Estado, o homem suspeito de mandar matar a esposa para receber o seguro de vida, na Costa Sul de São Sebastião. O crime foi em maio. O acusado foi apresentado nesta tarde, em Juqueí.

Segundo a polícia, o marido confessou o crime. E o homem contratado para matar a mulher foi preso no mês passado.

Entenda o caso

A empresária Maria da Penha Rodrigues, de 48 anos, foi encontrada morta por estrangulamento. O marido disse que os dois foram sequestrados durante um passeio pela praia de Camburi.

Na época, a polícia desconfiou da versão dele e começou a investigá-lo. O inquérito foi concluído e ele foi acusado como mandante do assassinato.

FONTE: http://www.vnews.com.br/noticia.php?id=84120
Avatar de usuário
sidhiresus
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 8247
Data de registro: 01 Nov 2008 09:15
Localidade: São Paulo

Re: Marido TJ manda matar esposa TJ para receber seguro

Nova mensagempor Pássaro em 21 Dez 2010 21:53

Dinheiro acima de tudo! Não adiantam dogmas fortes a loucura pela grana provoca coisas...!
O barco da torre tá afundando?
Avatar de usuário
Pássaro
Forista
Forista
 
Mensagens: 10600
Data de registro: 01 Nov 2008 07:45
Localização: bahia

Re: Marido TJ manda matar esposa TJ para receber seguro

Nova mensagempor Poltergeist em 22 Dez 2010 08:49

Chocante a frieza do marido, hein?
A mentira teme a verdade. Afinal, você já viu "apóstatas" desassociando uma Testemunha de Jeová?

Procurando um assunto específico? Visite o Índice do Fórum: viewtopic.php?f=2&t=3230
Avatar de usuário
Poltergeist
Forista
Forista
 
Mensagens: 7764
Data de registro: 26 Fev 2009 16:57
Localidade: São Paulo


Retornar para Notícias

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Mwthus e 22 visitantes