Pérolas - Política para sobreviver em Betel : Depoimentos
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Depoimentos de ex-testemunhas de Jeová, cartas de dissociação e depoimentos sobre a vida pós Torre de Vigia. Aqui fala mais alto a sinceridade, o sentimento e muitas vezes os relatos nos impressionam pela falta de algo que mais as Testemunhas de Jeová dizem praticar: o amor ao próximo!
Fique a vontade para contar suas vivências

Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Cristóvão Colombo em 26 Mar 2011 11:49

Em primeiro lugar gostaria de embasar este depoimento com duas frases que ouvi em Betel:
1º - Irmão Massassue Kikuta em preleção a família de Betel: ... "100% da família é mudada de 5 em 5 anos" (ou seja, numa família de quase mil membros, dá para entender que há entre os seus membros uma "lei da sobrevivência");
2º - Sempre que alguém se decepcionava com alguma coisa ou deixava a desejar, lá vinha a frase que virou uma máxima dentro de Betel: ... Faz o teu nome porque a tua caveira está feita! ... (ou seja, pra fazer o teu nome não vai ser fácil, mas para te queimar basta um erro!) ... e realmente era assim!

Desde que você entra em Betel você logo começa a entender que nem tudo são flores como imaginado anteriormente. Principalmente para aqueles que vem de Estados distantes, onde havia pouco "parecer" concreto sobre Betel. Onde a única tônica é que Betel é a casa de Deus".

Embora muitos aspectos possam ser mencionados, vou me ater a alguns que pude reunir nestes anos todos:

Grande maioria dos que chegam a Betel são solteiros. Existe quase que uma tendência automática, digo, aqueles que são solteiros que vão direto ou em pouco tempo estão num serviço tido lá como "melhor" (escritórios, oficinas, gráfica, etc) é porque de algum modo já eram conhecidos (pais antigos na verdade, anciãos influentes, famílias fracas mas que bancavam as visitas de superintendentes e membros de comissão, etc - antes de ir para Betel lembro bem de uma família abastada (pouco compareciam as reuniões e campo) que na maioria das vezes o SC ficava na sua casa. Como eles tinham restaurante, imagina onde os queridos faziam as refeições, sem falar de dinheiro de incentivo que era dado. O pior para mim era saber que esta família "pagava" umas irmãs que eram diarista na sua casa para fazer a "limpeza do salão" (quando esta família era a designada);

Bem, passado alguns dias dentro de Betel, àqueles solteiros que foram designados para limpar banheiro, carpir mato, cuidar da pocilga (antigamente), cuidar do pomar, etc, logo começam a ver e a entender o que o futuro lhes reserva, ou seja, na hora de alguém sair, qual será a classe privilegiada? - isso começa automaticamente a gerar sentimentos de desconforto, depressão, sim, pois "ser dispensado de Betel" soa para cada membro como um certificado de inaptidão física e espiritual. Mesmo fazendo tudo certinho, os coitados ainda sabem que um dia ou outro aparecerá, quer seja na congregação quer seja nas visitas de feriado um belo rosto, o qual, após alguns segundos de meditação, poderão se tornar o motivo de inferno para a sua vida!! - Sim, muitos deixam de namorar ou assumir um compromisso pois sabem que o "casamento" é, digamos assim, uma chance "legal" (sem remorso para Betel ... se é que o tem) e que precisa ser aproveitada para dar um pé no coitado. O processo envolve a análise da ficha integral da moça, sim, pois se ela não for pioneira nem pensar, SALVO, no caso daquela primeira classe de solteiros que já foram para serviços melhores. Conheço um irmão que chegou lá bem novo, nem era servo ministerial, mas como sua família já trabalhava com gráfica, em pouco mais de dois anos ele já tinha ido para Brooklyn fazer curso, se tornou ancião e sua namorada foi aprovada. Em outro caso o camarada casou com uma Advogada (que estava longe de pensar no tempo integral), ainda outro, casou com uma médica com mais de 40 anos de idade.
Entenderam? - A questão "espiritualidade" só serve como critério ou DESCULPA para os que trabalham em serviços humildes,e, mesmo assim, já ví gente boa e esforçada que casou com pioneira regular de anos de serviço serem CONVIDADOS a RECEBEREM O PRIVILÉGIO DE PIONEIROS REGULARES MANTIDOS POR CONGREGAÇÃO. É mole? - Imagina como o coitado se sente? - Fica alí algum tempo, desanima (pois já está com sentimentos negativos) e tem que voltar para o mercado de trabalho depois der ficado 5, 10 ou 14³/4 de anos carpindo mato! (nunca 15 anos);

Casados: Betel só chama casados quando realmente a profissão de um dos dois é muito imprescindível. Geralmente se larga tudo para morar na casa de Deus. Daí, geralmente começa a batalha da sobrevivência. No primeiro ano por mais experiência que você tenha você não deve dar idéias, mas antes, aprender com Betel. Neste primeiro ano existe uma ansiedade especial pois, no final do primeiro ano é que você vai ser avaliado quanto a possibilidade de continuar alí. (imagine a ansiedade de quem largou tudo). Passado esta fase, você procura dar o seu melhor em TODOS os aspectos, quer seja na hora de cumprimentar um idoso, fechar uma torneira pingando, manter a calma ao levar um chute no futebol, ao responder calmamente ao levar um "FERRO" (expressão comum) do cabeceira da mesa por não fazer circular a comida, ao falar baixo no ônibus que leva os betelitas paras as congregações locais, ao fazer um discurso ou parte "moderada", ao chegar mais cedo ao refeitório quer seja para uma refeição quer para a adoração em família, ao manter o volume baixo do som ou TV no seu quarto, ao disfarçar perfeitamente as desavenças com marido ou mulher, ao colocar uma roupa bem modesta, ao se oferecer para cuidar dos idosos ... enfim ... você está 100% do tempo em alerta ... ou seja ... quem faz MAIS PONTOS começa a subir no conceito de Betel, pois, há anciãos de Betel praticamente em cada departamento ... entre outras funções eles servem como anjos ao "caçar" talentos (pessoas que se enquadram no perfil que Betel procura) ou como demônios, onde de repente você é chamado à comissão para dar explicação sobre coisas que foram RELATADAS a comissão em OFF por tais demônios. Aliás, todos morriam de medo dos chamados "RELATÓRIOS", sim, pois, qualquer um poderia fazer um relatório em OFF, onde não se identificava, APENAS metia PAU em determinada pessoa, assim como acontece nas congregações, os irmãos são incentivados a "delatarem qualquer coisa que POSSA estar errada". Ou seja, você está sendo monitorado todo o tempo. Falando um pouco sobre "pessoas que se enquadram no perfil de Betel", na verdade trata-se de perfis que reúnem aquilo que betel procura, ou seja: o camarada é respeitado, tem liderança, é formador de opinião (opinião de Betel, é claro), tem excelente arte de ensino,o que digamos é algo MUITO VALORIZADO, sim, pois, você torna-se uma ferramenta para manter o rebanho nos eixos durante as Assembléias e congressos. Quanto mais você for do tipo de orador que faz a assistência chorar e consegue tocar nas feridas dos irmãos, mais você se qualifica! - Cabe enfatizar que o papel da esposa também era imprescindível. Eu tinha um amigo que era 100%, mas a esposa, embora fosse uma excelente pessoa, para Betel ela vivia querendo dar show. Coitado, sofreu muito, mas, ainda está lá!
Bem, são estes, digamos,uns 3 ou 5 % que consegue se manter em Betel. Na hora de fazer um arrastão, são estes que ficam, é claro, até que você dê "um motivo" para perder de uma só vez o que reuniu durante anos lá dentro. Não esquecendo que, assim como existem aqueles que lhe admiram, ou seja, são os que estão ou acima ou abaixo de você, existe também uma grande faixa de "concorrentes" que se sentem ameaçados e que estão sempre de olho para verem onde está o seu ponto fraco sujeito a ataque! - INFELIZMENTE É ASSIM!!

Lembro de um amigo o qual o encarregado não gostava dele, pois, se sentia ameaçado. Embora este rapaz já tivesse mais de 10 anos em Betel, ao casar foi convidado para ir de Especial. Como ele tinha um amigo "maior" que o seu encarregado, conseguiu que a decisão fosse revertida, acabou ficando em Betel. Antes de deixar Betel eu fui designado para decidir se um irmão ficaria ou não casado em Betel, no entanto, o meu "superior" fez questão de lançar sobre mim a mesma questão levantada sobre a questão das frações do sangue: olha, você decide, mas lembre, esta oportunidade (casamento) é única, pensa bem de como a pessoa é irreverente, é difícil de lidar, não aceita liderança ... e por aí foi ... ou seja, se você permitir que ele fique e com o tempo ele vier a dar problema você responderá!! - Entenderam? - Bem, consegui ainda convencê-los de que este irmão ainda poderia ser muito útil no departamento da gráfica, onde ali ele ficou por um ano, prazo para novamente os casais novos serem reavaliados ... novamente a decisão caiu sobre mim ... mais uma vez tive de ouvir as investidas do meu superior e desta vez com o apoio do pessoal da gráfica o qual, embora não tenham visto nada de mais nesta pessoa, para fazer média embasaram as reclamações. Até hoje me sinto mal quando penso que assinei a saída daquele irmão, o qual foi de pioneiro especial. Imagine o que foi ver a esposa dele aos prantos no departamento chorando nos meus ombros quando na verdade a palavra final (embora forçada) foi minha. Não sei se entendem, hoje minha visão é outra, sei que ele não perdeu nada, mas respeitando a visão daquele casal, sinto muito pelo ocorrido. Depois da dedicação creio que em 96 ou 97, houve uma dispensa em massa. Ouvia-se choro por todos os corredores. Enquanto a comissão fazia um discurso citando o caso de Noé, que cumpriu o seu propósito e ao baixarem-se as águas voltou a levar uma vida normal, os mais de 80 anciãos de Betel andavam pelos corredores de Betel colocando cartas embaixo das portas. Se não me engano mais de 300 pessoas foram dispensadas, umas para Circuíto, outras para Pioneiro Especial, regular, e CASA.
Lembro no dia seguinte o constrangimento quer foi ver amigos chorando sem saber o que fazer! - Na época os mais humorados fizeram até uma paródia daquela música ... "Põe a mão no joelho, dá uma baixadinha, olha em baixo da porta e vê se tem uma cartinha" ...

E assim funciona a lei da sobrevivência em Betel!
Avatar de usuário
Cristóvão Colombo
Forista
Forista
 
Mensagens: 953
Data de registro: 19 Mar 2011 20:20
Localização: São Paulo

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor sidhiresus em 26 Mar 2011 12:04

Rapaz, lendo tudo isso eu sinceramente tive a visão do inferno. Imagine só, em um lugar desses você perde a liberdade, deixa de ser quem realmente é para ser aquilo que outros esperam que você seja.
Avatar de usuário
sidhiresus
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 8247
Data de registro: 01 Nov 2008 09:15
Localidade: São Paulo

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor DELTA em 26 Mar 2011 12:11

Isso é o que se chamam de Casa de Deus?
A lavagem cerebral é tanta que existem jovens que ficam doidinhos para entrar lá,como se estar em Betel fosse o mesmo que estar ao lado de Jeová.
Seu relato, Cristovão, comprova que a história do mundo perfeito de jeová só existe nas publicaçoes e nas assembléias, na pratica............
Avatar de usuário
DELTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 1968
Data de registro: 09 Jan 2011 10:52

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor André Felix em 26 Mar 2011 12:17

Muito bom, Cristovão!
Uma empresa com fins meramente comerciais. E até pior do que uma empresa comum já que a Torre usa como motivação o "serviço prestado à Deus" e a "iminência do fim". Com esses dois fatores em mente as pessoas fazem os muitos sacrifícios pessoais que você relata.
E, aconteça o que acontecer, a pessoa que se queixar sempre estará errado. Ou dizem que não tem humildade, que teve desejos egoísta de ascensão não concretizados, que serviu a Jeová com "senso de urgência" apenas para "salvar a sua pele", que estava servindo a "homens e não a Jeová, que se tornou negativa, etc. A errada será sempre a pessoa. Por isso que eu digo que o "deus" das testemunhas de Jeová é a Sociedade Torre de Vigia e suas congêneres associadas ao redor do mundo. Para um crente qualquer Deus nunca erra, quem erra somos nós, meros seres humanos imperfeitos.
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Jerry em 26 Mar 2011 12:23

Cristóvão Colombo escreveu:Aliás, todos morriam de medo dos chamados "RELATÓRIOS", sim, pois, qualquer um poderia fazer um relatório em OFF, onde não se identificava, APENAS metia PAU em determinada pessoa, assim como acontece nas congregações, os irmãos são incentivados a "delatarem qualquer coisa que POSSA estar errada". Ou seja, você está sendo monitorado todo o tempo.


Isso me lembrou a época do "Terror", da Revolução Francesa, onde bastava delatar um desafeto como contra-revolucionário para mandá-lo diretamente para a guilhotina. E nem precisava ser uma acusação verdadeira.

O "Terror", aliás, acontece em toda forma de ditadura. Vimos isso acontecer aqui também, no Brasil, na época do regime militar.

Betel só confirma a regra de que toda ditadura só se sustenta com base no terror e na delação.
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Poltergeist em 26 Mar 2011 12:26

sidhiresus escreveu:Rapaz, lendo tudo isso eu sinceramente tive a visão do inferno. Imagine só, em um lugar desses você perde a liberdade, deixa de ser quem realmente é para ser aquilo que outros esperam que você seja.


Pois é, não vemos esse tipo de clima nem empresas "do mundo".

Mas não é nada surpreendente, vindo dessa seita hipócrita.
A mentira teme a verdade. Afinal, você já viu "apóstatas" desassociando uma Testemunha de Jeová?

Procurando um assunto específico? Visite o Índice do Fórum: viewtopic.php?f=2&t=3230
Avatar de usuário
Poltergeist
Forista
Forista
 
Mensagens: 7764
Data de registro: 26 Fev 2009 16:57
Localidade: São Paulo

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor mjperes em 26 Mar 2011 12:31

Vocês já leram o livro "1984" de George Orwell? Se só ler o livro e nos imaginarmos num mundo como aquele ficamos deprimidos, imaginem agora o que será VIVER mesmo nessas circunstâncias!
mjperes
Forista
Forista
 
Mensagens: 408
Data de registro: 03 Mar 2011 21:09
Localização: Lisboa

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor André Felix em 26 Mar 2011 13:01

mjperes escreveu:Vocês já leram o livro "1984" de George Orwell? Se só ler o livro e nos imaginarmos num mundo como aquele ficamos deprimidos, imaginem agora o que será VIVER mesmo nessas circunstâncias!


É mesmo!
Aquele bando de gente trabalhando em regime de internato, com todas as intrigas próprias das grandes empresas. Porque uma coisa é você trabalhar durante o dia e depois voltar para casa, outra é tomar todas as refeições no trabalho e ainda por cima dormir nele. No trabalho você é normalmente cobrado pelo desempenho no trabalho, em Betel a pessoa é cobrada por tudo, é vigiada em tudo, a intimidade é bem restrita.

E quando o povo vai visitar Betel ainda fica exclamando: "Mas aqui já é o paraíso!"
E tinha tudo para ser - dirigido pelo "escravo", contando unicamente com trabalhadores que representam a elite entre o "povo de Jeová", pessoas escolhidas tendo em vista alegadas "qualificações espirituais". Vai nessa ....

Por isso eu acho que o perfil adequado para Betel é o mesmo para a carreira militar. A pessoa tem que ser um soldadinho destituído de sentimentos, sabendo que é totalmente descartável, substituível.
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3909
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Jerry em 26 Mar 2011 13:09

Em meio a tanta vigilância, gostaria de saber como é o acesso à Internet em Betel.
"Quando chegará, Senhor, o dia em que virás a nós para reconheceres os teus erros perante os homens?" - Saramago

Meu Blog: Oritameji
Twitter: http://twitter.com/jerryguima
Avatar de usuário
Jerry
Forista
Forista
 
Mensagens: 6540
Data de registro: 01 Nov 2008 01:37
Localização: Vitória da Conquista, Bahia

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Abadon em 26 Mar 2011 13:34

Exército! É como eu comparo!
"A verdade não tem que ser aceita com fé. Os cientistas não seguram suas mãos, cantando: "Sim, a gravidade é real! Eu vou ter fé!" - Dan Barker
Abadon
Forista
Forista
 
Mensagens: 542
Data de registro: 25 Mai 2009 22:41

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor mulhermaravilha em 26 Mar 2011 13:47

MEU DEUS !!!!!!!! Que horror morrar em BETEL :o :ruim7: :soldier7: :iergh7:
Avatar de usuário
mulhermaravilha
Forista
Forista
 
Mensagens: 104
Data de registro: 29 Ago 2009 17:58

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor De olhos abertos em 26 Mar 2011 13:48

E de pensar que assinei petição para ir à Betel... :(

Por sorte não fui chamado, e logo após, abri os olhos para a hipocrisia existente nessa organização!

E as edições atuais da Sentinela continuam incentivando os jovens a se empenharem por alvos como ser betelita, argumentando que o melhor lugar para estar é lá, e que nenhuma carreira no "mundo" pode trazer felicidade verdadeira. :twisted:
Avatar de usuário
De olhos abertos
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 6385
Data de registro: 18 Nov 2009 09:07
Localização: São Paulo - SP
Localidade: Não quero responder

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Cristóvão Colombo em 26 Mar 2011 14:14

Eles tem um departamento chamado IS - responsável por toda área de informática de Betel. Não preciso dizer que toda internet "disponibilizada" para os betelitas é "monitorada" por softers. Na época anterior a minha saída de lá era cobrado um pequeno valor relativo ao uso da mesma nos quartos, hoje não sei como está. Mas asseguro que o monitoramento é pesado (claro, de uma forma que não dê margem para alguém dizer que foi invasão de privacidade), entende?
Avatar de usuário
Cristóvão Colombo
Forista
Forista
 
Mensagens: 953
Data de registro: 19 Mar 2011 20:20
Localização: São Paulo

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor Marujo em 26 Mar 2011 14:16

Abadon escreveu:Exército! É como eu comparo!


Eu não servi o exército, sou eximido por convicção religiosa, mas tenho uma visão diferente, estando de fora, penso que o exercito é muito melhor, porque primeiro você vai prá lá ou obrigado ou por que sua família é carreirista militar e o incentivou e você sabe o que esperar. Além disso, ninguém tem falsas expectativas em relação ao exército, todos sabem que por um bom tempo vão levar porrada e trabalhar duro, além disso o salário é muito melhor. E se você sair, na maioria das vezes sai feliz.

Cristovão Colombo escreveu:Mas asseguro que o monitoramento é pesado (claro, de uma forma que não dê margem para alguém dizer que foi invasão de privacidade)


Ou seja estas verdades que expomos não chegam aos coitados, ou são rapidamente resolvidas com uma reuniãozinha com os anciãos, né?
Prefiro ser um apóstata para com uma religião mentirosa, do que ser um apóstata para com Deus.
Toda grande causa começa como (1) um movimento de idealistas, (2) vira um negócio ou meio de vida, e (3) finalmente degenera em uma quadrilha". Eric Hoffer
Avatar de usuário
Marujo
Forista
Forista
 
Mensagens: 361
Data de registro: 13 Mar 2010 14:48
Localização: http://identidadecrista.blogspot.com/

Re: Pérolas - Política para sobreviver em Betel

Nova mensagempor De olhos abertos em 26 Mar 2011 14:21

Se um betelita for inteligente, poderá acessar nosso fórum sem ser descoberto.
Basta usar o "modo de privacidade" na navegação. E se houver bloqueio, inserindo um endereço proxy, qualquer site pode ser visitado.

Torre de Vigia!!! Não adianta tentar impedir que a verdade seja dita por meio da internet!!!
Avatar de usuário
De olhos abertos
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 6385
Data de registro: 18 Nov 2009 09:07
Localização: São Paulo - SP
Localidade: Não quero responder

Próximo

Retornar para Depoimentos

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Daniel 2000 e 27 visitantes