Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová : Depoimentos - Page 2
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Depoimentos de ex-testemunhas de Jeová, cartas de dissociação e depoimentos sobre a vida pós Torre de Vigia. Aqui fala mais alto a sinceridade, o sentimento e muitas vezes os relatos nos impressionam pela falta de algo que mais as Testemunhas de Jeová dizem praticar: o amor ao próximo!
Fique a vontade para contar suas vivências

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor kooboo em 16 Mai 2017 18:38

Mythicus escreveu:Meu amigo (aquele que me convidou a conhecer a religião) comentou:
Cara, essa é a religião onde se concentram a maioria de cristãos genuínos

O que vocês acham a respeito disso?


Existe uma "bondade" que é intrínseca ao ser humano. Todo mundo quer viver bem e as boas pessoas querem ajudar os próximos.
Dentro de um salão tem isso. Tem pessoas boas e tem pessoas ruins.
Se formos falar de índole, teremos pessoas de boa índole em todas as religiões, e essa boa índole não está relacionada com a religião, mas com a criação e os valores pessoais e familiares.

Mas agora, vamos falar de coletivismo ou - Como a religião estimula isso em seus membros?
Creio que essa seja a melhor pergunta para respondermos à sua proposta neste tópico. Vou citar duas religiões diferentes a título de comparação -
No kardecismo, as pessoas aprendem que devem fazer o bem - ao ajudar o próximo, o fiel está ajudando a si mesmo na evolução espiritual.
Nas Testemunhas de Jeová - ao pregar, o fiel está salvando sua pele do Armagedom.

No primeiro caso, a pessoa é motivada pela evolução, por poder ter uma reencarnação melhor, vir mais leve na próxima vida. Se ela não fizer isso, terá a próxima vida mais dura, para aprender as lições.
No segundo caso - é a última chance da pessoa. Ou prega, ou é honesto, ou faz isso ou aquilo outro - senão vai ser destruído.

Se formos expandir mais um pouco a duas doutrinas (que eu resumi ao máximo e em poucas linhas) - teremos ainda que no primeiro caso "fazer o bem é bom para mim mesmo" e no segundo caso "se eu não fizer o bem, estou fora do jogo!"

Enquanto um kardecista é movido pelo crescimento pessoal e pela satisfação em fazer o bem, o outro é motivado pelo medo.

Se colocarmos duas pessoas de boa índole, cada uma numa seita, ambas farão o bem, porém com o passar dos anos, uma estará feliz, por sentir que evolui para uma vida melhor, e a outra estará fazendo o bem, porém com medo de falhar e perder tudo.

-----------------
Respondendo a sua pergunta diretamente - não, não consigo ver boas motivações devido às orientações da religião TJ.
Existem boas pessoas lá dentro? Sim, claro! - porém, muitas vezes as boas ações delas não saem espontâneas e naturais - saem por medo de desagradar a Deus.
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11282
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Galileu em 16 Mai 2017 19:00

Isso me fez lembrar do que Jesus disse:

"Se um cego guiar outro cego, ambos cairão numa cova"

Esta Seita, assim como muitas outras é atraso de vida
Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância- Sócrates
Avatar de usuário
Galileu
Forista
Forista
 
Mensagens: 980
Data de registro: 30 Mar 2016 11:47
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor expat em 16 Mai 2017 22:29

Se o que aconteceu comigo é demonstrar amor, então já não sei mais de nada. Na ocasião do falecimento de um irmão (carnal), recebi em casa a visita de 5 tjs....isso mesmo CINCO!!! E dos 5, só um era ancião. Isso numa congregação que devia na época ter pelo menos quase 80 pessoas. E na época eu era bem ativo nas reuniões.

Uma semana depois do ocorrido, quando apareci na reunião, os "irmãos" agiam como se nada tivesse acontecido....afinal "o falecido nem era tj...ninguém vai sentir falta dele". Nessa primeira vez que fui à reunião, cheguei e já havia começado fazia uns minutos. Enquanto aguardava o indicador arrumar um lugar pra mim, lembro como se fosse hoje, a primeira coisa que um infeliz faz é me cumprimentar e perguntar: "O irmão já fez seu relatório esse mês?"

Foi a partir daí que comecei a acordar e ver onde eu havia me metido.

Talvez demonstrar amor pra uma tj seja apenas levar a irmã idosa pra assistir a reunião, ou convidar a pioneira pra acompanhar o estudo, ou preparar a sentinela pra dar aquele comentário pomposo no domingo, ou desassociar aquele jovem que não consegue controlar seus hormônios, ou aconselhá-lo a jogar seu futuro no lixo ao não fazer um curso superior. Como já ouvi milhares de vezes nas reuniões, há diversas maneira de demonstrar amor cristão.
Na vida, não existe nada a temer, mas a entender (Marie Curie)
expat
Forista
Forista
 
Mensagens: 101
Data de registro: 16 Jun 2016 21:05
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Dementador em 16 Mai 2017 22:38

Mythicus escreveu:
Por que as Testemunhas são tão bondosas? Digo isso por ter convivido com as Testemunhas do Salão da minha cidade e, de fato, eu apreciei a bondade das pessoas ali de dentro. Fui a uma assembleia de circuito e conheci muitas pessoas que eu consideraria cristãos genuínos. Chorei e fiquei triste com a partida do superintendente [na minha última reunião dentro da religião]. Senti um amor intenso de um orador de outra cidade que abraçava forte todos da congregação. Na verdade, eu sai por causa das adversões da organização (falsas profecias; regra das duas test.; ensino da Babilonia, a grande; doutrina do sangue; acobertamento de pedófilos; comissão judicativa). Bem, eu me desliguei da religião por causa da religião e suas doutrinas. Mas eu não abandonei as Testemunhas de Jeová, pois, como eu disse, foi a religião onde eu mais encontrei pessoas bondosas que querem o bem. As ditas Testemunhas genuínas de JEOVÁ, os tão raros CRISTÃOS VERDADEIROS. Meu apelo é a favor das Testemunhas e contra a religião Torre de Vigia — que fabrica pessoas iguais àquela do comentário acima (pessoas leigas, medrosas, hipnotizadas, oprimidas, arrogantes etc) e que é detestável para aqueles que querem ser cristãos genuínos.

Meu amigo (aquele que me convidou a conhecer a religião) comentou:
Cara, essa é a religião onde se concentram a maioria de cristãos genuínos

O que vocês acham a respeito disso?


Meu caro Mythicus, pelas suas palavras percebo que alguém que conhece quase nada do mundo. Possivelmente deve ser jovem e ter tido muito pouco contato com, ou mesmo lido sobre, outras pessoas de outras religiões.

Antes de tudo, vejo que você talvez não saiba realmente o "bem" e que sua percepção do que seja "bom" ainda está limitada aos ensinos da lavagem cerebral da Torre.

Por que você acha que as Testemunhas de Jeová são mais boas que as pessoas de muitas outras crenças? E o que define uma pessoa boa e uma má?

Além disso, os membros da Torre são boas POR CAUSA da TORRE ou já vieram boas de fora? Isso é importante pois o processo de transformação de alguém, pelo que percebo há anos, não é devido aos ensinamentos da Torre, mas uma predisposição anterior que já veio com a pessoa para ser "boa".

Pergunto mais: não percebe que o que existe entre as TJS é um condicionamento praticamente forçado para não cometerem determinados atos, e há a total falta de compromisso em elas se tornarem pessoas melhores? As TJS REALMENTE não cometem assassinato, não roubam, não abortam. Entre outras coisas elas cumprem muito bem os mandamentos de não cometer os chamados "pecados mortais" -- ou pecados crassos, como a Torre chama. Mas, isso é o "feijão com arroz" do cristianismo. Isso é o básico e MUITOS, mas MUITOS, milhões de cristãos de outras religiões também não cometem.
Mas e quanto ao atos "positivos", os atos de amor e caridade? Você pode afirmar que as TJS são algum exemplo nisso?

Recomendo que você se aprofunde mais nas práticas e vivência de pessoas de outras religiões. Comece pelo Espiritismo, e até o Catolicismo, e veja quantos milhões destes se esforçam em praticar os mais diversos atos de amor e caridade para com outros homens, mesmo não sendo pessoas que compartilham da mesma fé.
Avatar de usuário
Dementador
Forista
Forista
 
Mensagens: 261
Data de registro: 31 Jul 2011 13:38

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Dementador em 16 Mai 2017 22:49

Imagem

Não quero fazer proselitismo da Igreja Católica, mas demonstrar como ela ajuda de forma positiva a milhões no mundo.
Sei que muitos a odeiam por todos seus erros, mas a questão aqui não é fazer um balanço de quanto ela errou e de quanto acertou e demonstrar que ela é a melhor religião.

Simplesmente demonstro dados (sei que não há as fontes, mas é possível encontrar isso na internet) que demonstram o quanto católicos ajudam seus irmãos na fé e pessoas de outros credos.

E entendam que quem FAZ efetivamente esses atos de caridade são os leigos, e não o clero, ou seja, pessoas comuns (pessoas comuns como os "publicadores" na TJ).

Diversas outras religiões também fazem atos similares com constância e mantém milhões de projetos de caridade ao redor do mundo. Aqui no Brasil, a ajuda prestada por espíritas em ações de caridade é bem conhecida (sendo a principal regra da religião).

Pergunto: quantos orfanatos, hospitais e escolas a seita da Torre já abriu em seu mais de um século de existência? Quantas TJs se empenham em ajudar as pessoas que não sejam TJs. QUANTO as TJs se empenham em ajudar verdadeiramente, de forma prática, os que são seus irmãos na fé? Acredito que você sabe como as TJS tratam outros que não são da seita em desastres naturais. Pense nisso.
Avatar de usuário
Dementador
Forista
Forista
 
Mensagens: 261
Data de registro: 31 Jul 2011 13:38

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Masquerade em 17 Mai 2017 07:17

expat escreveu:Se o que aconteceu comigo é demonstrar amor, então já não sei mais de nada. Na ocasião do falecimento de um irmão (carnal), recebi em casa a visita de 5 tjs....isso mesmo CINCO!!! E dos 5, só um era ancião. Isso numa congregação que devia na época ter pelo menos quase 80 pessoas. E na época eu era bem ativo nas reuniões.

Uma semana depois do ocorrido, quando apareci na reunião, os "irmãos" agiam como se nada tivesse acontecido....afinal "o falecido nem era tj...ninguém vai sentir falta dele". Nessa primeira vez que fui à reunião, cheguei e já havia começado fazia uns minutos. Enquanto aguardava o indicador arrumar um lugar pra mim, lembro como se fosse hoje, a primeira coisa que um infeliz faz é me cumprimentar e perguntar: "O irmão já fez seu relatório esse mês?"

Foi a partir daí que comecei a acordar e ver onde eu havia me metido.

Talvez demonstrar amor pra uma tj seja apenas levar a irmã idosa pra assistir a reunião, ou convidar a pioneira pra acompanhar o estudo, ou preparar a sentinela pra dar aquele comentário pomposo no domingo, ou desassociar aquele jovem que não consegue controlar seus hormônios, ou aconselhá-lo a jogar seu futuro no lixo ao não fazer um curso superior. Como já ouvi milhares de vezes nas reuniões, há diversas maneira de demonstrar amor cristão.


Então você teve sorte pq cinco pessoas foram te visitar. Pq quando minha mãe faleceu, depois de lutar por muito tempo com o câncer, NINGUÉM teve a decência de me fazer uma visita. E olha que minha mãe foi pioneira regular por muitos anos. NINGUÉM me visitou nem sequer telefonou.

Amor cristão é uma mentira, fingimento.
Ele estava só. Estava abandonado, feliz, perto do selvagem coração da vida.” James Joyce
Avatar de usuário
Masquerade
Forista
Forista
 
Mensagens: 111
Data de registro: 15 Ago 2016 14:10
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor kooboo em 17 Mai 2017 08:41

Dementador escreveu: As TJS REALMENTE não cometem assassinato, não roubam, não abortam. Entre outras coisas elas cumprem muito bem os mandamentos de não cometer os chamados "pecados mortais" -- ou pecados crassos, como a Torre chama. Mas, isso é o "feijão com arroz" do cristianismo. Isso é o básico e MUITOS, mas MUITOS, milhões de cristãos de outras religiões também não cometem.
Mas e quanto ao atos "positivos", os atos de amor e caridade? Você pode afirmar que as TJS são algum exemplo nisso?

Recomendo que você se aprofunde mais nas práticas e vivência de pessoas de outras religiões. Comece pelo Espiritismo, e até o Catolicismo, e veja quantos milhões destes se esforçam em praticar os mais diversos atos de amor e caridade para com outros homens, mesmo não sendo pessoas que compartilham da mesma fé.


Dementador,
Você abordou um ponto muito interessante. Enquanto as TJ's estão preocupadas se os namorados Joãozinho e Mariazinha estão transando ou se mantendo castos, os católicos pouco importam se os namoradinhos deles transam... ou até se são gays. Por outro lado, um católico que atua nas pastorais e faz ações sociais, possui um reconhecimento na sociedade.
Nessa segunda, eu estava conversando com uma senhora católica, ela levantou cedo para ir encontrar uma moradora de rua e levá-la junto com o bebê a um cartório, para fazerem o registro da criança. Embora a igreja tenha uma associação para cuidar disto, ela preferiu fazer isso de forma independente, pois seria mais rápido.
Pelo que vi nela, não estava fazendo isso para aparecer para ninguém, mas simplesmente porque seu coração se tocou em relação à historia daquela mulher - moradora de rua, 26 anos, esse seria o sétimo filho, os outros seis foram levados para adoção, viciada em crack, vive num lixão...
E a senhora em questão lá... querendo ajudar, algo que nem o estado e nem a igreja estavam conseguindo fazer...
Acredito que quando Jesus falou de amor e caridade, ele estava pensando mais em ações assim do que em "moral" ou "pregar".
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11282
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Niklaus em 17 Mai 2017 09:32

kooboo escreveu:
Existe uma "bondade" que é intrínseca ao ser humano. Todo mundo quer viver bem e as boas pessoas querem ajudar os próximos.
Dentro de um salão tem isso. Tem pessoas boas e tem pessoas ruins.
Se formos falar de índole, teremos pessoas de boa índole em todas as religiões, e essa boa índole não está relacionada com a religião, mas com a criação e os valores pessoais e familiares.

Mas agora, vamos falar de coletivismo ou - Como a religião estimula isso em seus membros?
Creio que essa seja a melhor pergunta para respondermos à sua proposta neste tópico. Vou citar duas religiões diferentes a título de comparação -
No kardecismo, as pessoas aprendem que devem fazer o bem - ao ajudar o próximo, o fiel está ajudando a si mesmo na evolução espiritual.
Nas Testemunhas de Jeová - ao pregar, o fiel está salvando sua pele do Armagedom.

No primeiro caso, a pessoa é motivada pela evolução, por poder ter uma reencarnação melhor, vir mais leve na próxima vida. Se ela não fizer isso, terá a próxima vida mais dura, para aprender as lições.
No segundo caso - é a última chance da pessoa. Ou prega, ou é honesto, ou faz isso ou aquilo outro - senão vai ser destruído.

Se formos expandir mais um pouco a duas doutrinas (que eu resumi ao máximo e em poucas linhas) - teremos ainda que no primeiro caso "fazer o bem é bom para mim mesmo" e no segundo caso "se eu não fizer o bem, estou fora do jogo!"

Enquanto um kardecista é movido pelo crescimento pessoal e pela satisfação em fazer o bem, o outro é motivado pelo medo.

Se colocarmos duas pessoas de boa índole, cada uma numa seita, ambas farão o bem, porém com o passar dos anos, uma estará feliz, por sentir que evolui para uma vida melhor, e a outra estará fazendo o bem, porém com medo de falhar e perder tudo.

-----------------
Respondendo a sua pergunta diretamente - não, não consigo ver boas motivações devido às orientações da religião TJ.
Existem boas pessoas lá dentro? Sim, claro! - porém, muitas vezes as boas ações delas não saem espontâneas e naturais - saem por medo de desagradar a Deus.



Olá,

Bem, em minha atual experiencia dentro da organização, o ponto de vista do Sr. kooboo é o que mais se assemelha.
A razão pela qual fazem o "bem", é Egoísta.
E totalmente EGOÍSTA.
Por exemplo, houveram alguns problemas aqui na congregação, com uma família, onde um membro foi desassociado.
E o que eu ouvi foi o seguinte :
" Temos que acatar as orientações do corpo governante pra não PERDER A NOSSA VIDA".
"Temos que fazer o que Jeová manda pra não SERMOS DESTRUÍDOS".
"Vamos continuar pregando, e fazendo uma boa MEDIA DE HORAS (nem se fala em ajudar o próximo a conhecer a bíblia) se não Jeová vai COBRAR DE NÓS".

O que tenho visto é que só o que interessa é salvar a própria pele, a Qualquer Custo. Ainda que seja preciso, como no caso citado à cima, Ostracizar, Esquecer de vez, um membro da família pra Seguir o que o corpo governante afirma ser orientações do próprio Deus.
Por que, se você não cumprir o arranjo de Desenvolver um tipo de Alzheimer, e simplesmente Esquecer a pessoa que foi desassociada,
Você PERDERÁ SUA VIDA.

Resumindo, Seja Egoísta o quanto você conseguir e Jeová irá te Salvar.
Essa pode não ser a realidade de todos, mas falo com conhecimento de causa. Essa é a minha realidade, e a realidade de todas os Tjs aqui.
Existem sim, pessoas maravilhosas dentro da congregação que são Verdadeiros seguidores de Cristo. Bem como, esses existem em qualquer outro lugar.
Acredito que exista muito mais pessoas que se esforçam em seguir a Cristo, Fora da Torre. É a realidade que tenho visto.
O cego não enxerga porque não quer. Ele não enxerga porque não consegue.
Avatar de usuário
Niklaus
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 8
Data de registro: 17 Mar 2017 11:40
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Prior Dissidente em 17 Mai 2017 10:03

As tjs costumam dizer que como GRUPO, elas têm o favor de deus, mas que individualmente depende de cada um.
Eu acredito justamente no oposto.
Como GRUPO, elas não têm o favor de deus. Mas individualmente, pode até ser, dependendo das ações de cada indivíduo.
Procuro olhar a pessoa e analisar suas ações. Só assim posso dizer se é boa ou não.
Não é pq outros se apóiam em um grupo, como se estivessem se agarrando a uma tábua de salvação que suas ações individuais não serão levadas em conta.
Quando vc apóia um grupo com ideias tão extremistas, impossível que vc não tenha sido corrompido, mesmo que apenas um pouco.
Apoiar o GRUPO, te coloca sim, numa situação muito complicada.
O poder se torna mais forte quando ninguém pensa.
Sócrates
Avatar de usuário
Prior Dissidente
Forista
Forista
 
Mensagens: 370
Data de registro: 03 Jan 2017 12:34
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Mythicus em 17 Mai 2017 10:04

Agnostico Reverente escreveu:Pelo que eu percebi aqui no Fórum, isso dependente da experiência de cada um em suas respectivas congregações. Assim como você Mythicus, a minha congregação de origem era de pessoas humildes, bondosas e sinceras. É claro que sempre existem excessões, e há hipocrisia em todo lugar. Mas no geral formam uma "enorme família" mesmo. Isso, junto com minha maneira talvez um pouco ingênua de encarar as pessoas, me dá uma visão mais complacente para com as Testemunhas de Jeová do que a maioria dos foristas aqui, que sofreram em congregações menos amorosas. De qualquer modo, dizer que "essa é a religião onde se concentram a maioria de cristãos genuínos" pra mim é muito difícil de julgar, porque é a ÚNICA REALIDADE QUE EU CONHEÇO. Dizer que esse também é o AMOR IDENTIFICADOR DOS VERDADEIROS CRISTÃOS, acho um pouco forçado. Pra mim hoje aparenta mais um CORPORATIVISMO, tal qual existe entre policiais militares. Já convivi um pouco com PMs e percebi isso: Quando um policial militar é parado numa blitz e se identifica, a reação dos que estão fiscalizando muda drasticamente. O cara já não é mais um meliante em potencial, agora é um "IRMÃO DE FARDA". Comecei a estabelecer uma relação com as TJs e percebi que existe um CORPORATIVISMO muito grande. Tudo bem, algo positivo na religião, uma comunidade forte, mas daí pra dizer que é o SINAL identificador da Religião Verdadeira, é forçar a barra.

Poxa, você tocou num assunto muito pertinente, Agnóstico! É muito difícil diferenciar esse "corporativismo" de amor genuíno no meio TJ. É verdade que existe esse amor corporativo, mas ele é tão bem cravado nas pessoas que dá a impressão de ser amor fraternal [cristão, amor de irmão]. Uma coisa é verdade: Não tem como generalizar!. Isso me lembra uma experiência que aconteceu comigo. Eu estava sem lugar para morar, porque houve uns problemas com a minha mãe e ela me expulsou de casa. Mas daí, a mãe do meu amigo, que é TJ ativa há décadas, me acolheu e até me tratou como filho. Eu fiquei me perguntando: Ela fez esse ato por causa da personalidade dela ou por causa do que ela aprendeu dentro da org.? Eu escolhi acreditar que foi por amor mesmo, e intríseco ao que as Escrituras ensinaram para ela, descartei a religião.

Lehh escreveu:Mythicus

Na verdade, acho que seu apelo é pela HUMANIDADE, pela bondade entre todos como irmãos. Isso demonstra seus bons sentimentos. =)
Quando dizemos ser contra a religião, estamos justamente nos mostrando contra esses grupos sectários que tornam as pessoas arrogantes e que se acham superiores, os únicos que merecem a salvação, os escolhidos. Infelizmente, quando cada religião se considera a única verdadeira e se fecha em suas doutrinas é que começa o mal.

Seria mais fácil se todos os que querem crer em Deus praticassem não apenas em palavras mas em ações, mais amor aos semelhantes, independente de qualquer coisa.

Para mim, um dos maiores problemas dos tjs é se separarem do mundo e se julgarem a única religião verdadeira. Isso os torna piores, assim como os outros grupos que agem assim.
Fora isso, são normais como qualquer outra religião, quaisquer outras pessoas.

Isso mesmo! De fato, meu apelo é pela Humanidade! Não só pela humanidade, pela criação toda! Toda fauna e flora incluem-se! O ponto que eu destaquei eu endosso também. Não só seria mais fácil, como seria o ideal.

Galera, vocês têm experiências muito ricas! É muito importante ler tudo que vocês estão postando, em todos os fóruns! Na verdade, estão contribuindo para o meu crescimento e construção pessoal. Não deu para comentar sobre alguns comentários daqui por falta de tempo, mas eu gostaria de continuar essa reflexão com vocês!

Sobre a "recompensa" da vida eterna no meio da religião torreana, uma vez fiz a seguinte reflexão com meu amigo (aquele que me convidou a conhecer a religião):

Cara, imagina se o CG trouxesse uma "nova luz" falando que a vida eterna no paraíso na Terra não existe mais. Quantas TJ's deixariam a religião? Quantas continuariam a ser TJ's de 'carteirinha'? Eu aposto tudo em nenhuma, pelo menos por dentro.
"A dúvida é o preço da pureza"
Gessinger
Avatar de usuário
Mythicus
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 24
Data de registro: 23 Mar 2017 10:31
Localidade: São Paulo

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor KOSTA em 17 Mai 2017 10:24

Debora escreveu:
lobo guará escreveu:
Lehh escreveu:Já vi caso de pedofilia que foi escondida pelos anciãos e pela própria família das vítimas, que eram fanáticas e ignorantes. (também aqui no fórum tem relatos de pessoas que sofreram abusos)

Lehh esse caso foi na sua congregação mesmo? Já vi vários casos em fóruns e na mídia (ARC, etc), mas até agora nenhum caso concreto no Brasil.


Meu cunhado era ancião. Fui abusada por ele durante muitos anos na minha infância. A poucos dias minha irmã de Sorocaba admitiu ter sido também abusada, minhas irmãs mais velhas sempre relataram assédio, além disso a cerca de uns dois anos, a neta que já foi nossa forista, relatou-me constrangida que tanto ela como a irmã mais nova também foram assediadas. (Penso que também não foi apenas assédio pois elas moravam no mesmo quintal e portanto, as oportunidades eram maiores)
Quando eu contava pra minha mãe, ela dizia que eu estava falando besteira pois eu era uma criança levada e ele era um ancião.

Os anos se passaram e coube a mim fazer o enterro deste fdp. Eu já não era tj a muitos anos mas pra isto me chamaram...aff. De quebra ouvi o discurso onde foi dito que como ele tinha sido fiel até a morte, estava assegurada a sua ressurreição.

Espero que o cara arda no inferno. Esse [PALAVRAO] morreu mas acho que para haver verdadeira justiça só mesmo o tal inferno. Nem que ele sofresse na mesma medida o castigo seria justo. Como é possivel a congregacao não tomar medidas? E que dizer da lamentável atitude de sua mãe? Mas hoje tu és uma vencedora! Uma mulher de sucesso (e bonita) que conseguiu ulttapassar esse desgosto.

Pessoalmente gosto muito de ti, Debora, no sentido em que tua coragem e determinação inspira a que sejamos pessoas melhores.

Por exemplo, foste praticamente a unica que sempre esteve ao lado de tua mãe dando assistencia. Eu não seria capaz! Se minha mãe fechasse os olhos a algo tao grave nunca mais falaria com ela.
O tal ancião que a ajudasse ela quando precisou de ti!

Não admira que sejas tão realista em teus comentários.

Todos deveriamos seguir teu exemplo.

Quanto ao tema do tópico sou bem claro:
As tjs não são nenhumas criancinhas. Sabem muito bem o que fazem e o porquê de ostracizarem outros assim como o desdenho que adquiriram conscientemente contra outras religioes.

Ha dias lancei um topico sobre esta tematica:
Mundano.Eu?

Abraço
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 1521
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor TJCalado em 17 Mai 2017 10:45

Creio que o argumento de que 'o fato de haver TJs ruins não quer dizer que as TJs são ruins' anula o argumento que diz que 'o fato de haver TJs boas indica que as TJs são boas'.
A explicação para haver muitas TJs de boa índole é clara. A promessa de vida eterna em um mundo pacífico atrai pessoas boas. Ser TJ não torna as pessoas boas. Pessoas boas é que se tornam TJs, assim como a cracolândia não transforma ninguém em drogado. A cracolândia atrai drogados. Do mesmo jeito que usuários de drogas seriam usuárias de drogas em qualquer lugar do mundo, TJs boas seriam boas pessoas em qualquer religião que estivessem.
A diferença entre o mundo TJ e a cracolândia é que fazer parte do grupo das TJs impõe a bondade se uns e limita a bondade de outras as pessoas, porque elas precisam padronizar isso, nivelando a bondade de todos. Na cracolândia, cada um manifesta o nível do seu vício de acordo com a sua necessidade e possibilidade pessoal.
As TJs não tem a liberdade de exercer sua bondade. Enquanto uns precisam fingir bondade, outros precisam limitá-la aos padrões da Torre.
É como se na cracolândia você fosse obrigado a utilizar uma determinada quantidade estipulada de droga, mesmo que você não quisesse usar nada ou quisesse usar muito mais.
"Um paraíso não precisa necessariamente ser um lugar lindo. Basta ser apenas um lugar que me faça bem."
Avatar de usuário
TJCalado
Forista
Forista
 
Mensagens: 4521
Data de registro: 11 Mar 2012 21:40
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor KOSTA em 17 Mai 2017 13:14

O problema não está na pessoa tj.
Está na liderança!

Hoje em dia qualquer palerma pode virar ancião. O nivel cultural deles é baixo. Não estão preparados para lidar com os problemas dos outros.

Vi pessoalmente casos em que anciãos desencorajaram eu dar carona a...velhotas!!!
Tambem desencorajaram minha ex mulher a voltar para mim.
"Ele tem muito conhecimento mas não quer servir a Jeová batizando-se e fazer "mudanças".

O porco que lhe disse isso é dos tipos mais sacanas, desses anciões cujo umbigo é maior do que o Brasil.
É entregador de pizzas, um trabalho bastante complexo...para tanta inteligencia!
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 1521
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor Malévolo2.0 em 17 Mai 2017 14:33

Quem tem experiência com pessoas bondosas irá dizer que são boas. Quem tem experiência com pessoas ruins irá dizer que não são bondosas. Mas verdade seja dita, eles incentivam a serem bondosos com todos, a ceder e até sofrer o dano em benefício dos outros. E isto não vemos no mundo em geral
Malévolo2.0
Perfil Desativado
Perfil Desativado
 
Mensagens: 19
Data de registro: 13 Abr 2017 13:20
Localidade: Não quero responder

Re: Um apelo a favor das Testemunhas de Jeová

Nova mensagempor mayhra em 17 Mai 2017 19:31

Contribuindo com a minha experiência de 10 anos dentro da Associação das Testemunhas de Jeová:

Conheci irmãos amorosos, sim, mas é um amor altamente condicionado (sob regras = amor sob o jugo de regras) e condicional (sob condições, se isso, se aquilo = amo), Recordemos o porquê:

Os irmãos começam a distribuir seu "amor" fraterno ao julgar em silêncio quem é irmão FORTE e quem é irmão FRACO. O irmão considerado fraco é colocado de escanteio para convívio social. Não o convidam para almoços, passeios, festinhas, pois é fraco, não é boa associação. Logo o irmão taxado de fraco fica isolado, periga nem nas reuniões conversarem com ele com algum grau de intimidade, sempre só conversa pró-forma ou conversa que visa apenas adverti-lo, "encorajá-lo". Pergunto: quem aguenta relacionamentos assim? Sem verdadeiro amor e sintonia?

E, afinal, o que é SER FRACO na fé? É não relatar um número "x" de horas na pregação? É não comentar como papagaio que repete A Sentinela nas reuniões? É não reproduzir os estudos dirigidos da Torre? Não obedecer cegamente às ordens e direções Torreanas? Portanto, Ser FORTE na fé, do ponto de vista da Associação da Testemunhas de Jeová, não tem nada a ver com o ser cristão verdadeiro, mas tem a ver com o ser uma pessoa obediente e fiel à organização delas.

Jesus Cristo não relatava horas de pregação e nunca mandou que se fizessem relatórios de controle das horas dedicadas à pregação.
Jesus Cristo não promovia revistas e livros escritos por homens, somente as Escrituras hebraicas ou a Bíblia Hebraica.
Jesus Cristo não mandava ser obediente a amos da fé e muito menos ser leal a uma corporação.
Jesus Cristo nunca admitiria que ficássemos julgando nossos irmãos pelo número de horas relatadas de pregação, os taxando de fracos ou fortes e dispensando tratamento diferenciado conforme esse julgamento.

Então, quanto mais analiso fica claro para mim que o cristianismo que as Testemunhas de Jeová promovem não condiz com o modo de Cristo ser.

Onde está o amor que as Testemunhas de Jeová tem entre si ao isolarem os "fracos na fé" e julgarem por relatórios a espiritualidade de cada um?

E, como bem sabemos, basta um irmão romper com a organização que instantaneamente os laços de amizade estarão cortados e logo os de parentesco também. Não é permitido nenhum diálogo com o irmão que sai da organização, mesmo que ele tenha saído por justo motivo. Nada interessa, somente a palavra final da organização, a qual proíbe que haja conversa.

Onde está a amizade verdadeira que é rompida de forma tão autoritária e dogmática?
Onde está a união familiar que tão rapidamente é afetada pela diretivas organizacionais?

Pois é.

Por isso, não vejo como o amor entre os irmãos possa sobreviver à institucionalização dos relacionamentos e dos vínculos afetivos.
Avatar de usuário
mayhra
Forista
Forista
 
Mensagens: 1986
Data de registro: 14 Dez 2011 21:12

AnteriorPróximo

Retornar para Depoimentos

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 39 visitantes