TJs e a "Desumanização Crista" : Depoimentos
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


TJs e a "Desumanização Crista"

Depoimentos de ex-testemunhas de Jeová, cartas de dissociação e depoimentos sobre a vida pós Torre de Vigia. Aqui fala mais alto a sinceridade, o sentimento e muitas vezes os relatos nos impressionam pela falta de algo que mais as Testemunhas de Jeová dizem praticar: o amor ao próximo!
Fique a vontade para contar suas vivências

TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor miguel arcanjo em 27 Abr 2012 15:48

Desumanização "Cristã"?


O depoimento abaixo, não me pertence, ele é encontrado no site do ODRACIR
http://testemunha.orgfree.com/desumanizacao.htm

***Infelizmente, o texto nos remete a uma verdade estarrecedora sobre as Testemunhas de Jeová, um povo que está gradualmente perdendo seu caráter e senso Cristão.
Quem já não foi a um 'velório' e percebeu as Tjs, geralmente apáticas, com textos do evangelho de João sobre a ressureição, estão afiados, prontinhos para darem um típico consolo tj (testemunho) aos parentes do falecido(a)?

"Irmãos, não queremos que sejais ignorantes quanto aos que morrem, para que não estejais pesarosos como os demais que não têm esperança." (I Tessalonicenses 4: 13)

Essas palavras - proferidas há quase dois milênios pelo apóstolo Paulo - eram fonte de consolo e encorajamento aos cristãos abalados pela perda de um ente querido. A esperança do resgate de Cristo seria o refúgio de seus súditos.

Todavia, certos grupos religiosos, ao invés de verem nessa passagem bíblica o que ela, de fato, é - uma expressão de consolo - parecem considerá-la como mandamento.
O cristão verdadeiro, por esse entendimento, deveria mostrar-se firme como uma rocha, mesmo diante do falecimento do ser mais amado. Nada de choro desesperado ou de depressão.
A pessoa que se mostra muito abalada ou chorosa sob tais circunstâncias pode até ser vista por seus concrentes como "fraca na fé".
Contudo, ao invés de trazer real consolo, esta filosofia faz pesar sobre os ombros já combalidos daqueles que perdem um ente querido a responsabilidade adicional de parecerem "fortes" perante a igreja, sem dúvida uma pesada sobrecarga.
O resultado - seres humanos reprimidos em suas emoções, interpretando um 'papel' que não corresponde à realidade.
Pessoas que, por trás do rótulo de "cristãos", ocultam uma personalidade gradualmente desumanizada e uma mente judicial - tudo produto de um processo perene de doutrinação que parece enfatizar obras "organizacionais" meritórias muito mais do que a fé e o amor verdadeiros do primitivo cristianismo.

Muitos dentre as 'fileiras' das Testemunhas de Jeová têm se sentido exatamente assim.
Sentem que a religião, ao invés de tê-los tornado mais amáveis e sensíveis, mais sociáveis - ao contrário - endureceu-lhes a cerviz, fazendo com que desenvolvessem uma personalidade similar à dos antigos espartanos.
Essa estranha noção de misericórdia 'programada' tem abalado a consciência e até a saúde de pessoas de índole sensível.
Há pouco tempo, em nossa mail list, recebemos uma impressionante e comovente mensagem de uma dessas pessoas. Acompanhe seu notável depoimento:

Caros amigos,

Há duas semanas perdi meu tio, ele morreu. Em seu velório, eu lamentei muito sua morte, sentei e, após baixar a cabeça, chorei muito. Cheguei até a soluçar. Os dias que se passaram foram tristes e cinzentos. Fiquei bastante deprimido, senti que havia perdido alguém importante.

Talvez alguém diga:

- E o que há de extraordinário nisso? Sempre que perdemos alguém amado, choramos e lamentamos nossos mortos. O próprio Jesus Cristo lamentou a morte de seu mui amado amigo Lázaro. Não entendo o que há de original nisso.

Para ser franco, estou muito feliz de ter chorado e lamentado meu tio, pois essa foi a PRIMEIRA vez em toda a minha vida em que chorei a morte de um parente amado. E sabem por que foi a primeira vez ? Porque durante todo o período em que fui Testemunha de Jeová - isto aconteceu quando eu tinha apenas 13 anos - tive que aprender a "podar" meus sentimentos. Tive que aprender a não expressar sentimentos. Como?

Imagine se você fosse uma criança de 13 anos e um servo ministerial ou um ancião (pastor) lhe dissesse que você não poderia chorar por seus pais "mundanos" (descrentes) na hora do Armagedom ("fim do mundo") ou você seria destruído junto com eles.

Imagine se você fosse um jovem adolescente que precisasse sair, ter amigos e lhe dissessem que ter por amigos aqueles que não fossem Testemunhas de Jeová, mesmo tratando-se de parentes, isto lhe impediria de ter a salvação.

Imagine-se gostando de uma moça Testemunha de Jeová, como você, e ser impedido de namorá-la porque você é apenas um jovem de 15 anos e não tem idade para se casar.

Imagine-se feliz da vida por causa de algo bom que aconteceu e desejoso de dar um grande abraço naquela sua amiga tão amada, mas não fazê-lo porque isso é considerado tabu entre as Testemunhas de Jeová.

Imagine-se pregando de casa em casa e uma pessoa muito bondosa e educada não aceita sua religião porque ela já tem uma. E você tem que aceitar e se contentar com a "DESTRUIÇÃO" daquela pessoa porque sua religião é a única verdadeira na face da terra.

Imagine-se não participando em festas de aniversário, casamento, dia das mães, dia dos pais, junto de seus familiares e tendo que afogar todo o sentimento e desejo de estar junto daqueles a quem tanto amamos, pois, de outra forma, seremos destruídos por Deus.

Imagine tudo isso e você compreenderá porque estou feliz de ter chorado pela morte do meu tio.

Foram anos de terapia para me conscientizar de que minha depressão, síndrome do pânico e transtorno de ansiedade vinham do aprisionamento dos meus sentimentos. Aprisionamento incentivado pela religião a que eu pertencia.

A religião me fez ser uma pessoa dura, insensível, autojusta, sem amor e consideração pelo meu próximo.

Tolhi meus desejos de forma louca e insana, pois tinha medo do pesado julgamento de Deus.

Agora que abandonei a Sociedade Torre de Vigia, posso gritar de felicidade. Agora sou uma pessoa feliz. Continuo sendo cristão, creio em Deus e no sacrifício resgatador de Cristo. Espero um mundo melhor por parte do governo de Deus, embora não saiba exatamente como isso se dará e qual será a esperança de cada um.

Não sei exatamente para onde vou, mas sei exatamente para onde não quero voltar. Sei que eu era apenas, como disse Paulo, "um pedaço de latão que ressoa ou um címbalo que retine" - agora não sou mais. Tenho vida dentro de mim. Sou alguém que se conhece e reconhece. Não sou mais um molde programado por uma religião despótica, opressiva, coercitiva e ditatorial. E tudo isso ela faz em nome de Deus, em nome da "teocracia".

Sei que as programações da Sociedade Torre de Vigia são difíceis - mas não impossíveis - de desfazer. Eu consegui e muitos conseguirão também, como outros já conseguiram. Espero que aqueles que passaram pelo que passei possam chegar até onde cheguei e encontrar a "liberdade gloriosa dos filhos de Deus", pois nosso mestre disse:

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."


Atenciosamente,

Alex Tavares, ex-Servo Ministerial
Congregação Rio Branco - BH/MG
Avatar de usuário
miguel arcanjo
Forista
Forista
 
Mensagens: 1103
Data de registro: 23 Jan 2012 22:03
Localização: M A T R I X
Localidade: Não quero responder

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor Exbrother em 27 Abr 2012 17:46

d:7 Parabens pela postagem miguel. Mto Boa a carta do Alex Tavares. É mto bom saber que aos pokos vamos nos libertando dos muros da Torre d:4
Avatar de usuário
Exbrother
Forista
Forista
 
Mensagens: 245
Data de registro: 26 Fev 2012 16:12

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor erip em 27 Abr 2012 19:25

Imagine se você fosse uma criança de 13 anos e um servo ministerial ou um ancião (pastor) lhe dissesse que você não poderia chorar por seus pais "mundanos" (descrentes) na hora do Armagedom ("fim do mundo") ou você seria destruído junto com eles.

Imagine se você fosse um jovem adolescente que precisasse sair, ter amigos e lhe dissessem que ter por amigos aqueles que não fossem Testemunhas de Jeová, mesmo tratando-se de parentes, isto lhe impediria de ter a salvação.

Imagine-se gostando de uma moça Testemunha de Jeová, como você, e ser impedido de namorá-la porque você é apenas um jovem de 15 anos e não tem idade para se casar.

Imagine-se feliz da vida por causa de algo bom que aconteceu e desejoso de dar um grande abraço naquela sua amiga tão amada, mas não fazê-lo porque isso é considerado tabu entre as Testemunhas de Jeová.

Imagine-se pregando de casa em casa e uma pessoa muito bondosa e educada não aceita sua religião porque ela já tem uma. E você tem que aceitar e se contentar com a "DESTRUIÇÃO" daquela pessoa porque sua religião é a única verdadeira na face da terra.

Imagine-se não participando em festas de aniversário, casamento, dia das mães, dia dos pais, junto de seus familiares e tendo que afogar todo o sentimento e desejo de estar junto daqueles a quem tanto amamos, pois, de outra forma, seremos destruídos por Deus.

Imagine tudo isso e você compreenderá porque estou feliz de ter chorado pela morte do meu tio.



Resumindo :

ESSA SEITA É UM TERROR PSICOLÓGICO
As Tjs querem que as pessoas aceitem o estudo bíblico e façam tudo aquilo quem elas mesmas não fariam se caso a situação fosse inversa. E o pior disso tudo , é que as Tjs não aceitariam o estudo de outra religião porque não são permitidas a aceitar.
Avatar de usuário
erip
Forista
Forista
 
Mensagens: 538
Data de registro: 09 Out 2009 23:19

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor mayhra em 27 Abr 2012 20:35

Realmente, me identifico muito com o que o Alex escreveu, foi bem assim comigo. Saí exatamente por isso, pelo torniquete torreano em nossos sentimentos e coração. Hoje vejo que Cristo liberta e a Torre aprisiona. Obrigada por postar, Miguel.
Avatar de usuário
mayhra
Forista
Forista
 
Mensagens: 2045
Data de registro: 14 Dez 2011 21:12

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor gerom em 28 Abr 2012 11:13

Muito bom o depoimento do Alex... me senti assim uma boa parte da minha vida.

A regras humanas impostas pela Torre é um cranco na vida dos membros. Eles vão 'além das coisas escritas' e com isso formam um conceito de que a religião 'torredevigadastestemunhasdejeová' é DIFERENTE das demais.

Quando fiz alguns questionamentos a um ancião amigo sobre alguns ensinos, como por exemplo, aniversários e festas, qual foi a resposta (quando não se tem resposta): 'as testemunhasdejeová' são diferentes das outras religioões'.

Quer dizer é necessário ter uma máscara que diferencie dos outros. Mas, quando se olha a essência... é mais sujo e imundo do que o mais imundo e sujo das outras religiões pelo simples fato que sua opressão mais causa mais estragos aos membros, impoem um sacrifício, imolam as pessoas a um deus que se quer elas sabem qual é o nome correto e pensam que conhecem quais são seus desígnios.
"Se não está explicitamente indicado, está implicitamente excluído"
Avatar de usuário
gerom
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 8608
Data de registro: 28 Jul 2010 11:54
Localização: Balneário Camboriú
Localidade: Santa Catarina

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor Enfim_livre em 28 Abr 2012 15:32

"Tolhi meus desejos de forma louca e insana, pois tinha medo do pesado julgamento de Deus." Sempre me senti assim dentro dos muros da torre,infelizmente estas palavras "NÃO e MEDO" vão continuar a assombrar minha vida por alguns momentos ainda, mas o fato de ter quebrado estes grilhões me fez ter forças para continuar lutando para ter minha vida de volta , agora de maneira plena, sem desistir... :D3
Ainda bem que sempre existem outros dias. E outros sonhos. E outros risos.E outras pessoas.
Avatar de usuário
Enfim_livre
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 25
Data de registro: 16 Mar 2012 20:57

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor KOSTA em 28 Abr 2012 19:03

miguel arcanjo escreveu:
Desumanização "Cristã"?


O depoimento abaixo, não me pertence, ele é encontrado no site do ODRACIR
http://testemunha.orgfree.com/desumanizacao.htm

***Infelizmente, o texto nos remete a uma verdade estarrecedora sobre as Testemunhas de Jeová, um povo que está gradualmente perdendo seu caráter e senso Cristão.
Quem já não foi a um 'velório' e percebeu as Tjs, geralmente apáticas, com textos do evangelho de João sobre a ressureição, estão afiados, prontinhos para darem um típico consolo tj (testemunho) aos parentes do falecido(a)?

"Irmãos, não queremos que sejais ignorantes quanto aos que morrem, para que não estejais pesarosos como os demais que não têm esperança." (I Tessalonicenses 4: 13)

Essas palavras - proferidas há quase dois milênios pelo apóstolo Paulo - eram fonte de consolo e encorajamento aos cristãos abalados pela perda de um ente querido. A esperança do resgate de Cristo seria o refúgio de seus súditos.

Todavia, certos grupos religiosos, ao invés de verem nessa passagem bíblica o que ela, de fato, é - uma expressão de consolo - parecem considerá-la como mandamento.
O cristão verdadeiro, por esse entendimento, deveria mostrar-se firme como uma rocha, mesmo diante do falecimento do ser mais amado. Nada de choro desesperado ou de depressão.
A pessoa que se mostra muito abalada ou chorosa sob tais circunstâncias pode até ser vista por seus concrentes como "fraca na fé".
Contudo, ao invés de trazer real consolo, esta filosofia faz pesar sobre os ombros já combalidos daqueles que perdem um ente querido a responsabilidade adicional de parecerem "fortes" perante a igreja, sem dúvida uma pesada sobrecarga.
O resultado - seres humanos reprimidos em suas emoções, interpretando um 'papel' que não corresponde à realidade.
Pessoas que, por trás do rótulo de "cristãos", ocultam uma personalidade gradualmente desumanizada e uma mente judicial - tudo produto de um processo perene de doutrinação que parece enfatizar obras "organizacionais" meritórias muito mais do que a fé e o amor verdadeiros do primitivo cristianismo.

Muitos dentre as 'fileiras' das Testemunhas de Jeová têm se sentido exatamente assim.
Sentem que a religião, ao invés de tê-los tornado mais amáveis e sensíveis, mais sociáveis - ao contrário - endureceu-lhes a cerviz, fazendo com que desenvolvessem uma personalidade similar à dos antigos espartanos.
Essa estranha noção de misericórdia 'programada' tem abalado a consciência e até a saúde de pessoas de índole sensível.
Há pouco tempo, em nossa mail list, recebemos uma impressionante e comovente mensagem de uma dessas pessoas. Acompanhe seu notável depoimento:

Caros amigos,

Há duas semanas perdi meu tio, ele morreu. Em seu velório, eu lamentei muito sua morte, sentei e, após baixar a cabeça, chorei muito. Cheguei até a soluçar. Os dias que se passaram foram tristes e cinzentos. Fiquei bastante deprimido, senti que havia perdido alguém importante.

Talvez alguém diga:

- E o que há de extraordinário nisso? Sempre que perdemos alguém amado, choramos e lamentamos nossos mortos. O próprio Jesus Cristo lamentou a morte de seu mui amado amigo Lázaro. Não entendo o que há de original nisso.

Para ser franco, estou muito feliz de ter chorado e lamentado meu tio, pois essa foi a PRIMEIRA vez em toda a minha vida em que chorei a morte de um parente amado. E sabem por que foi a primeira vez ? Porque durante todo o período em que fui Testemunha de Jeová - isto aconteceu quando eu tinha apenas 13 anos - tive que aprender a "podar" meus sentimentos. Tive que aprender a não expressar sentimentos. Como?

Imagine se você fosse uma criança de 13 anos e um servo ministerial ou um ancião (pastor) lhe dissesse que você não poderia chorar por seus pais "mundanos" (descrentes) na hora do Armagedom ("fim do mundo") ou você seria destruído junto com eles.

Imagine se você fosse um jovem adolescente que precisasse sair, ter amigos e lhe dissessem que ter por amigos aqueles que não fossem Testemunhas de Jeová, mesmo tratando-se de parentes, isto lhe impediria de ter a salvação.

Imagine-se gostando de uma moça Testemunha de Jeová, como você, e ser impedido de namorá-la porque você é apenas um jovem de 15 anos e não tem idade para se casar.

Imagine-se feliz da vida por causa de algo bom que aconteceu e desejoso de dar um grande abraço naquela sua amiga tão amada, mas não fazê-lo porque isso é considerado tabu entre as Testemunhas de Jeová.

Imagine-se pregando de casa em casa e uma pessoa muito bondosa e educada não aceita sua religião porque ela já tem uma. E você tem que aceitar e se contentar com a "DESTRUIÇÃO" daquela pessoa porque sua religião é a única verdadeira na face da terra.

Imagine-se não participando em festas de aniversário, casamento, dia das mães, dia dos pais, junto de seus familiares e tendo que afogar todo o sentimento e desejo de estar junto daqueles a quem tanto amamos, pois, de outra forma, seremos destruídos por Deus.

Imagine tudo isso e você compreenderá porque estou feliz de ter chorado pela morte do meu tio.

Foram anos de terapia para me conscientizar de que minha depressão, síndrome do pânico e transtorno de ansiedade vinham do aprisionamento dos meus sentimentos. Aprisionamento incentivado pela religião a que eu pertencia.

A religião me fez ser uma pessoa dura, insensível, autojusta, sem amor e consideração pelo meu próximo.

Tolhi meus desejos de forma louca e insana, pois tinha medo do pesado julgamento de Deus.

Agora que abandonei a Sociedade Torre de Vigia, posso gritar de felicidade. Agora sou uma pessoa feliz. Continuo sendo cristão, creio em Deus e no sacrifício resgatador de Cristo. Espero um mundo melhor por parte do governo de Deus, embora não saiba exatamente como isso se dará e qual será a esperança de cada um.

Não sei exatamente para onde vou, mas sei exatamente para onde não quero voltar. Sei que eu era apenas, como disse Paulo, "um pedaço de latão que ressoa ou um címbalo que retine" - agora não sou mais. Tenho vida dentro de mim. Sou alguém que se conhece e reconhece. Não sou mais um molde programado por uma religião despótica, opressiva, coercitiva e ditatorial. E tudo isso ela faz em nome de Deus, em nome da "teocracia".

Sei que as programações da Sociedade Torre de Vigia são difíceis - mas não impossíveis - de desfazer. Eu consegui e muitos conseguirão também, como outros já conseguiram. Espero que aqueles que passaram pelo que passei possam chegar até onde cheguei e encontrar a "liberdade gloriosa dos filhos de Deus", pois nosso mestre disse:

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."


Atenciosamente,

Alex Tavares, ex-Servo Ministerial
Congregação Rio Branco - BH/MG



Os SS nazis eram treinados para não terem remorsos pelos que matavam a sangue frio... TUDO EM NOME DE UM IDEAL SUPERIOR...

Outros exemplos: Klax Klux Klan, Henry Hoover, e sinceramente, isto mete-me tanto nojo que de tanto refletir sobre este texto que li, vou parar porque mais um pouco e sentir-me-ei um MONSTRO! NÃO QUERO SER IGUAL A ELES, TJ FUNDAMENTALISTAS INCLUÍDO NO PACOTE :2
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 2502
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor KOSTA em 28 Abr 2012 19:12

erip escreveu:
Imagine se você fosse uma criança de 13 anos e um servo ministerial ou um ancião (pastor) lhe dissesse que você não poderia chorar por seus pais "mundanos" (descrentes) na hora do Armagedom ("fim do mundo") ou você seria destruído junto com eles.

Imagine se você fosse um jovem adolescente que precisasse sair, ter amigos e lhe dissessem que ter por amigos aqueles que não fossem Testemunhas de Jeová, mesmo tratando-se de parentes, isto lhe impediria de ter a salvação.

Imagine-se gostando de uma moça Testemunha de Jeová, como você, e ser impedido de namorá-la porque você é apenas um jovem de 15 anos e não tem idade para se casar.

Imagine-se feliz da vida por causa de algo bom que aconteceu e desejoso de dar um grande abraço naquela sua amiga tão amada, mas não fazê-lo porque isso é considerado tabu entre as Testemunhas de Jeová.

Imagine-se pregando de casa em casa e uma pessoa muito bondosa e educada não aceita sua religião porque ela já tem uma. E você tem que aceitar e se contentar com a "DESTRUIÇÃO" daquela pessoa porque sua religião é a única verdadeira na face da terra.

Imagine-se não participando em festas de aniversário, casamento, dia das mães, dia dos pais, junto de seus familiares e tendo que afogar todo o sentimento e desejo de estar junto daqueles a quem tanto amamos, pois, de outra forma, seremos destruídos por Deus.

Imagine tudo isso e você compreenderá porque estou feliz de ter chorado pela morte do meu tio.



Resumindo :

ESSA SEITA É UM TERROR PSICOLÓGICO




Deixe pra lá... muitas das outras religioes também não são melhores. Déem o dízimo e conquistem o céu... CAMBADA DE PORCOS m:4
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 2502
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor gerom em 29 Abr 2012 09:25

Enfim_livre escreveu:"Tolhi meus desejos de forma louca e insana, pois tinha medo do pesado julgamento de Deus." Sempre me senti assim dentro dos muros da torre,infelizmente estas palavras "NÃO e MEDO" vão continuar a assombrar minha vida por alguns momentos ainda, mas o fato de ter quebrado estes grilhões me fez ter forças para continuar lutando para ter minha vida de volta , agora de maneira plena, sem desistir... :D3


Isso é o que chamamos aqui no fórum de "sequelas". A melhor coisa é dar tempo ao tempo para que as sequelas se reduzam bastante. Mas... realmente, os fantasmas nos acompanham por muito tempo.
"Se não está explicitamente indicado, está implicitamente excluído"
Avatar de usuário
gerom
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 8608
Data de registro: 28 Jul 2010 11:54
Localização: Balneário Camboriú
Localidade: Santa Catarina

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor miguel arcanjo em 01 Jan 2013 11:06

Up!
Avatar de usuário
miguel arcanjo
Forista
Forista
 
Mensagens: 1103
Data de registro: 23 Jan 2012 22:03
Localização: M A T R I X
Localidade: Não quero responder

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor Manuel Oliver em 23 Fev 2014 23:37

Parabéns pelo tópico.
Avatar de usuário
Manuel Oliver
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 2041
Data de registro: 28 Ago 2012 04:58
Localidade: Não quero responder

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor TH!AGO em 17 Jun 2017 21:27

miguel arcanjo escreveu:
Desumanização "Cristã"?


O depoimento abaixo, não me pertence, ele é encontrado no site do ODRACIR
http://testemunha.orgfree.com/desumanizacao.htm

***Infelizmente, o texto nos remete a uma verdade estarrecedora sobre as Testemunhas de Jeová, um povo que está gradualmente perdendo seu caráter e senso Cristão.
Quem já não foi a um 'velório' e percebeu as Tjs, geralmente apáticas, com textos do evangelho de João sobre a ressureição, estão afiados, prontinhos para darem um típico consolo tj (testemunho) aos parentes do falecido(a)?

"Irmãos, não queremos que sejais ignorantes quanto aos que morrem, para que não estejais pesarosos como os demais que não têm esperança." (I Tessalonicenses 4: 13)

Essas palavras - proferidas há quase dois milênios pelo apóstolo Paulo - eram fonte de consolo e encorajamento aos cristãos abalados pela perda de um ente querido. A esperança do resgate de Cristo seria o refúgio de seus súditos.

Todavia, certos grupos religiosos, ao invés de verem nessa passagem bíblica o que ela, de fato, é - uma expressão de consolo - parecem considerá-la como mandamento.
O cristão verdadeiro, por esse entendimento, deveria mostrar-se firme como uma rocha, mesmo diante do falecimento do ser mais amado. Nada de choro desesperado ou de depressão.
A pessoa que se mostra muito abalada ou chorosa sob tais circunstâncias pode até ser vista por seus concrentes como "fraca na fé".
Contudo, ao invés de trazer real consolo, esta filosofia faz pesar sobre os ombros já combalidos daqueles que perdem um ente querido a responsabilidade adicional de parecerem "fortes" perante a igreja, sem dúvida uma pesada sobrecarga.
O resultado - seres humanos reprimidos em suas emoções, interpretando um 'papel' que não corresponde à realidade.
Pessoas que, por trás do rótulo de "cristãos", ocultam uma personalidade gradualmente desumanizada e uma mente judicial - tudo produto de um processo perene de doutrinação que parece enfatizar obras "organizacionais" meritórias muito mais do que a fé e o amor verdadeiros do primitivo cristianismo.

Muitos dentre as 'fileiras' das Testemunhas de Jeová têm se sentido exatamente assim.
Sentem que a religião, ao invés de tê-los tornado mais amáveis e sensíveis, mais sociáveis - ao contrário - endureceu-lhes a cerviz, fazendo com que desenvolvessem uma personalidade similar à dos antigos espartanos.
Essa estranha noção de misericórdia 'programada' tem abalado a consciência e até a saúde de pessoas de índole sensível.
Há pouco tempo, em nossa mail list, recebemos uma impressionante e comovente mensagem de uma dessas pessoas. Acompanhe seu notável depoimento:

Caros amigos,

Há duas semanas perdi meu tio, ele morreu. Em seu velório, eu lamentei muito sua morte, sentei e, após baixar a cabeça, chorei muito. Cheguei até a soluçar. Os dias que se passaram foram tristes e cinzentos. Fiquei bastante deprimido, senti que havia perdido alguém importante.

Talvez alguém diga:

- E o que há de extraordinário nisso? Sempre que perdemos alguém amado, choramos e lamentamos nossos mortos. O próprio Jesus Cristo lamentou a morte de seu mui amado amigo Lázaro. Não entendo o que há de original nisso.

Para ser franco, estou muito feliz de ter chorado e lamentado meu tio, pois essa foi a PRIMEIRA vez em toda a minha vida em que chorei a morte de um parente amado. E sabem por que foi a primeira vez ? Porque durante todo o período em que fui Testemunha de Jeová - isto aconteceu quando eu tinha apenas 13 anos - tive que aprender a "podar" meus sentimentos. Tive que aprender a não expressar sentimentos. Como?

Imagine se você fosse uma criança de 13 anos e um servo ministerial ou um ancião (pastor) lhe dissesse que você não poderia chorar por seus pais "mundanos" (descrentes) na hora do Armagedom ("fim do mundo") ou você seria destruído junto com eles.

Imagine se você fosse um jovem adolescente que precisasse sair, ter amigos e lhe dissessem que ter por amigos aqueles que não fossem Testemunhas de Jeová, mesmo tratando-se de parentes, isto lhe impediria de ter a salvação.

Imagine-se gostando de uma moça Testemunha de Jeová, como você, e ser impedido de namorá-la porque você é apenas um jovem de 15 anos e não tem idade para se casar.

Imagine-se feliz da vida por causa de algo bom que aconteceu e desejoso de dar um grande abraço naquela sua amiga tão amada, mas não fazê-lo porque isso é considerado tabu entre as Testemunhas de Jeová.

Imagine-se pregando de casa em casa e uma pessoa muito bondosa e educada não aceita sua religião porque ela já tem uma. E você tem que aceitar e se contentar com a "DESTRUIÇÃO" daquela pessoa porque sua religião é a única verdadeira na face da terra.

Imagine-se não participando em festas de aniversário, casamento, dia das mães, dia dos pais, junto de seus familiares e tendo que afogar todo o sentimento e desejo de estar junto daqueles a quem tanto amamos, pois, de outra forma, seremos destruídos por Deus.

Imagine tudo isso e você compreenderá porque estou feliz de ter chorado pela morte do meu tio.

Foram anos de terapia para me conscientizar de que minha depressão, síndrome do pânico e transtorno de ansiedade vinham do aprisionamento dos meus sentimentos. Aprisionamento incentivado pela religião a que eu pertencia.

A religião me fez ser uma pessoa dura, insensível, autojusta, sem amor e consideração pelo meu próximo.

Tolhi meus desejos de forma louca e insana, pois tinha medo do pesado julgamento de Deus.

Agora que abandonei a Sociedade Torre de Vigia, posso gritar de felicidade. Agora sou uma pessoa feliz. Continuo sendo cristão, creio em Deus e no sacrifício resgatador de Cristo. Espero um mundo melhor por parte do governo de Deus, embora não saiba exatamente como isso se dará e qual será a esperança de cada um.

Não sei exatamente para onde vou, mas sei exatamente para onde não quero voltar. Sei que eu era apenas, como disse Paulo, "um pedaço de latão que ressoa ou um címbalo que retine" - agora não sou mais. Tenho vida dentro de mim. Sou alguém que se conhece e reconhece. Não sou mais um molde programado por uma religião despótica, opressiva, coercitiva e ditatorial. E tudo isso ela faz em nome de Deus, em nome da "teocracia".

Sei que as programações da Sociedade Torre de Vigia são difíceis - mas não impossíveis - de desfazer. Eu consegui e muitos conseguirão também, como outros já conseguiram. Espero que aqueles que passaram pelo que passei possam chegar até onde cheguei e encontrar a "liberdade gloriosa dos filhos de Deus", pois nosso mestre disse:

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."


Atenciosamente,

Alex Tavares, ex-Servo Ministerial
Congregação Rio Branco - BH/MG


Eu uso muito da minha experiencia pra falar aqui, e simplesmente me identifiquei com este email.
Quando meu avô materno morreu, minha mãe teve uma crise depressiva terrível. Ficou muito abalada e tal....e eh natural que ela ficasse chorando por alguns dias.

Ainda na primeira semana, ja irritado pq minha mãe estava sempre aos prantos com saudades do pai, meu pai solta: 'Parece que não acredita na ressurreição! Cuidado pra não fazer os irmãos tropeçarem!

Lembro disso com um ódio terrível! Affff....
__________________________________________________________
There is no love without freedom
Avatar de usuário
TH!AGO
Novo (a) Forista
Novo (a) Forista
 
Mensagens: 36
Data de registro: 23 Mai 2017 09:35
Localidade: Pernambuco

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor Girlboss2 em 18 Jun 2017 00:34

No velório de uma pessoa muito querida, e que foi muito especial pra mim. Uma "irmã" se aproximou e disse que eu não precisava chorar, que eu tivesse fé, e continuasse fiel que encontraria a pessoa no paraíso.

Só depois de alguns dias lembrei do que essa "irmã" falou, e fiquei pensando como pode ter dito isso, ela sabia que eu estava sofrendo, estava de luto. Eu precisava chorar naquele momento. Mais ela e outros que tentaram me "consolar" não respeitaram minha dor e não foram amorosos. Só mandaram continuar leal, e confiar que Jeová não esquece de quem morreu. :sa8:
De todas as direções
"certas" na vida,
"seguir em frente" é o que nos leva mais longe.
Girlboss2
Forista
Forista
 
Mensagens: 184
Data de registro: 26 Mar 2017 22:33
Localidade: Não quero responder

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor expat em 18 Jun 2017 13:52

Respeito todas as religiões e quem decide seguir qualquer caminho, mas tenho em meu conceito que nenhuma delas vale para nada. Mesmo assim existem umas melhorzinhas e outras piores. Mas quanto às tj é o típico caso de lobo em pele de cordeiro. Eles não respeitam nem mesmo o momento mais doloroso que alguém pode vivenciar, que é a morte de uma pessoa querida. Eu vivi isso e posso dizer que não tive qualquer apoio ou palavra de consolo.
Principalmente pelo fato de o falecido não ser tj. Para eles foi como se meu pet tivesse morrido, tamanha a frieza com que fui tratado por 99% dos 'irmãos'.
Na vida, não existe nada a temer, mas a entender (Marie Curie)
expat
Forista
Forista
 
Mensagens: 148
Data de registro: 16 Jun 2016 21:05
Localidade: Não quero responder

Re: TJs e a "Desumanização Crista"

Nova mensagempor kooboo em 18 Jun 2017 21:48

Que relato!
Depois de ler isso fiquei um longo tempo em quanta coisa aconteceu comigo, toda a transformação que tive, me tornando mais humano, solidário, consciente... depois de sair da Torre.
A gente cresce. Passa a olhar o mundo e as pessoas com outros olhos. Não é mais "nós" e "eles" - Sendo "nós" os justos, os salvos, escolhidos, os que sabem a verdade, os verdadeiros cristãos - e "eles" sendo os mundanos, os que morrerão, os cegos...
Agora somos todos humanos. Tem gente boa, tem gente ruim, gente solidária e gente que não está nem aí, mas somos todos humanos, todos em busca de ser felizes.
É bom ser humano. É bom ser igual. É bom não ser 'escolhido'. É bom ser livre.
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11676
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais

Próximo

Retornar para Depoimentos

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Debora, Ermioni, lobo guará, Mind Games, Paulo Mendes, Sra Winchester e 56 visitantes