A justiça de Jeová : Crenças, Doutrinas e História - Page 2
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


A justiça de Jeová

Debates e discussões acerca das crenças, doutrinas e a história das Testemunhas de Jeová.

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor BrunoBernardes em 26 Ago 2017 11:28

Convenhamos...

Se esta na bíblia é bíblico e a bíblia bíblicamente é o relato fiel e incontestável do que bíblicamente aconteceu.

Quer prova maior que isso?

Meu pai fuzilou minha família e amigos...

Meu pai é o exemplo de amor vocês não acham!?
Resposta padrão para agradar a todos: "Tavez" sim "talvez" não.
O que esta oculto cria um certo interesse, o que é revelado apaga o brilho.
Não me iludo, tudo permanecerá do jeito que tem sido (Gilberto Gil ).
Avatar de usuário
BrunoBernardes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 1704
Data de registro: 29 Jul 2016 17:21
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor kooboo em 26 Ago 2017 11:38

OliverQueen escreveu:
Oliver Queen escreveu:ADVERTÊNCIA: Antes de iniciar a leitura informo que ela poderá fazer alguns se engasgarem com a pizza de sexta.

Eu avisei!
:6


Toda religião diz que o deus do VT é bom. A Torre então, nem se compara. É Jeovazito pra cá, Jeovazito pra lá. Ele é bom, ele é isso, ele é aquilo. Citam textos lindos que mostram que esse deus com síndrome de traficante de morro que afirma que gosta de sua comunidade, mas se vacilar o pipoco come! - parece a última palavra em amor e altruísmo.

Quando eu era uma pessoa de mentalidade religiosa, a forma de Jeová agir não me incomodava. Meu cérebro me dizia que Deus tinha de punir homens maus e perversos. Se estavam sendo mortos por Deus é porque mereciam. Eu não sentia qualquer emoção parecida com pena. Tudo que eu queria era "aprender de seus exemplos". Jeová tinha muitos bons motivos para se irar:

1 - No dilúvio, nefilins estavam sobre a terra e ela tinha ficado insuportável;

2 - Os cananeus eram pagãos, não queriam saber de Jeová e ainda maltratavam seu povo "santo". E Jeová, como criador da Terra inteira tinha direito de se tomar a parte que ele quisesse para dar aos seus servos;

3 - Achava espetacular a forma de Jeová fazer prevalecer o nome dele quando, por exemplo, eliminou aqueles 400 profetas de Baal.


Será mesmo que eram bons motivos? O outro lado:

Eu fiz o que mandaram fazer: Li a giBíblia. E aí vi coisas que me fizeram perguntar: E se? Essa pergunta é um problema. Ela abre algumas caixas de pandora. E como toda caixa de pandora, uma vez abertas, estas também não podem mais ser fechadas.

Primeira caixa de pandora: Deus matou muita gente

É claro que Deus, para proteger pessoas justas, tenha que fazer algo. Matar? E se, ao invés de recorrer a violência, Jeová fizesse um de seus anjos poderosos, aparecer a um povo antigo, por exemplo? Se os fizessem ter algum sinal de sua divindade? Um sinal inquestionável, é claro! Para o todo poderoso, Jeovázito, isso seria fácil. Humanos geralmente matam em três situações: (1) Para se defenderem. (2) Para roubarem algo. (3) Para se vingarem. Parece que em todos os casos em que Jeová matou na Bíblia, foi pelo terceiro motivo. Vingança!

Segunda caixa de pandora: Deus não só matou como sempre o fez com requintes de crueldade

E se Jeová realmente tivesse que matar? Não deveria ser sem crueldade? O Deus de amor? O que a Bíblia revela de Jeová nesse respeito faz qualquer assassino parecer misericordioso.:

Dilúvio: Deus tinha um problema: Nefilins encheram a terra de violência. E como ele resolve? Com mais violência! E uma violência inimaginavelmente maior do que aquela que havia na Terra. Gênesis 7:21-23 relata a extensão da matança: Morreram todas as criaturas. Todos os animais, até as pequenas criaturas. E, claro, toda a humanidade. O que incluiu mulheres, crianças, idosos. Tudo morreu. Considerando que seja verdade, algo horrendo, catastrófico e muito traumático para os pouquíssimos sobreviventes. Não é à toa que uma das primeiras coisas que o velho Noé aparentemente fez foi plantar um vinhedo e encher a cara!

O Censo de Davi: Um dos mistérios mais controversos, pois muitos divergem sobre quem mandou Davi fazer o Censo (II Samuel 24:1 diz que foi Jeová enquanto I Crônicas 21:1 diz que foi Satanás. Eu aposto no Jeovazito!). O fato é que Jeová usou a situação como desculpa para extravasar suas emoções fazendo com que Davi escolhesse um castigo dentre três. Davi, claro, escolheu que Jeová punisse o povo inocente e, com isso, 70.000 pessoas foram mortas, conforme o texto de 2 Samuel 24:15-17 relata:

2 Samuel 24: 15 Então Jeová enviou uma peste+ sobre Israel, desde a manhã até o tempo determinado, de modo que 70.000 pessoas morreram, de Dã a Berseba.+ 16 Quando o anjo estendeu a mão para destruir Jerusalém, Jeová lamentou a* calamidade+e disse ao anjo que causava a destruição entre o povo: “Já chega! Abaixe a mão.” O anjo de Jeová estava perto da eira de Araúna,+o jebuseu.+17 Ao ver o anjo que golpeava o povo, Davi disse a Jeová: “Fui eu que pequei, eu que cometi esse erro. Mas o que fizeram estas ovelhas?+ Por favor, que a tua mão venha sobre mim e sobre a casa do meu pai.”+


Interessante é que como qualquer marido violento e sequelado, a bíblia diz que ele lamentou. Mas aí... já era tarde. A merda tava feita, né?

Amalequitas: A Torre gosta de mostrar Jeová ferindo gente má. Nas ilustrações dos amalequitas não é diferente. Todos são maus. Veja em 1 Samuel 15:3 a idade dessas pessoas más:

Não os poupe;* mate homens e mulheres, crianças e bebês, bois e ovelhas, camelos e jumentos.


Sim, Jeová mata bebês! Segundo ele, eram pessoas muito ruins, que sua justiça exigia a morte.

O filho de Davi com Bate-seba: Jeová perdoou a esposa de Urias. E perdoou o pecado de Davi, que foi muito além de levar uma mulher casada pra cama. Ele tramou e mandou executar o marido dela. Mas esse deus sedento de sangue, não ia deixar passar barato. Alguém teria que pagar. E quem Jeová escolheu para punir? O filho recém nascido de Davi. Se acha que ele matou o menino, acertou. Mas se pensa que foi de forma rápida, é porque você ainda não entendeu o quanto esse Deus é sádico. O pobre bebê agonizou uma semana inteira:

2 Samuel 12:15-18: E Jeová golpeou o filho que a esposa de Urias tinha dado a Davi, e ele ficou doente. 16 Davi suplicou ao verdadeiro Deus a favor do menino e fez um jejum rigoroso. Davi entrava no seu quarto e passava a noite deitado no chão.+ 17 Os anciãos da sua casa ficavam junto dele e tentavam fazê-lo se levantar do chão, mas ele se recusava e não queria comer com eles. 18 No sétimo dia, o menino morreu.

Sem comentários...


Depois de ler e meditar nesses textos, vemos o que a giBíblia realmente quer dizer com a expressão Temer a Jeová! A Torre também gosta de dizer que é qualquer outra coisa menos cagaço, pavor mórbido. Mas os textos estão aí.

Outro ponto é que qualquer alegação de que ele tinha bons motivos para punir com a morte, caem por terra, quando estas sentenças são acompanhadas de tortura perversa e sem sentido.

Conclusão: Ou adora esse deus mimado, ou ele vai matar você, sua esposa e seu filho numa condição sádica de tortura.

:10

Para pensar.


A Justiça de Deus poderia ser aceitável lá naqueles tempos.
Deus queria dar o recado "eu fiz o mundo, eu sou poderoso, eu mato e mando matar quem discordar de mim". Hoje isso parece mais o recado de um coronelzão, alguém que se dispõe a dizer "A lei sou eu".
PORÉM... os homens criaram leis. Leis que dizem que matar é errado, que escravizar é errado, que tomar civis como espólio de guerra é errado...

Hoje, ninguém veria com bons olhos uma pessoa que matasse uma criança por causa dos erros dos pais. Isso seria selvagem, brutal, insano, fora das proporções. Mas, e se a pessoa que matasse tal criança pelos erros dos pais fosse "Deus"?
"Ah, então tá certo! Aí pode!"
Creio que pelas próprias regras divinas, Deus estaria errado! Pois não se pode punir um inocente pelo erro dos pais.
... E nós somos humanos e podemos desaprovar a tal ação divina - E se ele quiser e não curtir meu dislike para ele, pode mandar um raio na minha cabeça.
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11768
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor OliverQueen em 26 Ago 2017 11:40

kooboo escreveu:A Justiça de Deus poderia ser aceitável lá naqueles tempos.
Deus queria dar o recado "eu fiz o mundo, eu sou poderoso, eu mato e mando matar quem discordar de mim". Hoje isso parece mais o recado de um coronelzão, alguém que se dispõe a dizer "A lei sou eu".
PORÉM... os homens criaram leis. Leis que dizem que matar é errado, que escravizar é errado, que tomar civis como espólio de guerra é errado...

Hoje, ninguém veria com bons olhos uma pessoa que matasse uma criança por causa dos erros dos pais. Isso seria selvagem, brutal, insano, fora das proporções. Mas, e se a pessoa que matasse tal criança pelos erros dos pais fosse "Deus"?
"Ah, então tá certo! Aí pode!"
Creio que pelas próprias regras divinas, Deus estaria errado! Pois não se pode punir um inocente pelo erro dos pais.
... E nós somos humanos e podemos desaprovar a tal ação divina - E se ele quiser e não curtir meu dislike para ele, pode mandar um raio na minha cabeça.


:1 :1 :1 :1 :1

Relaxa, Kooboo. Eu só expus os pecados e as maldades do Jeovazito e não do Thor!
"A única razão [pela qual] você diz que eu estou na escuridão como um apóstata, é porque eu não sigo a sua marca [mentirosa], nunca mais. [Simples assim!]"
Avatar de usuário
OliverQueen
Forista
Forista
 
Mensagens: 216
Data de registro: 25 Ago 2016 21:46
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor kooboo em 26 Ago 2017 11:43

OliverQueen escreveu:
kooboo escreveu:A Justiça de Deus poderia ser aceitável lá naqueles tempos.
Deus queria dar o recado "eu fiz o mundo, eu sou poderoso, eu mato e mando matar quem discordar de mim". Hoje isso parece mais o recado de um coronelzão, alguém que se dispõe a dizer "A lei sou eu".
PORÉM... os homens criaram leis. Leis que dizem que matar é errado, que escravizar é errado, que tomar civis como espólio de guerra é errado...

Hoje, ninguém veria com bons olhos uma pessoa que matasse uma criança por causa dos erros dos pais. Isso seria selvagem, brutal, insano, fora das proporções. Mas, e se a pessoa que matasse tal criança pelos erros dos pais fosse "Deus"?
"Ah, então tá certo! Aí pode!"
Creio que pelas próprias regras divinas, Deus estaria errado! Pois não se pode punir um inocente pelo erro dos pais.
... E nós somos humanos e podemos desaprovar a tal ação divina - E se ele quiser e não curtir meu dislike para ele, pode mandar um raio na minha cabeça.


:1 :1 :1 :1 :1

Relaxa, Kooboo. Eu só expus os pecados e as maldades do Jeovazito e não do Thor!


Thor mandaria um martelo na minha cabeça.
Zeus mandaria um raio.
Jeová mandaria lepra na minha testa.
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11768
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor KOSTA em 26 Ago 2017 11:45

Desculpem mas esta campanha anti Jeová nao faz efeito nenhum


A AT não é Jeová e muito menos a Organização o é.

Pelo contrario.

A luta é contra a Torre. Mantenham o foco.
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 2722
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor OliverQueen em 26 Ago 2017 11:46

kooboo escreveu:
OliverQueen escreveu:
kooboo escreveu:A Justiça de Deus poderia ser aceitável lá naqueles tempos.
Deus queria dar o recado "eu fiz o mundo, eu sou poderoso, eu mato e mando matar quem discordar de mim". Hoje isso parece mais o recado de um coronelzão, alguém que se dispõe a dizer "A lei sou eu".
PORÉM... os homens criaram leis. Leis que dizem que matar é errado, que escravizar é errado, que tomar civis como espólio de guerra é errado...

Hoje, ninguém veria com bons olhos uma pessoa que matasse uma criança por causa dos erros dos pais. Isso seria selvagem, brutal, insano, fora das proporções. Mas, e se a pessoa que matasse tal criança pelos erros dos pais fosse "Deus"?
"Ah, então tá certo! Aí pode!"
Creio que pelas próprias regras divinas, Deus estaria errado! Pois não se pode punir um inocente pelo erro dos pais.
... E nós somos humanos e podemos desaprovar a tal ação divina - E se ele quiser e não curtir meu dislike para ele, pode mandar um raio na minha cabeça.


:1 :1 :1 :1 :1

Relaxa, Kooboo. Eu só expus os pecados e as maldades do Jeovazito e não do Thor!


Thor mandaria um martelo na minha cabeça.
Zeus mandaria um raio.
Jeová mandaria lepra na minha testa.



Teriam outras formas também:

Poderia te afogar ou mandar alguém te transpassar com uma espada. Quem sabe fazer chover fogo do céu. Ou um anjo poderia ficar no caminho entre sua casa e seu trabalho com uma espada flamejante só esperando você passar. Nesse caso, como seu carro não seria um jumento e não o perceberia, você estaria enrolado.
"A única razão [pela qual] você diz que eu estou na escuridão como um apóstata, é porque eu não sigo a sua marca [mentirosa], nunca mais. [Simples assim!]"
Avatar de usuário
OliverQueen
Forista
Forista
 
Mensagens: 216
Data de registro: 25 Ago 2016 21:46
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor BrunoBernardes em 26 Ago 2017 12:00

TZJ = E assim nasceu a nova trindade.

Calma, esta mais para Trio Parada Dura.
Resposta padrão para agradar a todos: "Tavez" sim "talvez" não.
O que esta oculto cria um certo interesse, o que é revelado apaga o brilho.
Não me iludo, tudo permanecerá do jeito que tem sido (Gilberto Gil ).
Avatar de usuário
BrunoBernardes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 1704
Data de registro: 29 Jul 2016 17:21
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor kooboo em 26 Ago 2017 12:19

KOSTA escreveu:Desculpem mas esta campanha anti Jeová nao faz efeito nenhum


A AT não é Jeová e muito menos a Organização o é.

Pelo contrario.

A luta é contra a Torre. Mantenham o foco.


Depende do ponto de vista.
A torre usa destes exemplos bíblicos para enaltecer Jeová e seus atributos - Poder, Justiça, Sabedoria e Amor.
Usa destes mesmos argumentos bíblicos para manter seu povo nas rédeas - Se você não obedecer a Jeová, olha o que pode acontecer!

Pense numa situação moderna - Um conjuge trai o outro e tem um filho dessa relação. O filho adoece e morre. Os demais membros da congregação poderão ver nisso que Jeová agiu, pois o precedente do filho morrer é bíblico, e que agora os pais da criança que agonizou e morreu devem permanecer fiéis a Jeová.

Porém, se a pessoa pensar um pouco fora da caixa, poderá ver que estes argumentos são fracos, e que tal personalidade não condiz com um deus a ser adorado.

Temos uma luta contra a torre e isso pode envolver a forma como ela apresenta o seu deus. Mas o principal foco é acolher a quem quer sair.
E claro, ajudar essa pessoa a não temer personagens fictícios.
[]'s
kooboo

Imagem
Avatar de usuário
kooboo
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 11768
Data de registro: 01 Nov 2008 13:22
Localidade: Minas Gerais

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor Agnostico Reverente em 26 Ago 2017 17:14

Urim&Tumim escreveu:Parabéns pelo tópico Oliver.

Nada do que foi dito aqui é novidade para quem lê e pesquisa o que está escrito na Bíblia. O que a torre muitas vezes faz é acrescentar suposições que não estão escritas de forma a justificar ações injustificáveis. Muitas vezes líamos o que queríamos que estivesse escrito e não o que de fato estava registrado.



Excelente tópico mesmo Oliver. Gosto do seu jeito direto e irreverente de dizer as coisas, mesmo que meu jeito seja diferente. Óbvio que estamos tratando aqui da visão que OS JUDEUS tinham de Deus e registraram nas escrituras. A partir daí, a única maneira de defender Deus e a própria Bíblia, é reconhecendo a Bíblia pelo que ela realmente é: um produto humano, do seu tempo, daquela cultura. Insistir na inerrância biblica à moda protestante e Torreana, como alguns tentarão certamente fazer ainda nesse teu tópico é um tiro no pé: defendendo o indefensável. Pretendo ainda essa semana abrir um tópico específico sobre maneiras diferentes de encarar a Bíblia.
Avatar de usuário
Agnostico Reverente
Forista
Forista
 
Mensagens: 312
Data de registro: 19 Ago 2016 17:08
Localidade: São Paulo

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor OliverQueen em 26 Ago 2017 17:28

Agnostico Reverente escreveu:
Urim&Tumim escreveu:Parabéns pelo tópico Oliver.

Nada do que foi dito aqui é novidade para quem lê e pesquisa o que está escrito na Bíblia. O que a torre muitas vezes faz é acrescentar suposições que não estão escritas de forma a justificar ações injustificáveis. Muitas vezes líamos o que queríamos que estivesse escrito e não o que de fato estava registrado.



Excelente tópico mesmo Oliver. Gosto do seu jeito direto e irreverente de dizer as coisas, mesmo que meu jeito seja diferente. Óbvio que estamos tratando aqui da visão que OS JUDEUS tinham de Deus e registraram nas escrituras. A partir daí, a única maneira de defender Deus e a própria Bíblia, é reconhecendo a Bíblia pelo que ela realmente é: um produto humano, do seu tempo, daquela cultura. Insistir na inerrância biblica à moda protestante e Torreana, como alguns tentarão certamente fazer ainda nesse teu tópico é um tiro no pé: defendendo o indefensável. Pretendo ainda essa semana abrir um tópico específico sobre maneiras diferentes de encarar a Bíblia.


Obrigado. Vou aguardar seu tópico.
:D1
"A única razão [pela qual] você diz que eu estou na escuridão como um apóstata, é porque eu não sigo a sua marca [mentirosa], nunca mais. [Simples assim!]"
Avatar de usuário
OliverQueen
Forista
Forista
 
Mensagens: 216
Data de registro: 25 Ago 2016 21:46
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor BrunoBernardes em 26 Ago 2017 17:37

Outro dia me peguei filosofando com um amigo gaúcho, como meus pais eram do norte o resultado foi a mais pura reflexão filosófica já narrada no campo filosófico.

Segue o texto na intrega.

Meu amigo me perguntou: Bá você acredita em Jah?

Eu disse: Eu não acredito em Jah Bá, más adoro um JahBá.

Putz, essa foi muito fraca. :lol:
Resposta padrão para agradar a todos: "Tavez" sim "talvez" não.
O que esta oculto cria um certo interesse, o que é revelado apaga o brilho.
Não me iludo, tudo permanecerá do jeito que tem sido (Gilberto Gil ).
Avatar de usuário
BrunoBernardes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 1704
Data de registro: 29 Jul 2016 17:21
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor Arlequina em 26 Ago 2017 20:06

Agnostico Reverente escreveu:
Urim&Tumim escreveu:Parabéns pelo tópico Oliver.

Nada do que foi dito aqui é novidade para quem lê e pesquisa o que está escrito na Bíblia. O que a torre muitas vezes faz é acrescentar suposições que não estão escritas de forma a justificar ações injustificáveis. Muitas vezes líamos o que queríamos que estivesse escrito e não o que de fato estava registrado.



Excelente tópico mesmo Oliver. Gosto do seu jeito direto e irreverente de dizer as coisas, mesmo que meu jeito seja diferente. Óbvio que estamos tratando aqui da visão que OS JUDEUS tinham de Deus e registraram nas escrituras. A partir daí, a única maneira de defender Deus e a própria Bíblia, é reconhecendo a Bíblia pelo que ela realmente é: um produto humano, do seu tempo, daquela cultura. Insistir na inerrância biblica à moda protestante e Torreana, como alguns tentarão certamente fazer ainda nesse teu tópico é um tiro no pé: defendendo o indefensável. Pretendo ainda essa semana abrir um tópico específico sobre maneiras diferentes de encarar a Bíblia.


Não encontraria palavras melhores.
Penso exatamente assim.
Atribuir a Deus todas as ações boas ou más que estão na Bíblia, não quer dizer que Deus realmente tenha feito.
Apenas que homens creditaram à ele alguns acontecimentos ou quiseram validar suas próprias ações dizendo que foi Deus quem orientou ou mandou.
Enfim, esta é a minha verdade sobre o assunto.
A tradição de todas as gerações mortas oprime como um pesadelo o cérebro dos vivos.
-MARX
Avatar de usuário
Arlequina
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 771
Data de registro: 03 Jan 2017 12:34
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor BrunoBernardes em 26 Ago 2017 21:10

Resumindo...

Deus é um ciclo natural sob intervenção humana.

É como uma base para tinta incolor e que cada um acrescenta uma cor.

Sabemos dessas injustiças que para os dias de hoje estão claras.

Como entender um deus partindo do zero nos dias de hoje, se uma das fontes se apresenta alterada?
Resposta padrão para agradar a todos: "Tavez" sim "talvez" não.
O que esta oculto cria um certo interesse, o que é revelado apaga o brilho.
Não me iludo, tudo permanecerá do jeito que tem sido (Gilberto Gil ).
Avatar de usuário
BrunoBernardes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 1704
Data de registro: 29 Jul 2016 17:21
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor BrunoBernardes em 26 Ago 2017 23:28

OliverQueen escreveu:
Oliver Queen escreveu:ADVERTÊNCIA: Antes de iniciar a leitura informo que ela poderá fazer alguns se engasgarem com a pizza de sexta.

Eu avisei!
:6


Toda religião diz que o deus do VT é bom. A Torre então, nem se compara. É Jeovazito pra cá, Jeovazito pra lá. Ele é bom, ele é isso, ele é aquilo. Citam textos lindos que mostram que esse deus com síndrome de traficante de morro que afirma que gosta de sua comunidade, mas se vacilar o pipoco come! - parece a última palavra em amor e altruísmo.

Quando eu era uma pessoa de mentalidade religiosa, a forma de Jeová agir não me incomodava. Meu cérebro me dizia que Deus tinha de punir homens maus e perversos. Se estavam sendo mortos por Deus é porque mereciam. Eu não sentia qualquer emoção parecida com pena. Tudo que eu queria era "aprender de seus exemplos". Jeová tinha muitos bons motivos para se irar:

1 - No dilúvio, nefilins estavam sobre a terra e ela tinha ficado insuportável;

2 - Os cananeus eram pagãos, não queriam saber de Jeová e ainda maltratavam seu povo "santo". E Jeová, como criador da Terra inteira tinha direito de se tomar a parte que ele quisesse para dar aos seus servos;

3 - Achava espetacular a forma de Jeová fazer prevalecer o nome dele quando, por exemplo, eliminou aqueles 400 profetas de Baal.


Será mesmo que eram bons motivos? O outro lado:

Eu fiz o que mandaram fazer: Li a giBíblia. E aí vi coisas que me fizeram perguntar: E se? Essa pergunta é um problema. Ela abre algumas caixas de pandora. E como toda caixa de pandora, uma vez abertas, estas também não podem mais ser fechadas.

Primeira caixa de pandora: Deus matou muita gente

É claro que Deus, para proteger pessoas justas, tenha que fazer algo. Matar? E se, ao invés de recorrer a violência, Jeová fizesse um de seus anjos poderosos, aparecer a um povo antigo, por exemplo? Se os fizessem ter algum sinal de sua divindade? Um sinal inquestionável, é claro! Para o todo poderoso, Jeovázito, isso seria fácil. Humanos geralmente matam em três situações: (1) Para se defenderem. (2) Para roubarem algo. (3) Para se vingarem. Parece que em todos os casos em que Jeová matou na Bíblia, foi pelo terceiro motivo. Vingança!

Segunda caixa de pandora: Deus não só matou como sempre o fez com requintes de crueldade

E se Jeová realmente tivesse que matar? Não deveria ser sem crueldade? O Deus de amor? O que a Bíblia revela de Jeová nesse respeito faz qualquer assassino parecer misericordioso.:

Dilúvio: Deus tinha um problema: Nefilins encheram a terra de violência. E como ele resolve? Com mais violência! E uma violência inimaginavelmente maior do que aquela que havia na Terra. Gênesis 7:21-23 relata a extensão da matança: Morreram todas as criaturas. Todos os animais, até as pequenas criaturas. E, claro, toda a humanidade. O que incluiu mulheres, crianças, idosos. Tudo morreu. Considerando que seja verdade, algo horrendo, catastrófico e muito traumático para os pouquíssimos sobreviventes. Não é à toa que uma das primeiras coisas que o velho Noé aparentemente fez foi plantar um vinhedo e encher a cara!

O Censo de Davi: Um dos mistérios mais controversos, pois muitos divergem sobre quem mandou Davi fazer o Censo (II Samuel 24:1 diz que foi Jeová enquanto I Crônicas 21:1 diz que foi Satanás. Eu aposto no Jeovazito!). O fato é que Jeová usou a situação como desculpa para extravasar suas emoções fazendo com que Davi escolhesse um castigo dentre três. Davi, claro, escolheu que Jeová punisse o povo inocente e, com isso, 70.000 pessoas foram mortas, conforme o texto de 2 Samuel 24:15-17 relata:

2 Samuel 24: 15 Então Jeová enviou uma peste+ sobre Israel, desde a manhã até o tempo determinado, de modo que 70.000 pessoas morreram, de Dã a Berseba.+ 16 Quando o anjo estendeu a mão para destruir Jerusalém, Jeová lamentou a* calamidade+e disse ao anjo que causava a destruição entre o povo: “Já chega! Abaixe a mão.” O anjo de Jeová estava perto da eira de Araúna,+o jebuseu.+17 Ao ver o anjo que golpeava o povo, Davi disse a Jeová: “Fui eu que pequei, eu que cometi esse erro. Mas o que fizeram estas ovelhas?+ Por favor, que a tua mão venha sobre mim e sobre a casa do meu pai.”+


Interessante é que como qualquer marido violento e sequelado, a bíblia diz que ele lamentou. Mas aí... já era tarde. A merda tava feita, né?

Amalequitas: A Torre gosta de mostrar Jeová ferindo gente má. Nas ilustrações dos amalequitas não é diferente. Todos são maus. Veja em 1 Samuel 15:3 a idade dessas pessoas más:

Não os poupe;* mate homens e mulheres, crianças e bebês, bois e ovelhas, camelos e jumentos.


Sim, Jeová mata bebês! Segundo ele, eram pessoas muito ruins, que sua justiça exigia a morte.

O filho de Davi com Bate-seba: Jeová perdoou a esposa de Urias. E perdoou o pecado de Davi, que foi muito além de levar uma mulher casada pra cama. Ele tramou e mandou executar o marido dela. Mas esse deus sedento de sangue, não ia deixar passar barato. Alguém teria que pagar. E quem Jeová escolheu para punir? O filho recém nascido de Davi. Se acha que ele matou o menino, acertou. Mas se pensa que foi de forma rápida, é porque você ainda não entendeu o quanto esse Deus é sádico. O pobre bebê agonizou uma semana inteira:

2 Samuel 12:15-18: E Jeová golpeou o filho que a esposa de Urias tinha dado a Davi, e ele ficou doente. 16 Davi suplicou ao verdadeiro Deus a favor do menino e fez um jejum rigoroso. Davi entrava no seu quarto e passava a noite deitado no chão.+ 17 Os anciãos da sua casa ficavam junto dele e tentavam fazê-lo se levantar do chão, mas ele se recusava e não queria comer com eles. 18 No sétimo dia, o menino morreu.

Sem comentários...


Depois de ler e meditar nesses textos, vemos o que a giBíblia realmente quer dizer com a expressão Temer a Jeová! A Torre também gosta de dizer que é qualquer outra coisa menos cagaço, pavor mórbido. Mas os textos estão aí.

Outro ponto é que qualquer alegação de que ele tinha bons motivos para punir com a morte, caem por terra, quando estas sentenças são acompanhadas de tortura perversa e sem sentido.

Conclusão: Ou adora esse deus mimado, ou ele vai matar você, sua esposa e seu filho numa condição sádica de tortura.

:10

Para pensar.


Permita complementar?

Eu iria portar no tópico do Kooboo, más achei esse mais coerente com o assunto.

phpBB [video]
Resposta padrão para agradar a todos: "Tavez" sim "talvez" não.
O que esta oculto cria um certo interesse, o que é revelado apaga o brilho.
Não me iludo, tudo permanecerá do jeito que tem sido (Gilberto Gil ).
Avatar de usuário
BrunoBernardes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 1704
Data de registro: 29 Jul 2016 17:21
Localidade: Não quero responder

Re: A justiça de Jeová

Nova mensagempor KOSTA em 26 Ago 2017 23:34

O Koboo e a Prior tambem escreveram algo que do meu ponto de vista é muito interessante.

A visao protestante da Torre e o credito dado ao Deus Judaico pelos judeus.

Estas duas permissas explicam muita coisa!

A visao protestante radical da Torre realmente existe. É facto assente ke os protestantes americanos sao fundamentalistas na sua génese. Nesse aspeto a catolica ganha aos pontos porque é menos fanática e muito mais human ana.

Jesus disse: coam o mosquito mas não coam o camelo. Talvez ele estivesse aludindo à interpretação literal da Torá e nao somente as multiplas regras impostas. Esta critica de Jesus vale perfeitamente para a maior parte das religioes. Preocupam se mais com tretas (campo, horas, relatorios, auditorias, formulários, cartas) porque em vez de cuidarem da espiritualidade e praticar o amor preferem o conforto de fazer essas coisas (os camelos).

Tou teclando no celular. Espero ter sido coerente porque o raio deste celular nao tarda vai de encontro à parede...
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 2722
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

AnteriorPróximo

Retornar para Crenças, Doutrinas e História

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Google [Bot], Sister anne, Yahoo [Bot] e 41 visitantes