Qual o ponto fraco? : Crenças, Doutrinas e História
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Qual o ponto fraco?

Debates e discussões acerca das crenças, doutrinas e a história das Testemunhas de Jeová.

Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor scma em 18 Ago 2017 06:46

Colegas, pegando carona na sugestão desse meu outro post (viewtopic.php?f=11&t=22498), queria saber de vocês que ainda tem família na organização da torre de vigia, qual seria o ponto fraco da família de vocês, aquele ponto que, quando o debate surge, eles não têm argumentos ou resposta*? Aquela prática ou aquele dogma que sabemos que, lá no fundo, eles não concordam 100%? Que eles não defendem com tanta firmeza?

Esse ponto pode ser aquela portinha de entrada onde podemos, aos poucos e sutilmente (ou mais diretamente, dependendo da abertura de diálogo de cada família), ir plantando a sementinha do questionamento e da dúvida que vai levá-los a abrir os olhos. Com cuidado, paciência, humildade e sutileza, para não sermos taxados de apóstatas ou opositores e a abertura pro diálogo fechar totalmente.

Aos que tem família na torre, deixo a pergunta, qual é o "ponto fraco" deles? Aos que não tem, qual foi / é o "ponto fraco" de vocês? Vamos refletir um pouco e trocar ideias! :D

Os pontos fracos que já percebi da minha mãe são esses:

1. A prática desumana da desassociação.
2. As fofocas e o direito que eles acham que tem de falar/julgar/se meter na vida dos outros, até mesmo na forma como você se veste.
3. O direito que os anciãos acham que tem de julgar o coração dos fiéis em "comissões judicativas", quando só quem conhece os nossos corações é Deus.


Esses também foram os meus pontos fracos iniciais, quando eu me considerava TJ, além de muitos outros. Hoje eu não concordo com praticamente NADA dessa religião, hehehehe, mas na época, que eu era mais jovem, lembro que também nunca me desceu o fato de não poder ter amizades normais com pessoas normais que não participavam da religião.

*vejam bem que eu não to perguntando se eles dão argumentos ou respostas satisfatórios, pq a gente sabe que organização geralmente tem uns argumentos ridiculos e distorcidos em resposta a quase tudo... to perguntando aquilo que não convence 100% nem as suas próprias famílias...
Avatar de usuário
scma
Forista
Forista
 
Mensagens: 110
Data de registro: 10 Mai 2010 20:42
Localização: Fortaleza
Localidade: Ceará

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor Sra Winchester em 18 Ago 2017 08:28

Quem dera minha mãe tivesse algum ponto fraco. Ela é bitolada nível master, diz amém a tudo que o CG impõe. :iergh7:
Avatar de usuário
Sra Winchester
Forista
Forista
 
Mensagens: 167
Data de registro: 06 Fev 2017 09:53
Localidade: Paraná

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor sabrepoderoso* em 18 Ago 2017 12:30

comigo foi duvidas sobre a real direção da seita , se é o espirito santo e os ANC ( alguns ) dizem que enxergam através de paredes , pq só sabem das coisas quando alguém cagueta outro , ou o tj ''confessa'' ?

saber dos podres pôs uma pulga atrás da orelha chamada operação do espirito santo no dia a dia :?
que a luz que há dentro de nós ilumine nosso caminho se as outras luzes se apagarem
sabrepoderoso*
Forista
Forista
 
Mensagens: 290
Data de registro: 04 Ago 2017 10:54
Localização: duque de caxias
Localidade: Rio de Janeiro

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor José Gomes em 18 Ago 2017 12:54

O principal ponto fraco está nas contradições do Corpo Governante com a própria Bíblia. Por exemplo, na minha carta de dissociação eu citei o seguinte flagrante:
Um ponto contraditório é referente ao início do reinado de Cristo em 1914, segundo o corpo governante.
De acordo com a explicação da organização, Salmo 110:1 e 1 Coríntios 15:25, se contradizem. Como?

O Escravo diz que Jesus subiu ao céu e se sentou a direita de Deus cumprindo assim o Salmo 110:1. Explicam que Jesus não começou a reinar e sim ficou esperando Jeová pôr seus inimigos debaixo dos seus pés.(Livro Bíblia Ensina pág. 84, parágrafo 22) Agora, notem 1 Coríntios 15:25. Diz-se que Jesus tem que "reinar até que Deus ponha seus inimigos debaixo dos seus pés". E diz mais: que, depois disso, a morte seria reduzida a nada, pois é o último inimigo. (v. 26) Isso não aconteceu ainda, então, e não há razão para crer que todos os inimigos de Cristo foram postos debaixo dos pés dele, tenha se cumprido completamente em 1914.


É um ponto extremamente contraditório. e esse ponto foi um dos principais que me fez perder a confiança naquela religião. Portanto, um dos pontos fracos que fazem realmente efeito é a contradição dos ensinos da torre com a própria Bíblia.
:4
Seja dono de você mesmo!
José Gomes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 63
Data de registro: 06 Abr 2016 12:38
Localidade: Não quero responder

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor KOSTA em 18 Ago 2017 12:58

Sra Winchester escreveu:Quem dera minha mãe tivesse algum ponto fraco. Ela é bitolada nível master, diz amém a tudo que o CG impõe. :iergh7:

Questione ela sobre ATOS 2 11 em diante até ao 21.

Depois diga alguma coisa por favor.
Obrigada
NÃO TEMAS AQUELES QUE BUSCAM PELA VERDADE, MAS TEME ANTES OS QUE AFIRMAM TEREM A VERDADE
Avatar de usuário
KOSTA
Forista
Forista
 
Mensagens: 2803
Data de registro: 22 Set 2011 20:06
Localização: Portugal

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor Ronildo Araujo em 18 Ago 2017 15:08

Oi scma. Legal que você pode ter estas conversas com sua mãe. Você me deixa super curioso. Por isso gostaria de perguntar: você chegou a ler Crise de Conciência e Em Busca da Liberdade Cristã? Estes livros são muito legais porque são de um ex-membro do corpo governante e estão disponíveis na internet. Na verdade, se você não leu nenhum deles, te recomendo o último livro, porque o primeiro mostra o porquê a STV não é a organização de Deus na terra através dos muitos podres que aconteceram: mudanças de ensino, previsões falsas, brigas internas etc. Mas você já sabe disto. Porém, o segundo usa a Bíblia para provar que todas as bases do ensino torreano são falsas, justamente aquilo que fazem as TJs acreditarem que estão na única organização de Deus na terra. Ao mesmo tempo esta obra te dá uma noção do que é o cristianismo sem a interferência das religiões criadas pelo homem para exercer autoridade sobre o próximo. Coisa que Jesus condenou. Infelizmente percebo que a maioria dos foristas se contentaram em ler apenas o primeiro livro de Raymond Franz, Crise de Conciência. Ele caprichou muito na obra Em Busca da Liberdade Cristã, tanto é que o lançou 10 anos após o lançamento da primeira obra. Porém ele não criou nenhum conceito novo, apenas se apegou ao entendimento natural dos textos, coisa que muitos outros já fizeram antes. Graças a esta obra dele e de outras matérias de pessoas isentas, sem interesses escusos, disponíveis na internet, percebi que tudo que veio depois de Cristo tem algum grau de apostasia. Às vezes a apostasia está em quase tudo como nas testemunhas de jeová e nos mórmons. Daí percebe-se a força das palavras de Jesus quando ele disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida", entre outras cotações. Ou seja, tudo que Jesus falou é suficiente para alguém agradar a Deus e não há nem nunca houve nenhum representante especial dele com "alguma interpretação especial". Somente o indivíduo e Deus, mediante Cristo.
Por isso acredito que o ponto fraco das TJs é se elas pensarem seriamente na "maior base de sua fé". E é sim a maior base de sua fé, quer elas aceitem ou não. É a interpretação do "escravo fiel e discreto". Era simplesmente uma ilustração e eles encaram como uma profecia. Ora, sempre houveram muitos senhores bastante ricos com muitos servos. Abraão era um destes, Jó era outro. O que aconteceria se um dia um grande senhor viajasse e demorasse muito para voltar? Parecendo que não ia mais voltar? Como se comportariam seus servos, tanto com os bens do amo como no trato de uns para com outros? Um dos servos ou mais se arvorariam em tomar o lugar do amo e maltratariam seus co-servos? Veja como é simples. Que ilustração perfeita para seus discípulos se darem conta de como deveriam se comportar durante este longo período, desde sua subida aos céus até a sua futura volta! Mas não adianta "atacar" este ponto sem ter noção de como Jesus deseja que os cristãos se comportem hoje! Se entendermos como Jesus sempre desejou que seus seguidores se comportassem desde a sua subida para os céus até a sua volta, como foi falado; que significa basicamente que todo indivíduo tem plena liberdade de praticar o bem e desenvolver sua relação com Deus nos moldes daquilo que Jesus falou; quando disse que ele era a videira e aqueles que se achegam a ele são como galhos nele, então entenderemos a aberração que é o entendimento do "escravo fiel e discreto" das TJs. E com jeito, como você disse, conseguiremos tocar o coração de uma pessoa amada. Porque duvido que o modo do homem seja mais cativante que o modo de Deus. Mas é claro, desde que haja ambiente para uma conversa dessas.
A base do Cristianismo verdadeiro, aprovado por Cristo, é o amor de Deus.
A vida e a morte de Jesus Cristo é a confirmação deste amor.
Avatar de usuário
Ronildo Araujo
Forista
Forista
 
Mensagens: 321
Data de registro: 17 Abr 2017 20:52
Localidade: Santa Catarina

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor Ronildo Araujo em 19 Ago 2017 16:45

Continuando: É por isso que eles aceitam tudo: humilhação, diversas trocas de entendimento, deixar um parente morrer para evitar uma transfusão, serviço escravo para a organização etc, etc, etc, porque o "escravo fiel e discreto", o representante de Cristo disse. O dia que a TJ perceber a furada que é este entendimento, o mundo torreano desaba. Dá de ver no próprio contexto que não é uma profecia e sim uma ilustração. (Mateus 24:45_51) Principalmente se comparar com o relato paralelo de Lucas 12:35_48. Ora se o julgamento é individual, como Deus iria impor que milhões de pessoas se sujeitassem à consciência de uns poucos que nem conhecem pessoalmente?
A base do Cristianismo verdadeiro, aprovado por Cristo, é o amor de Deus.
A vida e a morte de Jesus Cristo é a confirmação deste amor.
Avatar de usuário
Ronildo Araujo
Forista
Forista
 
Mensagens: 321
Data de registro: 17 Abr 2017 20:52
Localidade: Santa Catarina

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor DianaP em 20 Ago 2017 14:34

José Gomes escreveu:O principal ponto fraco está nas contradições do Corpo Governante com a própria Bíblia. Por exemplo, na minha carta de dissociação eu citei o seguinte flagrante:
Um ponto contraditório é referente ao início do reinado de Cristo em 1914, segundo o corpo governante.
De acordo com a explicação da organização, Salmo 110:1 e 1 Coríntios 15:25, se contradizem. Como?

O Escravo diz que Jesus subiu ao céu e se sentou a direita de Deus cumprindo assim o Salmo 110:1. Explicam que Jesus não começou a reinar e sim ficou esperando Jeová pôr seus inimigos debaixo dos seus pés.(Livro Bíblia Ensina pág. 84, parágrafo 22) Agora, notem 1 Coríntios 15:25. Diz-se que Jesus tem que "reinar até que Deus ponha seus inimigos debaixo dos seus pés". E diz mais: que, depois disso, a morte seria reduzida a nada, pois é o último inimigo. (v. 26) Isso não aconteceu ainda, então, e não há razão para crer que todos os inimigos de Cristo foram postos debaixo dos pés dele, tenha se cumprido completamente em 1914.


É um ponto extremamente contraditório. e esse ponto foi um dos principais que me fez perder a confiança naquela religião. Portanto, um dos pontos fracos que fazem realmente efeito é a contradição dos ensinos da torre com a própria Bíblia.
:4


Tem como deixar aqui sua carta de dissociação?
A busca da verdade jamais precisa ser destrutiva da fé - Crise de Consciência
Avatar de usuário
DianaP
Forista
Forista
 
Mensagens: 69
Data de registro: 29 Jun 2017 18:27
Localidade: Não quero responder

Re: Qual o ponto fraco?

Nova mensagempor José Gomes em 20 Ago 2017 23:42

DianaP escreveu:
José Gomes escreveu:O principal ponto fraco está nas contradições do Corpo Governante com a própria Bíblia. Por exemplo, na minha carta de dissociação eu citei o seguinte flagrante:
Um ponto contraditório é referente ao início do reinado de Cristo em 1914, segundo o corpo governante.
De acordo com a explicação da organização, Salmo 110:1 e 1 Coríntios 15:25, se contradizem. Como?

O Escravo diz que Jesus subiu ao céu e se sentou a direita de Deus cumprindo assim o Salmo 110:1. Explicam que Jesus não começou a reinar e sim ficou esperando Jeová pôr seus inimigos debaixo dos seus pés.(Livro Bíblia Ensina pág. 84, parágrafo 22) Agora, notem 1 Coríntios 15:25. Diz-se que Jesus tem que "reinar até que Deus ponha seus inimigos debaixo dos seus pés". E diz mais: que, depois disso, a morte seria reduzida a nada, pois é o último inimigo. (v. 26) Isso não aconteceu ainda, então, e não há razão para crer que todos os inimigos de Cristo foram postos debaixo dos pés dele, tenha se cumprido completamente em 1914.


É um ponto extremamente contraditório. e esse ponto foi um dos principais que me fez perder a confiança naquela religião. Portanto, um dos pontos fracos que fazem realmente efeito é a contradição dos ensinos da torre com a própria Bíblia.
:4


Tem como deixar aqui sua carta de dissociação?


Ela está disponível no site IndiceTJ, segue o link: http://indicetj.com/josegomes/carta-jose-gomes.htm
Seja dono de você mesmo!
José Gomes
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 63
Data de registro: 06 Abr 2016 12:38
Localidade: Não quero responder


Retornar para Crenças, Doutrinas e História

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Altair Rocha, Fêconfusa e 58 visitantes