Pensamentos de Raymond Franz : Crenças, Doutrinas e História - Page 2
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Pensamentos de Raymond Franz

Debates e discussões acerca das crenças, doutrinas e a história das Testemunhas de Jeová.

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Jeferson Bento em 02 Dez 2016 16:49

LIBERDADE, como a fé, o amor e a verdade, é parte essencial do verdadeiro cristianismo. Onde a liberdade prevalece, a fé, o amor e a verdade prosperam. Quando se limita ou suprime a liberdade, esses são inevitavelmente prejudicados. — 2 Coríntios 3:17.
A liberdade que o Filho de Deus nos proporcionou tem como real objetivo que possamos expressar nossa fé e nosso amor na mais plena medida, livres das restrições impostas pelos homens, não por Deus.
Quaisquer restrições que se tentem contra essa liberdade resultam no sacrifício da verdade, pois os que buscam impô-las fazem isso por meio do erro, não por meio da verdade.

EM BUSCA DA LIBERDADE CRISTÃ PAG 13
'Quem não sabe o que busca, não identifica o que acha' - Kant
Avatar de usuário
Jeferson Bento
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 599
Data de registro: 17 Jun 2016 13:17
Localização: Campo Grande - MS
Localidade: Mato Grosso do Sul

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor LUCIUS em 04 Dez 2016 08:08

o julgamento do caso Walsh Trial de 1954 nas seguintes partes do livro EM BUSCA DA LIBERDADE CRISTÃ, página 20 até 29.


Clique para: Ver
onde “P” representa a pergunta feita, “R”, a
resposta dada.

P. Além destas publicações regulares, vocês
produzem e publicam vários panfletos e livros
teológicos periodicamente? R. Sim. P.
Poderia dizer-me: São estas publicações
teológicas e os periódicos quinzenais usados
para consideração de declarações doutrinárias?
R. Sim.
P. São estas declarações doutrinárias
compulsórias dentro da Sociedade? R. Sim.
P. É a aceitação delas questão de opção ou é
obrigatória para todos que são e desejam
continuar a ser membros da Sociedade?
R. É obrigatória.

Segundo este depoimento, todo aquele que quiser continuar como
Testemunha de Jeová não tem alternativa nem opção senão aceitar as
declarações publicadas da Sociedade Torre de Vigia, pela qual Fred
Franz falava como representante. A aceitação é “obrigatória”. As
conseqüências são indicadas mais adiante no depoimento dele:

P. Quer dizer então que, efetivamente, existirá
na terra uma nova sociedade humana em resultado
disso? R. Sim. Haverá uma sociedade do novo
mundo numa nova terra, sob novos céus, tendo os
céus e terra anteriores já passado, após a
batalha do Armagedom. P. Então a população
desta nova terra consistirá apenas de
Testemunhas de Jeová? R. Inicialmente
consistirá apenas de Testemunhas de Jeová. Os
membros do restante esperam sobreviver a essa
batalha do Armagedom, bem como uma grande
multidão destas outras ovelhas. A permanência
do restante sobre a terra após a batalha do
Armagedom será temporária, pois eles devem
primeiro terminar sua carreira terrestre, fiéis
na morte, mas as outras ovelhas, por meio da
contínua obediência a Deus, poderão continuar a
viver na terra para sempre.


A aceitação, portanto, torna-se uma questão de vida ou morte, pois
os que sobreviverem ao Armagedom consistirão “apenas de
Testemunhas de Jeová”. Que dizer do caso em que o membro de uma
congregação rejeita certo ensino da organização por crer
conscienciosamente que este não tem apoio bíblico, e, como resultado,
é depois desassociado? Qual é a postura oficial para com as pessoas
desassociadas que não obtêm readmissão? Esta postura é explicitada
conforme segue no depoimento:

P. E são estes poderes disciplinares de fato
exercidos quando surge a ocasião? R. Sim,
são. P. Bem, não vou mais lhe fazer perguntas
sobre este aspecto da questão, mas há
transgressões tidas como graves o bastante para
merecer a expulsão sem esperança de readmissão?
R. Sim. O fato é que a excomunhão em si mesma
pode levar à aniquilação do excomungado, se
esse indivíduo jamais se arrepender e corrigir
o seu pecado, e continuar fora da organização.
Não haveria para ele esperança alguma de vida
no novo mundo, mas existe um proceder que
resultaria em excomunhão, da qual se pode ter
certeza que o indivíduo jamais retornará, e
este é chamado de pecado contra o Espírito
Santo.


O advogado do governo britânico chamou depois a atenção para
certos ensinos que a organização Torre de Vigia tinha com o tempo
rejeitado, inclusive os que envolviam certas datas específicas. O que
dizer de alguém que, na época em que o ensino foi estabelecido
percebesse o erro e em conseqüência não o aceitasse? Que atitude teria
a organização para com esta pessoa? Eis o que revela o depoimento:

P. Não é verdade que o Pastor Russell pôs essa
data em 1874? R. Não. P. Não é verdade que
ele fixou essa data anterior a 1914? R. Sim.
P. Que data ele fixou? R. O fim dos tempos
dos gentios ele fixou para 1914.
P. Ele não fixou 1874 como outra data crucial?
R. 1874 era entendida como a data da Segunda
Vinda de Jesus em sentido espiritual. P. O
senhor disse 'era entendida'? R. Isso mesmo.
P. Isto foi publicado como um fato a ser aceito
por todos os que eram Testemunhas de Jeová?
R. Sim. P. E isto não é mais aceito, é? R.
Não.
P. O Pastor Russell tirou essa conclusão de uma
interpretação do livro de Daniel, não foi? R.
Em parte. P. E particularmente de Daniel,
capítulo 7, versículo 7, e Daniel, capítulo 12,
versículo 12? R. Daniel 7:7 e 12:12. O que o
senhor disse, que ele baseou alguma coisa
nestes textos? P. A data dele de 1874 como
data crucial e data da Segunda Vinda de Cristo?
R. Não. P. Como o senhor disse que ele a
fixou; entendi que o senhor disse isso, será
que entendi mal? R. Ele não baseou 1874
nestes textos. P. Ele se baseou nestes
textos, acoplados ao conceito de que a
monarquia austro-gótica ocorreu em 539?

R. Sim. 539 era uma data que ele utilizava no
cálculo. Mas 1874 não se baseava nisto. P. Mas
era um cálculo que já não é mais aceito pela
diretoria da Sociedade? R. Correto. P. Já
que estou correto, estou simplesmente curioso
para apurar minuciosamente esta posição:
tornou-se obrigação das Testemunhas de Jeová
aceitar este cálculo errado?
R. Sim.

P. De modo que aquilo que hoje é publicado como
verdade pela Sociedade, pode ter de ser
considerado errado alguns anos depois? R.
Temos de esperar para ver.
P. E enquanto isso a comunidade das Testemunhas
de Jeová fica seguindo um erro? R. Elas ficam
seguindo uma interpretação errada das
Escrituras. P. Um erro? R. Sim, um erro.



De novo entrou em discussão o grau da autoridade atribuída às
publicações da Sociedade Torre de Vigia. Embora, num certo ponto, o
vice-presidente tenha dito que “a pessoa não tem de aceitar
compulsoriamente”, o depoimento dele daí em diante reverte à posição
anterior, conforme vemos:

R. A fim de tornar-se ministro ordenado da
congregação ele deve obter entendimento das
coisas contidas nesses livros. P. Mas, então,
não é o batismo a ordenação da pessoa como
ministro religioso? R. Sim. P. Sendo assim,
para o batismo, ele tem de conhecer esses
livros? R. Ele tem de entender os propósitos
de Deus explicados nesses livros. P.
Explicados nesses livros e explicados como
interpretação da Bíblia? R. Estes livros
oferecem uma interpretação de toda a Escritura.
P. Mas, é esta exposição compulsória? R. A
Bíblia e as declarações relacionadas com ela
são analisadas, e o indivíduo examina as
declarações e depois as Escrituras para ver que
elas são apoiadas biblicamente. P. Ele o quê?

R. Ele examina as Escrituras para ver se as
declarações têm apoio nas Escrituras. Como
disse o apóstolo: "Examinai todas as coisas;
apegai-vos ao que é bom." P. Entendi qual é a
posição - corrija-me, por favor, se eu estiver
errado - um membro das Testemunhas de Jeová
deve aceitar como verdade os textos e
interpretações que lhe são dados nos livros a
que me referi? R. Mas ele não o faz
compulsoriamente, ele tem seu direito cristão
de examinar as Escrituras para confirmar que
isto é biblicamente fundamentado. P. E se ele
achar que as Escrituras não concordam com os
livros ou vice-versa, o que faz? R. Os textos
bíblicos estão lá, em apoio às declarações, é
para isto que são colocados ali. P. O que faz
um homem se achar desarmonia entre as
Escrituras e esses livros? R. É preciso que
o senhor nos apresente um homem que ache isso,
para que eu possa responder, ou ele.

P. Osenhor quis dizer que o membro individual tem o
direito de ler os livros e a Bíblia e formar
sua própria opinião quanto à interpretação
adequada dos Escritos Sagrados? R. Ele passa a
- - -
P. Poderia dizer sim ou não, e depois explicar?
R. Não. Quer que explique agora? P. Sim, por
gentileza. R. O texto bíblico está lá em
apoio às declarações, e portanto, quando o
indivíduo olha para o texto e daí verifica a
declaração, ele passa então a ter o ponto de
vista bíblico do assunto, o entendimento
bíblico, conforme escrito em Atos, capítulo 17,
versículo 11, que os bereanos eram mais nobres
que os de Tessalônica, no aspecto de que
recebiam a Palavra com a maior prontidão, e
pesquisavam as Escrituras para ver se aquelas
coisas eram assim, e nós orientamos a seguir
esse nobre proceder dos bereanos, de pesquisar
as Escrituras para ver se estas coisas são
assim. P. Uma Testemunha não tem alternativa
senão aceitar como compulsórias e obedecer às
instruções publicadas em ''A Sentinela'' ou no
''Informante'' ou na ''Despertai'', não é? R. Ele
tem de aceitá-las.

P. Há alguma esperança de salvação para o homem
que depende apenas de sua Bíblia, quando em sua
situação no mundo não é possível obter os
tratados e publicações da Sociedade? R. Ele
estará dependente da Bíblia.
P. Será ele capaz de interpretá-la
corretamente?
R. Não. P. Não pretendo ficar trocando textos
bíblicos com o senhor, mas não disse Jesus,
''Aquele que crê em mim, viverá, e aquele que
crê em mim jamais morrerá''?
R. Sim.


O depoimento da testemunha, pois, é de que a mensagem que a
Sociedade Torre de Vigia publica, como canal de Deus, é o único meio
pelo qual as pessoas da terra, no século atual, podem obter
entendimento das Escrituras. Deixar de aceitar o conteúdo destas
publicações significa incorrer no desfavor divino, a própria morte.
Este, contudo, foi o depoimento de um só homem, Fred Franz, o
vice-presidente. Houve dois outros representantes oficiais da sede da
organização que foram à Escócia para depor. Confirmou o depoimento
destes o do primeiro, com respeito a este assunto? O seguinte no banco
das testemunhas foi o conselheiro jurídico da Sociedade, Hayden C.
Covington. Seguem suas declarações no decorrer de seu depoimento:

P. Não é vital falar a verdade em assuntos
religiosos? R. Certamente que é. P. Há, em
sua opinião, margem para que uma religião mude
as interpretações dos Escritos Sagrados de vez
em quando? R. Há todas as razões para
mudanças de interpretação da Bíblia, segundo
nossa visão. Nossa visão se torna mais clara à
medida que vemos o tempo cumprir as profecias.
P. Os senhores já anunciaram – perdoe-me a
expressão - falsas profecias? R. Anunciamos -
não acho que anunciamos falsas profecias, houve
declarações que foram errôneas, é assim que
coloco, e equivocadas. P. É uma questão muito
vital, na situação atual do mundo, saber, caso
esta profecia esteja corretamente interpretada,
quando se deu a Segunda Vinda de Cristo? R.
Isto é verdade, e sempre nos esforçamos para
saber que estamos com a verdade, antes de
anunciá-la. Guiamo-nos pelas melhores
informações que temos, mas não podemos esperar
até ficarmos perfeitos, porque se esperássemos
até ficarmos perfeitos jamais poderíamos falar.

P. Sigamos um pouco neste assunto. Foi
anunciado como um fato, em que todas as
Testemunhas de Jeová tinham de crer, que a
Segunda Vinda do Senhor ocorreu em 1874? R.
Não estou familiarizado com isso. O senhor está
falando de algo que desconheço. P. O senhor
ouviu o depoimento do Sr. Franz?
R. Ouvi o Sr. Franz depor, mas não estou familiarizado
com o que ele disse a respeito, quero dizer, o
assunto do qual ele estava falando, de modo que
não posso dizer mais do que o senhor, tendo
ouvido o que ele disse. P. Deixa-me fora
disso?

R. Essa é a fonte de minha informação, o que
ouvi no tribunal. P. O senhor estudou a
literatura do seu movimento? R. Sim, mas não
toda. Não estudei os sete volumes dos ''Estudos
das Escrituras'‘, e não estudei este assunto que
o senhor agora menciona sobre 1874. Não estou
familiarizado com isso de modo algum.

P. Supõe ter partido de mim que a Sociedade
anunciou, de modo compulsório, que a Segunda
Vinda de Cristo tinha sido em 1874? R.
Tomando esta suposição como um fato, é uma
afirmação hipotética. P. Foi isso a
publicação de uma falsa profecia? R. Isso foi
a publicação de uma falsa profecia, foi uma
afirmação falsa ou uma afirmação errônea do
cumprimento de uma falsa profecia que foi falsa
ou errônea. P. E isso teve de ser aceito como
crença por todas as Testemunhas de Jeová? R.
Sim, porque o senhor deve entender que nós
precisamos de unidade, não podemos estar
desunidos, com muitas pessoas indo para todos
os lados, um exército precisa marchar alinhado.
P. Vocês não acreditam nos exércitos do mundo,
acreditam? R. Acreditamos no exército cristão
de Deus.

P. Acreditam nos exércitos do mundo? R. Nada
temos a dizer a esse respeito, não pregamos
contra eles, dizemos simplesmente que os
exércitos do mundo, como as nações do mundo
atual, são parte da Organização de Satanás, e
nós não tomamos parte dela, mas não dizemos que
as nações não podem ter seus exércitos, não
pregamos contra a guerra, apenas reivindicamos
ficar isentos dela, apenas isso.

P. Voltemos ao assunto agora. Foi anunciada uma falsa
profecia? R. Concordo com isso. P. Ela teve
de ser aceita pelas Testemunhas de Jeová? R.
Correto. P. Se um membro das Testemunhas de
Jeová tomasse a posição pessoal de que essa
profecia estava errada e dissesse isso, seria
desassociado? R. Sim, se dissesse isso e
persistisse em criar problemas, porque se a
organização inteira acredita numa coisa, ainda
que errônea, e alguém, por conta própria começa
a espalhar suas idéias, então haverá desunião e
problemas, não pode haver harmonia nem marcha
alinhada. Quando vem uma mudança, deve partir
da fonte apropriada, da dianteira da
organização, o corpo governante, não de baixo
para cima, pois cada um teria idéias próprias e
a organização se desintegraria em mil direções
diferentes. Nosso objetivo é ter unidade.

P. Unidade a qualquer preço? R. Unidade a
qualquer preço, porque cremos e temos certeza
que Jeová Deus está usando nossa organização, o
corpo governante de nossa organização, para
dirigi-la, mesmo que de vez em quando se
cometam erros. P. Unidade baseada na
aceitação obrigatória de falsas profecias?


R. Admite-se que isso é verdade. P. E a
pessoa que expressa a opinião, como diz o
senhor, de que isso estava errado, e é
desassociada, estaria ela violando o pacto,
sendo ela batizada? R. Correto. P. E como o
senhor disse ontem expressamente, ela mereceria
a morte? R. Acho que... P. Quer dizer
sim ou não? R. Digo sim, sem hesitar. P. O
senhor chama isso de religião?

R. Certamente que sim. P. O senhor chama isso
de cristianismo? R.Certamente que sim.

P. Com relação aos erros, vocês foram
extensamente escrutinados quanto às diferenças
de conceito que aconteceram nas exposições
obrigatórias das Escrituras feitas ao longo dos
anos, desde a fundação da Sociedade, e suponho
que o senhor concordou que tem havido
diferenças. R. Sim. P. O senhor também
concordou com muita franqueza que as pessoas
que, em qualquer momento, não estiverem
dispostas a aceitar as interpretações
obrigatórias, estão passíveis de expulsão pela
Sociedade, com todas as conseqüências
espirituais que possam acarretar? R. Sim, eu
disse isso e o afirmo novamente.


A unidade, segundo o depoimento deste representante da Sociedade,
pode exigir que um cristão aceite como verdade aquilo que ele acredita
ser falso segundo a Palavra de Deus. Não importa o que leia na Bíblia,
ele não pode expressá-lo se isso não coincide com os ensinos
obrigatórios da organização. Embora isso esteja claro para ele na
própria Palavra de Deus, não basta. Ele deve esperar que a mudança
parta da “da fonte apropriada, da dianteira da organização, o corpo
governante, não de baixo para cima”. Não importa o que leia na Bíblia,
ele deve esperar que a “fonte apropriada”, o Corpo Governante, lhe
diga o que é aceitável para se crer e se conversar.
Avatar de usuário
LUCIUS
Forista
Forista
 
Mensagens: 158
Data de registro: 20 Mar 2016 14:41
Localidade: Bahia

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Jeferson Bento em 06 Dez 2016 11:22

'Na sede mundial em Brooklyn, como tive conhecimento porque ali trabalhei, no Departamento de Serviço, há arquivos inteiros cheios de registros de casos de transgressão, alguns menos sérios, muitos deles graves, entre os membros das Testemunhas. Abrangem toda uma gama de transgressões, que vão de fornicação, adultério, homossexualismo, incesto e abuso sexual de crianças até fraude, roubo, espancamento de esposas e assassinato. Registros comparáveis a estes dos E.U.A podem ser encontrados nos escritórios de filial da organização em todo o mundo'.

EM BUSCA DA LIBERDADE CRISTÃ Página 719
'Quem não sabe o que busca, não identifica o que acha' - Kant
Avatar de usuário
Jeferson Bento
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 599
Data de registro: 17 Jun 2016 13:17
Localização: Campo Grande - MS
Localidade: Mato Grosso do Sul

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Dr. Schultz em 06 Dez 2016 12:42

Gosta dessa parte no Em busca da liberdade cristã págs. 663,664:

Outra declaração popular que “pegou” entre alguns superintendentes viajantes e anciãos é:
“Se a organização nos mandar saltar, nossa única pergunta deve ser ‘A que altura?’”
Da mesma forma, quando alguém questiona a veracidade e o apoio bíblico de certos ensinos, o clichê que alguns destes homens usam em resposta é:
“Prefiro estar errado com a organização a estar certo sozinho.”
Esta renúncia a todo o discernimento pessoal mostra não apenas o tipo de pessoas que são tidas como “qualificadas” para responsabilidades na organização.
O fato de estes chavões incrivelmente vazios e estas exigências de obediência cega e irracional não serem firmemente repudiados pela grande maioria dos ouvintes, revela também o grau em que a organização e seu Corpo Governante são agora vistos como equivalentes ao sacerdócio do antigo Israel.
Essas declarações, para todos os fins, repetem as palavras do Velho Pacto: “Não te deves desviar da palavra que te transmitirão, nem para a direita, nem para a esquerda.” A organização e seu Corpo Governante se erguem na mesma posição em que ficava o sacerdócio aarônico. É como se o Messias libertador ainda não tivesse vindo.


Tenho ouvido isso da minha esposa...
Avatar de usuário
Dr. Schultz
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 782
Data de registro: 05 Fev 2016 08:54
Localidade: Não quero responder

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Dr. Schultz em 06 Dez 2016 12:45

Mais uma na pág. 676:

Quanto mais a fé da pessoa se fixa num sistema humano, seja qual for, menos espiritual se torna.
Há homens que são muito “religiosos” e todavia não são essencialmente espirituais. São “homens de organização”, não homens de fé. Suas vidas podem estar cheias de atividades que lhe trazem aprovação e apoio da organização, e o poder
que esse apoio provê. Se perderem o apoio da organização, sua aparente força desaparece com ele.


Anciãos definidos em poucas palavras.
Avatar de usuário
Dr. Schultz
Moderador
Moderador
 
Mensagens: 782
Data de registro: 05 Fev 2016 08:54
Localidade: Não quero responder

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Galileu em 06 Dez 2016 21:33

Que lucidez tinha Raymond Franz .!

Ainda bem que esta não é exclusiva deste homem , muitos anônimos tambem mostraram e mostram lucidez ao sair desta Seita !
Não se coloca um remendo novo em uma roupa velha-Jesus Cristo
Avatar de usuário
Galileu
Forista
Forista
 
Mensagens: 1679
Data de registro: 30 Mar 2016 11:47
Localidade: Não quero responder

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Jeferson Bento em 07 Dez 2016 15:09

'O preço pago por crer-se firmemente que “não é seguro nem direito agir contrário à consciência” não tem sido pequeno para homens e mulheres que conheço. Alguns se vêem subitamente apartados das relações familiares em conseqüência duma ação oficial da religião — sem contato com pais, filhos e filhas, irmãos e irmãs, até mesmo com avós ou netos. Não podem mais desfrutar da livre associação com os amigos de muitos anos, por quem sentem profunda afeição; tal associação colocaria esses amigos em perigo de sofrer a mesma ação oficial.' CRISE DE CONSCIÊNCIA, página 3
'Quem não sabe o que busca, não identifica o que acha' - Kant
Avatar de usuário
Jeferson Bento
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 599
Data de registro: 17 Jun 2016 13:17
Localização: Campo Grande - MS
Localidade: Mato Grosso do Sul

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor NEO MATRIX em 12 Dez 2016 12:47

Quando há pessoas em grave
perigo, duma fonte de que não
suspeitam, ou quando são
desencaminhadas por aqueles que
consideram ser seus amigos, será que
é desamoroso adverti-las? Talvez
prefiram não acreditar na advertência.
Podem até mesmo ressentir-se dela.
Mas livra isso alguém da obrigação
moral de dar tal advertência?
— Revista A Sentinela de 15 de
julho de 1974, página 419

Crise de Consciência Prefácio. - Sobre a importância de alertar outros sobre a "Verdade sobre a Verdade" citando a própria Torre.
" a verdade está inseparavelmente ligada à liberdade " - Raymond Franz (ex-membro do Corpo Governante)
Avatar de usuário
NEO MATRIX
Forista
Forista
 
Mensagens: 821
Data de registro: 07 Jan 2016 14:31
Localização: Desassociado
Localidade: Santa Catarina

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor NEO MATRIX em 12 Dez 2016 13:51

Nos paises em que estao ativas, poucas pessoas ainda nao tiveram
contato com as Testemunhas em resultado de sua intensa atividade
de porta em porta.
Assim mesmo, para a maioria das pessoas, esta continua a ser
uma religiao semi-misteriosa. De modo mais notavel, bem poucas
das proprias Testemunhas tem qualquer conhecimento dos
processos de elaboracao de doutrinas e criacao de normas de sua
propria organizacao. As deliberacoes de seu Corpo Governante,
que tem autoridade mundial, ocorrem em total sigilo. Assim
mesmo, as decisoes do Corpo se aplicam e de modo obrigatorio
a todas as Testemunhas da terra.

Crise de Consciência - PREFÁCIO
" a verdade está inseparavelmente ligada à liberdade " - Raymond Franz (ex-membro do Corpo Governante)
Avatar de usuário
NEO MATRIX
Forista
Forista
 
Mensagens: 821
Data de registro: 07 Jan 2016 14:31
Localização: Desassociado
Localidade: Santa Catarina

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Jeferson Bento em 12 Dez 2016 14:00

d:4
'Quem não sabe o que busca, não identifica o que acha' - Kant
Avatar de usuário
Jeferson Bento
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 599
Data de registro: 17 Jun 2016 13:17
Localização: Campo Grande - MS
Localidade: Mato Grosso do Sul

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor NEO MATRIX em 29 Dez 2016 16:45

Falando sobre uma carta que o corpo governante enviou a Todas as congregações depois dos eventos que culminaram
sua saída de Betel parte da carta diz:

....talvez (O suposto apóstata) discorde dos “ensinamentos de Jeová,
conforme apresentados pelo escravo fiel e discreto”.


Franz comentou: O que equivale a dizer que o fato de um homem aceitar e obedecer à mensagem escrita
do rei não é nenhuma garantia de sua lealdade; o que decide isto é este homem aceitar e obedecer aquilo que o escravo mensageiro afirma ser
o significado da mensagem do rei!


CRISE DE CONSCIENCIA PAG 374
Aplausos para Raymond Franz!!!
" a verdade está inseparavelmente ligada à liberdade " - Raymond Franz (ex-membro do Corpo Governante)
Avatar de usuário
NEO MATRIX
Forista
Forista
 
Mensagens: 821
Data de registro: 07 Jan 2016 14:31
Localização: Desassociado
Localidade: Santa Catarina

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Lipe em 29 Dez 2016 17:42

NEO MATRIX escreveu:Falando sobre uma carta que o corpo governante enviou a Todas as congregações depois dos eventos que culminaram
sua saída de Betel parte da carta diz:

....talvez (O suposto apóstata) discorde dos “ensinamentos de Jeová,
conforme apresentados pelo escravo fiel e discreto”.


Franz comentou: O que equivale a dizer que o fato de um homem aceitar e obedecer à mensagem escrita
do rei não é nenhuma garantia de sua lealdade; o que decide isto é este homem aceitar e obedecer aquilo que o escravo mensageiro afirma ser
o significado da mensagem do rei!


CRISE DE CONSCIENCIA PAG 374
Aplausos para Raymond Franz!!!


Essa frase é perfeita!
d:4 d:4 d:4
"A ridícula situação de alguém que critica o que confessa nunca ter lido, já é suficiente para desqualificar a sua crítica."
- Voltaire -
Avatar de usuário
Lipe
Forista
Forista
 
Mensagens: 1065
Data de registro: 04 Out 2016 12:59
Localização: Fortaleza
Localidade: Ceará

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Galileu em 29 Dez 2016 20:29

Homem que respeitou sua propria consciencia e demostrou o que significa desapego a poder e prestigio, diferentemente de Franz poder e prestigio são estes creio eu os principais motivos que mantem muitos na liderança, não propriamente o amor a Deus ou as ovelhas
Não se coloca um remendo novo em uma roupa velha-Jesus Cristo
Avatar de usuário
Galileu
Forista
Forista
 
Mensagens: 1679
Data de registro: 30 Mar 2016 11:47
Localidade: Não quero responder

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor Lipe em 30 Dez 2016 03:43

Galileu escreveu:Homem que respeitou sua propria consciencia e demostrou o que significa desapego a poder e prestigio, diferentemente de Franz poder e prestigio são estes creio eu os principais motivos que mantem muitos na liderança, não propriamente o amor a Deus ou as ovelhas


Acho que se afastar dá Torre de Vigia para ele, foi mais difícil do que para qualquer um aqui. Ele literalmente perdeu tudo. Quando eu penso que minha situação é complicada, lembro dele é isso me da forças para seguir minha Consciência!
"A ridícula situação de alguém que critica o que confessa nunca ter lido, já é suficiente para desqualificar a sua crítica."
- Voltaire -
Avatar de usuário
Lipe
Forista
Forista
 
Mensagens: 1065
Data de registro: 04 Out 2016 12:59
Localização: Fortaleza
Localidade: Ceará

Re: Pensamentos de Raymond Franz

Nova mensagempor NEO MATRIX em 30 Dez 2016 09:28

O mesmo acontece comigo hoje:

Sob tais circunstâncias, assistir às reuniões tornou-se para mim cada
vez mais deprimente, já que significava ouvir a Palavra de Deus
manuseada de forma incorreta, torcida para dizer coisas que realmente
não dizia, bem como ouvir a constante auto-glorificação e autorecomendação
da organização.


CRISE DE CONSCIÊNCIA PAG 391
" a verdade está inseparavelmente ligada à liberdade " - Raymond Franz (ex-membro do Corpo Governante)
Avatar de usuário
NEO MATRIX
Forista
Forista
 
Mensagens: 821
Data de registro: 07 Jan 2016 14:31
Localização: Desassociado
Localidade: Santa Catarina

AnteriorPróximo

Retornar para Crenças, Doutrinas e História

Quem está online

Usuários vendo este fórum: feliciapink e 44 visitantes