Página 1 de 1

"Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 17:48
por Arquimedes César
A "Despertai!" de Fevereiro desse ano, nas páginas dez e onze entrevistou o biotecnólogo Norueguês, Dr. Hans Kristian Kotlar. A entrevista foca na crença original que o Dr. Kotlar tinha na Teoria da Evolução e como as Testemunhas de Jeová o ajudaram a crer na existência de um criador e a enxergar por uma ótica diferente a origem da vida.

Mas o que chama a atenção é a resposta a última pergunta que lhe foi feita no artigo:

"Por que você se tornou Testemunha de Jeová?"

"Eu me senti atraído à hospitalidade das Testemunhas de Jeová e à fé que elas têm num futuro melhor prometido pelo criador. Essa fé é baseada em pesquisas e raciocínio lógico, não em mitos ou especulações." (O grifo é meu)


As perguntas que deixo são: Como alguém com um nível de conhecimento tão bom, com formação acadêmica, pesquisador nato e que deveria ser uma pessoa com senso crítico apurado não se dá ao trabalho de pesquisar as origens e transformações constantes que as Testemunhas de Jeová sofreram no decorrer da História? Por que se deixou levar inocentemente por ensinos falsos que qualquer pesquisa minimamente interessada pode evidenciar? Como é possível que alguém com um intelecto acima da média desconheça as diversas especulações de datas e mitos outrora divulgados pela Associação? E por que tantas outras pessoas com formação acadêmica adentram (mesmo que sejam esmagadora minoria) os portões da Torre?

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 17:57
por KOSTA
Ele que visite este forum...

ficará sabendo tudo num instante...

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 18:14
por Vergil
Isso prova que nunca devemos subestimar o poder de persuasão da Torre. Afinal eles são mestres na arte da sutileza e enganação.

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 18:31
por Jamir
Arquimedes César escreveu:As perguntas que deixo são: Como alguém com um nível de conhecimento tão bom, com formação acadêmica, pesquisador nato e que deveria ser uma pessoa com senso crítico apurado não se dá ao trabalho de pesquisar as origens e transformações constantes que as Testemunhas de Jeová sofreram no decorrer da História? Por que se deixou levar inocentemente por ensinos falsos que qualquer pesquisa minimamente interessada pode evidenciar? Como é possível que alguém com um intelecto acima da média desconheça as diversas especulações de datas e mitos outrora divulgados pela Associação?


Ser cientista não é o que era. Há muitos bons cientistas, e todos buscam reconhecimento.

Um cientista, antes desconhecido (Dr. Hans Kristian Kotlar), tem agora o seu nome impresso numa das revistas de maior circulação do mundo e está na boca de TJs e dissidentes.
Milhões de pessoas (os TJs), passaram a admirá-lo como cientista.

Se há pessoas que recorrem a fraude científica e forjam provas para serem conhecidos, apoiar uma religião é brincadeira de criança!

Um artigo que prova bem isso:
Cresce número de artigos científicos 'despublicados' por fraude ou erro

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 20:10
por jpsouzamatos
Eu não duvido que a torre PAGOU para ele dizer na revista que se converteu e virou criacionista, as tjs tem necessidade de se iludirem, de acharem que a fé delas não é coisa de ignorante.

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 20:29
por kooboo
Eu não duvido da veracidade do artigo.
O cara tinha predisposição a fé, e na Noruega como quase ninguém é religioso e se dispõe a explicar algo, o primeiro que dispôs a lhe dar respostas simples, ele aceitou.
Simples assim.
O cara é cientista, pesquisador e gabaritado na área dele, mas quando se refere a fé, o cara é cego.
Agora, deixa ele resolver pesquisar datas e a história dessa organização...

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 21:19
por Arquimedes César
kooboo escreveu:Eu não duvido da veracidade do artigo.
O cara tinha predisposição a fé, e na Noruega como quase ninguém é religioso e se dispõe a explicar algo, o primeiro que dispôs a lhe dar respostas simples, ele aceitou.
Simples assim.
O cara é cientista, pesquisador e gabaritado na área dele, mas quando se refere a fé, o cara é cego.
Agora, deixa ele resolver pesquisar datas e a história dessa organização...


Pois é, mas ter essa fé cega em uma organização destoa do tipo de pessoa que se espera que um cientista seja: uma pessoa investigativa, independente da área. Acredito que seja uma questão de natureza cientifica. Por exemplo: Não é por que determinada pessoa é formada em física que ela não possa ter um bom conhecimento sobre História. Da mesma forma, não é por que o cara é biotecnólogo que ele necessariamente precise ser um completo ignorante em qualquer outra área que não seja a dele. E quando se trata de aderir ou não a uma religião que dita até se você pode ter barba ou não, é necessário um profundo escrutínio de sua provável nova fé. Bastava uma simples pesquisa no Google: "Testemunhas de Jeová" e pronto. Podres expostos não faltariam. Agora, se ele soube de toda a podridão e mesmo assim resolveu entrar na "Matrix", então ele tem mais é que se ferrar mesmo.

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 22:31
por kooboo
Arquimedes César escreveu:
kooboo escreveu:Eu não duvido da veracidade do artigo.
O cara tinha predisposição a fé, e na Noruega como quase ninguém é religioso e se dispõe a explicar algo, o primeiro que dispôs a lhe dar respostas simples, ele aceitou.
Simples assim.
O cara é cientista, pesquisador e gabaritado na área dele, mas quando se refere a fé, o cara é cego.
Agora, deixa ele resolver pesquisar datas e a história dessa organização...


Pois é, mas ter essa fé cega em uma organização destoa do tipo de pessoa que se espera que um cientista seja: uma pessoa investigativa, independente da área. Acredito que seja uma questão de natureza cientifica. Por exemplo: Não é por que determinada pessoa é formada em física que ela não possa ter um bom conhecimento sobre História. Da mesma forma, não é por que o cara é biotecnólogo que ele necessariamente precise ser um completo ignorante em qualquer outra área que não seja a dele. E quando se trata de aderir ou não a uma religião que dita até se você pode ter barba ou não, é necessário um profundo escrutínio de sua provável nova fé. Bastava uma simples pesquisa no Google: "Testemunhas de Jeová" e pronto. Podres expostos não faltariam. Agora, se ele soube de toda a podridão e mesmo assim resolveu entrar na "Matrix", então ele tem mais é que se ferrar mesmo.


Uma coisa que não sabemos - Quão TJ ele é?
Será que ele é TJ com o mesmo fervor que as irmãs William?
De repente, é um cara que vai na reunião uma vez por ano, mas como tem um título, resolveram entrevistar...

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 22:36
por Quasextj
Por intermédio da minha família (da parte que é TJ) conheci um SC chamado Verona, se não me engano, não tenho certeza que seja esse nome, que me foi apresentado como tendo sido um Físico. Lembro-me que fiquei admirado pois jamais imaginava que alguém com formação nessa área acreditasse em especulações que não podem ser comprovadas com equações matemáticas. Se não me falha a memória, eu penso ter ouvido que ele abandonou a divisão de desenvolvimento de armas de uma empresa para se tornar TJ.

Concordo com o Kooboo. A fé transcende muito além do que podemos imaginar. Eu também acredito que o relato da revista seja verídico.

Só não consigo entender!

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 22 Jan 2014 23:22
por Arquimedes César
kooboo escreveu:
Arquimedes César escreveu:
kooboo escreveu:Eu não duvido da veracidade do artigo.
O cara tinha predisposição a fé, e na Noruega como quase ninguém é religioso e se dispõe a explicar algo, o primeiro que dispôs a lhe dar respostas simples, ele aceitou.
Simples assim.
O cara é cientista, pesquisador e gabaritado na área dele, mas quando se refere a fé, o cara é cego.
Agora, deixa ele resolver pesquisar datas e a história dessa organização...


Pois é, mas ter essa fé cega em uma organização destoa do tipo de pessoa que se espera que um cientista seja: uma pessoa investigativa, independente da área. Acredito que seja uma questão de natureza cientifica. Por exemplo: Não é por que determinada pessoa é formada em física que ela não possa ter um bom conhecimento sobre História. Da mesma forma, não é por que o cara é biotecnólogo que ele necessariamente precise ser um completo ignorante em qualquer outra área que não seja a dele. E quando se trata de aderir ou não a uma religião que dita até se você pode ter barba ou não, é necessário um profundo escrutínio de sua provável nova fé. Bastava uma simples pesquisa no Google: "Testemunhas de Jeová" e pronto. Podres expostos não faltariam. Agora, se ele soube de toda a podridão e mesmo assim resolveu entrar na "Matrix", então ele tem mais é que se ferrar mesmo.


Uma coisa que não sabemos - Quão TJ ele é?
Será que ele é TJ com o mesmo fervor que as irmãs William?
De repente, é um cara que vai na reunião uma vez por ano, mas como tem um título, resolveram entrevistar...


Pode ser também, a ATV é desesperada por crédito, então nesse caso não importa se o cara é fervoroso ou não, o que importa é que um TJ com o titulo que ele tem diga coisas favoráveis sobre as TJ's.

Re: "Despertai!" 02/14 - Entrevista

Nova mensagemEnviado: 23 Jan 2014 02:06
por Tinho
Eu penso o seguinte: boa parte dos seres humanos, independente do seu nível de cultura ou posição social, têm em si o desejo de que a vida não seja apenas uma existência de poucos anos seguida de uma inexistência eterna. Essas pessoas são facilmente atraídas por religiões que pintam diante delas um quadro tão fascinante que atiça a fé (crença certa em coisas que não podem ser vistas ou provadas). Então eu acredito sim que uma pessoa por mais culta que seja possa ter fé nos relatos da religião, afinal de contas é um ser humano como todos nós sujeita às incertezas dessa nossa existência. É lógico que um dia essa pessoa acorda da ilusão e percebe que ter fé é interessante mas que a religião é apenas uma organização humana cheia de falhas... daí então ou continua na religião pelo convívio social ou chuta o balde e segue a vida da forma como acredita ser certo...